Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LINHA 2021

Novas TVs com tecnologia miniLED ganham em brilho e contraste, mas preço assusta

REPRODUÇÃO/SAMSUNG

TV com painel de miniLEDs em ambiente futurista

TV com painel de miniLEDs; imagens mais reais a partir de R$ 8,8 mil

EDUARDO BONJOCH

edubonjoch@gmail.com

Publicado em 8/7/2021 - 6h25

As TVs com painel miniLED aparecem como uma das principais apostas dos fabricantes para 2021. A nova tecnologia substitui os LEDs tradicionais por várias unidades do tamanho de um grão de areia, mas com maior potência, permitindo iluminar os pontos que formam a imagem de maneira mais precisa e uniforme. Com isso, o brilho e o contraste melhoram, superando a qualidade das TVs de LED lançadas nos anos anteriores.

A novidade chegou ao Brasil em maio deste ano e pode ser encontrada nas linhas Neo QLED e QNED MiniLED 4K e 8K da Samsung e da LG. A TCL pretende entrar na briga a partir de novembro. Hoje, são 11 modelos, de 55 a 86 polegadas, que custam a partir de R$ 8,8 mil, três vezes mais do que as telas UHD de mesmo tamanho.

Qualquer TV de LED precisa fornecer a iluminação que faz brilhar os pixels (pontos) na formação da imagem. Essa luz vem de um painel interno, chamado de backlight. Quanto mais LEDs são utilizados em pequenas partes e por toda a extensão da tela (característica dos painéis local dimming full array encontrados nestas TVs), maior o realismo do que é visto.

REPRODUÇÃO

TV por dentro; mais LEDs cobrindo toda a tela

Nas novas TVs, um LED convencional é substituído por dezenas de miniLEDs. Segundo a Samsung, são aproximadamente 40; a LG cita 30 vezes mais pontos de iluminação na comparação entre dois modelos de 75 polegadas. Com uma iluminação precisa em pequenos pedaços do painel, o contraste aumenta, permitindo identificar pretos profundos e uniformes, além de diversos tipos de cinza.

As imagens também ficam mais brilhantes, mantendo a nitidez até em ambientes iluminados, como o Notícias da TV conferiu em uma demonstração. Neste quesito, a tecnologia se aproxima das TVs OLED, que utilizam pixels orgânicos com iluminação própria, dispensando o uso de backlight.

Com os miniLEDs, os fabricantes ainda conseguiram reduzir os vazamentos de luz, uma das principais queixas dos consumidores que compram TVs de LED mais baratas. Essa deficiência da própria tecnologia costuma ficar mais evidente nos cantos e nas laterais da tela, principalmente em cenas escuras.

REPRODUÇÃO/LG

TV com miniLEDs; mais cores e tons de cinza

A briga pela melhor imagem

Todas as TVs miniLED à venda adotam a tecnologia de pontos quânticos. São televisores de LED com uma fina película aplicada sobre o painel LCD, que permite controlar melhor o quanto de luz do backlight será utilizado na geração das imagens. Esse cuidado aumenta a variedade de cores, o brilho e o contraste, deixando as imagens mais reais.

Os dois fabricantes que disputam este mercado associam os LEDs minúsculos à tecnologia de pontos quânticos para obter uma maior variedade de cores. A LG também ressalta a presença de uma película de nanopartículas sobre o painel nos televisores de pontos quânticos, como na linha NanoCell. Sua função, segundo o fabricante, é filtrar a luz excedente, controlando as várias tonalidades de cor.

Por serem as TVs de LED mais sofisticadas, os novos modelos com painel miniLED são completos em recursos e opções de conectividade. Incluem entradas HDMI 2.1 e outras funções próprias para gamers, além de inteligência artificial integrada com assistentes de voz e outras tecnologias para melhorar qualidade de som e a imagem.

TUDO SOBRE

Smart TV

TV 4K


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
De absorvente usado a café no chão: As maiores nojeiras de A Fazenda 13Bolsonaro virou chacota na Globo! Nos Tempos do Imperador coleciona indiretasMitomaníaco, sem noção ou exibido? 5 vezes que Gui Araujo falou demais em A FazendaDe vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filme

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas