Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ADRIAN JAOUDE

The Rock brasileiro? Ex-astro da WWE vira ator de série do Globoplay

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Adrian Jaoude ao lado de José Junior em set de Arcanjo Renegado

Adrian Jaoude e José Junior em set de Arcanjo Renegado; série vai contar com atuação de ex-WWE

VICTOR CIERRO VIEIRA

victor@noticiasdatv.com

Publicado em 15/10/2021 - 6h25

Bronze nos Jogos Pan-Americanos de 2008 e ex-astro da WWE (a maior companhia de luta livre do mundo), Adrian Jaoude entrou em uma nova fase de sua carreira. Assim como Dwayne "The Rock" Johnson, o lutador decidiu ingressar no mundo da atuação. Na série Arcanjo Renegado, ele vai ter contracenar com o protagonista da produção, Marcello Melo Jr.

A atração policial virou um fenômeno de audiência no Globoplay. Em menos de duas semanas no ar, a produção ultrapassou 1,75 milhão de horas assistidas. Arcanjo Renegado teve a melhor estreia entre todas as séries do serviço de streaming da Globo.

Criada por José Junior, do AfroReggae, a trama conta a história de Mikhael (Melo Jr.), um sargento do Bope (Batalhão de Operações Policiais Especiais), durante uma grave crise. Além de um jornalista divulgar abusos de poder dentro da sua equipe, o protagonista precisa lidar com as consequências de uma ação que terminou em chacina.

Na segunda temporada da série, Jaoude vai fazer parte de um grupo militar privado, do qual Mikhael também participa. Com o restante da equipe, a dupla vai realizar algumas missões no continente africano.

Conhecido como Arturo Ruas durante sua passagem pela WWE, o lutador conta para o Notícias da TV como ele entrou para o elenco da nova temporada da série do Globoplay:

Eu sou grande fã do trabalho do José Junior, autor da série Arcanjo Renegado. Após a primeira temporada, trocamos algumas mensagens pelas redes sociais, e assim, surgiu o convite! Estou muito feliz por fazer parte desse trabalho incrível!''

Saída da WWE

Demitido da WWE em junho, Jaoude foi um dos 14 nomes desligados da empresa naquele mês. Antes de sair da organização, o brasileiro estava preparado para fazer parte de um novo grupo de lutadores da companhia: o Diamond Mine (Mina de Diamante, em tradução livre).

Segundo o atleta, a estreia do grupo foi adiada inúmeras vezes até o dia em que ele foi informado de seu desligamento. ''Às vezes não tem a ver com o talento, tem a ver com o mercado", esclarece Jaoude.

No entanto, foi na empresa comandada por Vince McMahon que ele aprendeu a encenar. O próprio Jaoude explica como a companhia de luta livre o influenciou para entrar no mundo das séries e filmes. ''Sempre achei a profissão muito rica. Na WWE, as aulas de atuação me fizeram perceber que tenho jeito pra coisa.''

Planos para o futuro

Após sua demissão, o brasileiro entrou no ringue da maior concorrente da WWE, a AEW. Jaoude teve a oportunidade de lutar lado a lado com Cezar Bononi, seu ex-parceiro na luta livre. 

Segundo o atleta olímpico, ele está programado para lutar novamente pela companhia. Além de Bononi, a AEW também é a casa de outra lutadora brasileira: a carioca Tay Conti.

E a agenda de Jaoude não para por aí. A Game Changer Wrestling (empresa de luta livre) anunciou na quarta-feira (13) o evento principal do Bloodsport 7. Sob o codinome de Tiger Ruas, o brasileiro vai enfrentar Josh Barnett em 22 de outubro.

Ao ser perguntado sobre os planos para o futuro, o ex-lutador da WWE resume: ''Quero seguir lutando e com certeza começar a atuar mais, acho que as duas coisas andarão juntas''.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas