Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PROIBIU CIGARRO

Entrevista antiga do Roda Viva com Maluf vira piada na web: 'Choque de Cultura'

REPRODUÇÃO/TV CULTURA

O político Paulo Maluf durante entrevista ao Roda Viva, da TV Cultura, na época em que foi prefeito de São Paulo, em 1995

Paulo Maluf durante entrevista ao Roda Viva em 1995, época em que foi prefeito de São Paulo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 2/12/2020 - 13h07

Uma entrevista antiga de Paulo Maluf ao programa Roda Viva, da TV Cultura, viralizou nas redes sociais e virou piada por parecer uma esquete do humorístico Choque de Cultura. A sabatina foi feita em 1995, quando o político ainda era prefeito de São Paulo e criou uma lei que proibia fumar dentro de restaurantes. A medida sanitária foi duramente criticada pelos jornalistas na época.

"Prefeito, o senhor não acha que exagerou na dose, que essa medida foi radical demais?", perguntou o então mediador do programa de entrevistas, Matinas Suzuki Jr.. "Não, não acho exagero", respondeu Maluf, prontamente. 

"Às vezes eu acho que o senhor tem prazer em proibir as coisas. Sabia? Ditar normas de comportamente pessoal, deixa a pessoa fumar", se indignou Nirlando Beirão (1948-2020), que era editor-sênior da revista Playboy na época.

"Tirando o fumar, que mais que foi proibido?", perguntou o então político. "O negócio do cinto de segurança. Eu tenho que andar com aquilo me amarrando?", protestou o jornalista. "Eu acho que aquilo salva a tua vida", argumentou Paulo. "Mas eu posso decidir sobre isso, não posso?", rebateu Beirão no trecho divulgado nas redes sociais.

O recorte da entrevista, que durou mais de uma hora, também mostrou quando Maluf argumentou sobre as leis antifumo em outros lugares do mundo, como aqueles em que bares foram processados por funcionários. 

"Garçons que não fumam e trabalhavam nos pubs e que tiveram câncer do pulmão fizeram reclamações trabalhistas contra seus próprios empregadores", explicou Maluf. "Isso poderia ser resolvido com garçons tabagistas servindo consumidores tabagistas; e garçons não tabagistas servindo não tabagistas", defendeu o Suzuki.

"Por exemplo, sentar num voo do lado de um fumante, que eu acho que são pessoas mais agradáveis, menos tensas, do que do lado de um não fumante. Isso é um direito meu", insistiu o apresentador.

Na sequência, o prefeito continuou com seus argumentos. "Se proibiu fumar em restaurantes porque você se suicidar não lhe dá direito de assassinar o seu vizinho", declarou Maluf. "E por que eu não posso ter um restaurante exclusivo para fumantes? Por que?", questionou Pedro Carfado, o então editor-chefe do jornal O Estado de S.Paulo. 

A sabatina com o político foi feita na época em que ele era prefeito da cidade de São Paulo, em 1995, e ele foi duramente criticado pelos jornalistas por ter criado a lei que proibia fumar dentro de restaurantes. Nesta quarta-feira (2), as imagens viralizaram em uma publicação feita no Twitter. 

As falas sérias dos jornalistas que entrevistaram Maluf no Roda Viva se pareceram muito com piadas feitas pelo elenco do Choque de Cultura, programa de humor do YouTube e da Globo em que atores se passam como motoristas de vans que dão opiniões exageradas e controversas sobre diversos assuntos.

Assista à entrevista de Paulo Maluf no Roda Viva, em 1995, na íntegra:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você vai acompanhar a reprise de Império?