Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

CASAIS QUE AMAMOS

Após demitir funcionários idosos, Globo os homenageia em programa especial

REPRODUÇÃO/VIVA

Regina Duarte e Aguinaldo Silva sorriem em depoimentos a episódio da série Os Casais que Amamos, do canal Viva

Regina Duarte e Aguinaldo Silva em depoimentos a episódio da série Os Casais que Amamos, do canal Viva

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 25/11/2020 - 6h50

Após encerrar contrato com artistas idosos e muito prestigiados que tiveram longas carreiras na teledramaturgia, a Globo voltou a dar espaço a alguns deles. No programa Os Casais que Amamos, do canal Viva, atores e autores são homenageados ao falarem de momentos marcantes que viveram em novelas. Regina Duarte, Aguinaldo Silva, Tarcísio Meira e Glória Menezes são alguns deles.

Os Casais Que Amamos é uma série documental do Viva em que, a cada episódio, atores e autores relembram pares românticos de novelas que fizeram muito sucesso com os telespectadores.

Regina Duarte e Lima Duarte são as estrelas do episódio de estreia, em que falam sobre Viúva Porcina e Sinhozinho Malta, personagens que interpretaram em Roque Santeiro (1985).

Lima, de 90 anos, ainda é contratado da emissora e não corre risco de ser dispensado. Já Regina teve seu contrato encerrado em fevereiro, quando aceitou o cargo de secretária especial de Cultura no governo de Jair Bolsonaro.

Após minimizar as mortes provocadas por Covid-19 e fazer referência à Ditadura Militar (1964-1985) numa entrevista à CNN, ela teve sua imagem muito desgastada e foi exonerada do cargo em junho. Não voltou à Globo, mas o depoimento ao programa foi o maior destaque que teve na emissora no ano. A atriz lembrou momentos de glória que teve na emissora, parcerias e papéis de sucesso e se disse grata à Globo.

No mesmo episódio, Aguinaldo Silva também fez uma participação. Ele desenvolveu os roteiros de Roque Santeiro e confessou que, a princípio, achou que a novela seria uma bobagem.

"Mas me deram a tarefa, e eu resolvi cumprir. Só quando eu vi o primeiro capítulo editado é que eu pensei: 'Me enganei redondamente, essa novela vai ser um sucesso'", falou ele, no depoimento exibido na atração. Aguinaldo Silva foi demitido da Globo no início de 2020, após o fracasso de O Sétimo Guardião (2018). Ele foi autor na emissora ao longo de mais de 40 anos e foi responsável por mais de 20 trabalhos na Globo.

reprodução/viva

Glória e Tarcísio contaram suas trajetórias

Casal consagrado

Também faz parte da série Os Casais que Amamos um episódio especial que já tinha ido ao ar neste ano, em junho: um programa especial de Dia dos Namorados com Tarcísio Meira e Glória Menezes.

Na edição, os dois relembraram como se conheceram, no teatro, e o início de suas carreiras em novelas e na Globo. Casados há 60 anos, Tarcísio e Glória foram dispensados em setembro, após 53 anos de contrato com a emissora. O fim do vínculo de mais de meio século foi resultado da política de cortes de gastos que a emissora passou a implementar por conta da pandemia do coronavírus.

Na série do Viva, o autor Silvio de Abreu, atual diretor de teledramaturgia da Globo, fez sua homenagem aos dois: "Tarcísio Meira e Glória Menezes não são apenas o primeiro casal a fazer sucesso na telenovela brasileira, eles são a própria telenovela brasileira. Foi através do talento deles que outros casais apareceram, e através do talento deles que nós tivemos novelas impressionantemente boas e muito populares".


Leia também

Web Stories

+
Dia da Luta contra a LGBTfobia: Félix, Ivan e outros personagens que marcaram a TVLançamentos da semana têm Quem Matou Sara? e documentário de Pink; saiba maisDez anos após o fim de Smallville, veja como está o elenco da sérieDe cuidadora de cachorros a musa sertaneja: Como está Juliette fora do BBB21Salve-se Quem Puder: Última semana da reprise tem chantagem, reencontro perigoso e revelação

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você espera dos capítulos inéditos de Salve-se Quem Puder?