Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

DECISÃO INÉDITA

Globo muda regra de naming rights após acordo do Corinthians com patrocinadora

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Foto de cima do estádio da Neo Química Arena, estádio do Corinthians

Foto de cima do estádio do Corinthians; Globo mudou regra e passará a citar naming rights em suas transmissões

REDAÇÃO

Publicado em 4/9/2020 - 21h24

A Globo reviu a sua estratégia e passará a citar os naming rights dos estádios de futebol nas transmissões esportivas. A mudança se deu após o Corinthians fechar acordo nesta semana com a empresa Hypera Pharma para batizar o seu estádio. A gigante farmacêutica é uma tradicional patrocinadora do futebol na Globo.

Com a nova postura, a emissora passará a chamar de Neo Química Arena e Allianz Parque os estádios de Corinthians e Palmeiras, respectivamente. Antes, a casa do time alviverde era apresentada como Arena Palmeiras. Os novos nomes já constam no site de Esportes oficial da Globo.

A decisão foi divulgada três dias depois de o Timão fechar acordo com a Hypera Pharma para batizar seu estádio em Itaquera, inaugurado em 2014. A empresa pagará R$ 300 milhões pela compra dos direitos do nome da arena. O clube receberá o valor do contrato em 20 parcelas anuais --período de duração do acordo de naming rights.

A nova regra vale a partir deste sábado (5), nas transmissões das partidas da oitava rodada do Campeonato Brasileiro. A Globo afirmou que a medida é consequência da boa relação com os clubes.

"A partir deste sábado, dia 5, a Globo passa a citar nas transmissões dos jogos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil a marca patrocinadora de arenas esportivas. Essa decisão é fruto do diálogo constante que a Globo mantém com os clubes, sempre respeitando os acordos estabelecidos com as marcas parceiras das transmissões esportivas da emissora", diz a emissora em nota. 

"Como parceira e incentivadora do futebol brasileiro há muitas décadas, a Globo busca sempre as melhores soluções para os que apoiam o desenvolvimento do esporte no país", completa.

Tradicionalmente, a Globo evita dar exposição editorial para marcas que não são suas parceiras comerciais. É inédita a decisão de passar a citar o nome das empresas que batizam as arenas do futebol brasileiro.

Fato é que a Globo tem mudado as suas exigências comerciais nos últimos anos, dando mais abertura e permitindo que as empresas tenham mais possibilidades de campanhas publicitárias. O Esporte foi um dos setores que teve o leque ampliado.

A emissora já libera ações de merchandising em suas transmissões e coloca narradores, comentaristas e apresentadores para serem o rosto de propagandas. Além disso, as seis marcas que patrocinam o futebol são "escaladas" pelos locutores durante os jogos.

A Hypera Pharma é uma empresa com mais de 100 produtos, entre remédios, adoçantes e cosméticos. Doril, Coristina, Gelol, Engov, Estomazil, Gastrol, Adocyl e Biotônico Fontoura são alguns deles. A gigante farmacêutica investe pesado em patrocínio e comprou uma das cotas negociadas por R$ 307 milhões nesta temporada.

A Globo não esclareceu se a norma também vale para o Red Bull Bragantino, citado pela emissora apenas como Bragantino, suprimindo o nome da empresa austríaca de energéticos que é proprietária da equipe.

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, usou as suas redes socias para comemorar a nova política da Globo. Segundo o dirigente, o clube provocou uma revolução no futebol depois da venda dos naming rights do estádio.

"Agradeço a todos os veículos e comentaristas que tiveram a grandeza de reconhecer que o futebol mudou. Gratificante saber que novamente o Corinthians com sua grandeza está ajudando a revolucionar o futebol brasileiro. Serão todos bem-vindos à Neo Quimica Arena", disse Andrés.

Leia também

Web Stories

+
A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a sérieA Fazenda 13: Surto na baia e barraco com ofensas marcam primeira semana do realityQuem é Alanis Guillen? Conheça a Juma Marruá do remake de Pantanal

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?