Não entendem

Tatá Werneck e Taís Araújo reclamam de Walcyr Carrasco: 'Nunca mais chamou'

Reprodução/Multishow

Taís Araújo relembra sua carreira em entrevista ao episódio de terça (16) do Lady Night, no Multishow - Reprodução/Multishow

Taís Araújo relembra sua carreira em entrevista ao episódio de terça (16) do Lady Night, no Multishow

REDAÇÃO - Publicado em 16/07/2019, às 04h41

Durante a entrevista de Taís Araújo para Tatá Werneck no episódio do Lady Night que vai ao ar nesta terça (16) no Multishow, as duas descobrem que têm um ponto em comum em suas carreiras: ambas começaram a atuar em novelas de Walcyr Carrasco e nunca mais foram chamadas para nenhum outro projeto do autor. Até hoje elas não entendem o que aconteceu.

Tatá faz Taís relembrar o começo de sua carreira na TV --a atriz de 40 anos fez o papel principal de Xica da Silva (1996), na Manchete. Ao falar da novela, a comediante ressalta que o autor da trama foi Carrasco. "Aliás, queria perguntar pra ele por que ele não fala comigo, eu fiz Valdirene [em Amor à Vida, de 2013], e nunca mais olhou na minha cara", diz ela, em tom de brincadeira.

"Ele também nunca mais me chamou pra nada, desde Xica da Silva", afirma Taís. Tatá fica surpresa: "Menina, não sei o que deu". Taís conta que o autor até a cumprimenta quando a vê, mas nunca mais a escalou para atuar em suas novelas.

Xica da Silva foi a segunda novela de Taís na TV, na extinta Manchete. Com apenas 17 anos, ela intrepretou a protagonista da trama e conta que, na época, sua principal preocupação era ter de ficar nua em cena. Até hoje ela não gosta. "Não gosto de fazer cena de nudez, acho uma merda, fica a maior exposição", confessa.

A atriz também abre o coração sobre outra novela que foi muito difícil fazer: Viver a Vida (2009), de Manoel Carlos. Taís viveu a protagonista Helena e conta que tinha certeza de que aquele momento seria o auge de sua carreira. Ela revela, no entanto, que a experiência foi traumática e lhe fez refletir sobre como lidar com as críticas. 

"Até então eu tinha tido uma carreira muito próspera, quase sem críticas. Chegou na novela das 21h e eu pensei que era minha grande chance. Deu errado. Deu muito errado. E eu fiquei muito abalada com as críticas. Mas aí você aprende que isso vai acontecer de novo, porque nossa carreira é assim. Só que aí não é mais novidade."

Em 2009, Taís foi muito criticada e rejeitada por fazer uma Helena chata e indiretamente responsável pelo acidente que deixou Luciana (Alinne Moraes), sua então enteada, tetraplégica. A protagonista terminou a novela com muito menos destaque do que o esperado.

Mas Taís hoje diz que é outra pessoa e, em uma brincadeira proposta por Tatá, falou que tipo de ciladas toparia ou não fazer na TV. Ela diz que aceitaria interpretar a avó de um personagem de Malhação, mas não faria novela bíblica. "Eu não sei nada da Bíblia. É uma vergonha, porque eu fiz catecismo, mas não absorvi", revela.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook