Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PROTOCOLO OLIMPÍCO

Vacina e passos controlados: Como Globo enviou 50 pessoas para Jogos de Tóquio?

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Bárbara Coelho no estúdio do Esporte Espetacular, que tem detalhes verdes e azuis: Bárbara usa uma blusa preta, com calça amarela e está com a mão no bolso

Bárbara Coelho, do Esporte Espetacular, já está no Japão para a cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 8/7/2021 - 7h00

A Globo começou a enviar para o Japão, no início desta semana, os profissionais que irão fazer a cobertura in loco dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Para a transmissão em TV aberta e por assinatura, a emissora montou uma logística muito mais robusta e cuidadosa para seus profissionais. Quem está no Japão já foi vacinado contra a Covid-19. Mas mesmo assim, uma quarentena foi imposta.

Ao todo, são 50 profissionais enviados --de nomes que aparecem no vídeo a produtores, editores e auxiliares. No Japão, a emissora também tem um pessoal de logística para ajudar na locomoção e na alimentação. Alguns nomes da produção técnica também foram para o país asiático, mas viajaram em abril. Estão lá desde então para preparar tudo.

O Notícias da TV apurou como é o protocolo da Globo. Antes de viajar, todos os nomes confirmados foram vacinados contra a Covid-19. As doses vieram do programa do COI (Comitê Olímpico Internacional), que recebeu doação da China e imunizou todos os atletas e a imprensa contra o coronavírus. Outros veículos, como o BandSports, que divide os direitos de transmissão de Tóquio-2020 na TV paga, também vacinaram seus nomes.

Em grupos de cinco ou sete pessoas, e por ordem de prioridade, a Globo tem enviado seus contratados para o Japão. Os voos terminam no fim desta semana. Assim que chegam, eles cumprem uma quarentena de quatro dias no hotel reservado apenas para a imprensa. Cada um em seu quarto individual.

Após os quatro dias, o COI libera o acesso dos profissionais do Grupo Globo para lugares específicos. Entre eles, ginásios e praças esportivas onde vão acontecer os Jogos. Esse acesso só acontece para gravações de conteúdo que será exibido dias antes do início dos trabalhos olímpicos no Japão.

Quinze dias depois da chegada do profissional, ele tem acesso liberado para toda a cidade. Ou seja, até o início dos Jogos, em 23 de julho, todos os nomes enviados pela Globo ao Japão vão poder se locomover por Tóquio sem problemas.

Já estão no país cumprindo o protocolo nomes como Bárbara Coelho, Carol Barcellos, Karine Alves e Tiago Medeiros. As duas primeiras vão atuar na TV aberta, enquanto Karine e Medeiros ficarão à disposição do SporTV.

Narradores e comentaristas não vão para o Japão. Eles trabalharão do Brasil em um grande espaço montado nos Estúdios Globo.

Globo promete 200 horas de Jogos

A Globo terá 200 horas de conteúdo olímpico durante a realização dos Jogos de Tóquio. Pela programação já definida, a emissora ficará no ar com transmissões e programas entre 22h30 e 11h do dia seguinte. Programas como Profissão Repórter, Conversa com Bial e Mais Você não devem ir ao ar entre 23 de julho e 8 de agosto.

Jornal da Globo, Hora 1 e Bom Dia Brasil, além dos noticiários locais, terão duração a depender da tabela de jogos e transmissões de eventos com brasileiros. 

Após os Jogos Olímpicos, a Globo fará uma grande campanha de programação com novidades para o horário nobre. Algumas delas são a reprise da novela Verdades Secretas e a estreia do programa The Masked Singer, apresentado por Ivete Sangalo.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi a melhor série documental brasileira do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas