BONS NEGÓCIOS

Big Brother Brasil, futebol e Carnaval 2020 rendem à Globo R$ 2,1 bilhões em patrocínio

VICTOR POLLAK E JOÃO COTTA/TV GLOBO

Montagem de fotos com o apresentador Tiago Leifert, o narrador Galvão Bueno e a jornalista Fátima Bernardes

Tiago Leifert, Galvão Bueno e Fátima Bernardes comandam atrações valiosas para os cofres da Globo

VINÍCIUS ANDRADE - Publicado em 09/01/2020, às 05h22 - Atualizado às 16h33

Três dos assuntos mais populares entre os brasileiros, futebol, Carnaval e reality show também fazem bem aos cofres da Globo. Com cotas de patrocínio já negociadas para cada uma das atrações, a emissora terá uma receita de pelo menos R$ 2,1 bilhões neste ano. Esse número ainda pode aumentar, caso o BBB20 e a transmissão dos desfiles das escolas de samba consigam apoiadores de última hora.

O mercado estima que a Globo pode descontar até 30% desse valor, incluindo abatimentos, participação de agências de publicidade e bonificação por volume.

Pacote comercial mais valioso da TV brasileira, o Futebol 2020 é o único que vendeu todas as suas seis cotas, o que assegura uma receita de R$ 1,8 bilhão para a emissora.

Vivo, Itaú, Casas Bahia, Chevrolet, Ambev e Hypera Pharma renovaram o acordo de 2019. Cada uma delas vai desembolsar R$ 307 milhões para anunciar na TV e no digital --R$ 3 milhões a menos em comparação com 2019.

A ligeira queda no preço de um ano para outro tem uma explicação: número menor de jogos na TV. Neste ano, a Globo vai mostrar ao vivo 85 jogos, contra 95 de 2019. As marcas serão expostas em campeonatos regionais, nacionais e intercontinentais, além do Jornal Nacional e de programas da emissora.

Previsto para começar no dia 21, o BBB20 já conta com cinco patrocinadoras: Burger King, Faculdades Anhanguera, Americanas, PicPay e Claro. O plano comercial, que disponiliza seis cotas, já rendeu R$ 213,1 milhões para a emissora.

As empresas apoiadoras pagaram R$ 42,620 milhões cada para 375 inserções na Globo, 3.066 inserções nos canais Globosat e uma entrega gigantesca de impressões nas plataformas digitais da empresa.

Já o Carnaval 2020 terá propagandas de Crefisa, Dorflex, Extra e Unilever, que investiram R$ 33,684 milhões cada para aparecer nas chamadas da cobertura da folia e também durante a transmissão e a apuração das escolas de samba de São Paulo e Rio de Janeiro. A soma dos valores desembolsados pelas quatro empresas é de R$ 133,7 milhões --o plano comercial disponilizou seis cotas.

Os R$ 2,1 bilhões apenas desses três pacotes publicitários representam aproximadamente 20% de todo o faturamento anual da Globo, que teve R$ 10,061 bilhões em receitas em 2018, ano do último balanço disponível.

O valor que BBB, futebol e Carnaval conseguem ainda é superior ao que Record e SBT recebem durante um ano inteiro. A emissora de Edir Macedo ganhou R$ 1,773 bilhão em 2018; a de Silvio Santos, R$ 1,065 bilhão.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook