Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FINAL DE TEMPORADA

Origem de Lucille e nascimento do vilão: The Walking Dead revela passado de Negan

Divulgação/AMC

Jeffrey Dean Morgan em cena da 10ª temporada de The Walking Dead

Jeffrey Dean Morgan voltou aos melhores momentos de Negan no final da 10ª temporada de Walking Dead

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 5/4/2021 - 0h15

O último episódio bônus da 10ª temporada de The Walking Dead foi exibido neste domingo (4) e trouxe uma das histórias mais aguardadas pelos fãs. A série finalmente revelou quem era Negan (Jeffrey Dean Morgan) antes do apocalipse zumbi e como a origem do bastão Lucille se conecta com o "nascimento" do grande vilão.

Here's Negan (Aqui Está o Negan, em tradução literal), o 22º episódio do 10º ano, teve o seu título retirado diretamente dos quadrinhos. O sucesso do vilão nas HQs que inspiraram a série levaram Robert Kirkman, criador de The Walking Dead, a escrever um spin-off --também chamado Here's Negan --contando a história de sua origem.

Angela Kang, showrunner da série, já havia revelado que a adaptação do passado de Negan na TV teria algumas diferenças dos quadrinhos. Por outro lado, certas características permaneceriam as mesmas. A atenção dada à origem do vilão resultou no episódio mais longo da leva bônus anunciada para o 10º ano: 49 minutos.

Na trama, Carol (Melissa McBride), temendo a reação da recém-chegada Maggie (Lauren Cohan) de ter que conviver com o responsável pela morte de Glenn (Steven Yeun), decide afastar Negan dos outros moradores de Alexandria. Ela o leva para se isolar na cabana que um dia foi de Leah (Lynn Collins), antigo romance de Daryl (Norman Reedus).

Em sua nova casa, Negan, que havia indicado concordar com a decisão de Carol, reflete sobre o passado e o caminho que o levou até a situação atual. Desgastado pelos anos de confrontos e prisão, ele discute com a própria mente, mostrando que o "velho Negan", armado com o bastão Lucille e o antigo visual com casaco de couro e lenço vermelho, ainda habita o seu inconsciente.

DIVULGAÇÃO/AMC

Carol e Negan discutem a situação do vilão

No dia seguinte, o vilão caminha pelos campos nas redondezas da cabana e começa a cavar buracos à procura de algo. Para a surpresa dos fãs, é revelado que Negan havia enterrado outro bastão enrolado em arame farpado, do mesmo jeito que sua antiga arma, Lucille.

Com o bastão em punho, Negan encara uma série de flashbacks para recontar sua jornada até o momento atual. Voltando 12 anos no passado, o episódio nos apresenta a verdadeira Lucille (Hilarie Burton, casada com Dean Morgan na vida real), ex-mulher do antagonista que lutava contra um câncer quando o mundo desmoronou.

A história do vilão é contada com flashbacks fora de ordem. Eles começam com Negan amarrado a uma cadeira, sendo interrogado pelo líder de uma gangue chamado Baxter (Rodney Rowland) em um bar para descobrir a localização de um centro médico móvel no qual ele adquiriu as cobiçadas drogas de quimioterapia. A lógica é: se o centro está na posse de algo tão raro, eles terão outras coisas importantes.

Para explicar como ele descobriu o centro médico, Negan volta no tempo em mais algumas semanas, nas quais mantinha Lucille viva e medicada durante os primeiros dias do pós-apocalipse. Quando o estoque de remédio acaba, ele decide ir em busca de ajuda, mas a mulher pede que ele fique. Para isso, ela explica que o marido é a única coisa a manteve resistindo até o momento, mesmo com tantos erros cometidos no passado.

DIVULGAÇÃO/AMC

Negan cuidando da verdadeira Lucille

O episódio revela então que Negan nunca foi uma pessoa destruída pelo apocalipse zumbi e que aprendeu a ser cruel para sobreviver --algo parecido com o que passou o Governador (David Morrissey), grande vilão de The Walking Dead entre a terceira e a quarta temporada.

Desde antes, quando era apenas um professor de Educação Física no colegial, o vilão já mostrava traços de desequilíbrio mental. Ele quase espancou um desconhecido até a morte em um bar e mantinha uma relação adúltera com uma das melhores amigas de Lucille. Foi no diagnóstico positivo da mulher, contudo, que o futuro rival de Rick (Andrew Lincoln) passou a ser mais humano.

Na sua busca por ajuda, Negan encontra o generoso médico Franklin (Miles Mussenden), homem que decide ajudá-lo mesmo que o futuro vilão o ameace com uma arma --que na verdade nunca esteve carregada. Antes de partir com os remédios, ele recebe da filha de Franklin um bastão de beisebol para se defender --o mesmo que, mais tarde, seria batizado de Lucille.

Cinco anos depois da introdução de Negan na série, The Walking Dead exibe um lado nunca antes de visto do personagem. Uma parte que mostra ingenuidade e devoção à mulher --problema que o faz revelar a Baxter a posição do centro médico para poder ser liberado e ir ajudar a amada.

Quando volta para casa, porém, já é tarde. Após semanas aguardando o marido, Lucille tira a própria vida e, como um último pedido, pede que o amado não a deixe viver pelo resto da vida como zumbi. A perda da mulher é o pontapé para Negan abraçar seu lado sombrio e entrar de vez no caminho para se tornar o vilão adorado pelos fãs.

REPRODUÇÃO/AMC

A origem do bastão Lucille

Após destruir a casa e o corpo "zumbificado" de Lucille, Negan usa o arame farpado de seu portão para melhorar o bastão de beisebol e retorna ao bar de Baxter para se vingar. Se não tivesse sido mantido refém, talvez ele teria voltado a tempo de salvar a mulher.

A volta ao bar mostra a "primeira "aparição" de Negan como o público o conheceu. Armado com a nova Lucille, ele mata os homens de Baxter um a um até encontrar novamente o líder da gangue. Resgatando o mesmo ar aterrorizante mostrado na noite em que esmagou os crânios de Glenn e Abraham (Michael Cudlitz), ele brinca e conversa com o bandido até finalmente matá-lo a porradas.

De volta ao presente, Negan conversa pela última vez com o bastão desenterrado e se declara à ex-mulher, dizendo que nunca deixou de amá-la. Ele queima a arma e coloca um ponto-final nas memórias de Lucille.

Farto do exílio, Negan retorna a Alexandria e reencontra Carol. Surpresa com a decisão, ela diz que o deu uma oportunidade de viver e que não terá mais a morte dele em sua consciência quando Maggie, inevitavelmente, o matar, algo que ela insiste que fará se ele ficar. O vilão apenas olha para Maggie e sorri, sugerindo que o conflito entre os dois deve continuar na 11ª e última temporada de The Walking Dead.

Os episódios do drama zumbi são exibidos aos domingos, às 23h30, no canal Star (antiga Fox). A última temporada deve estrear apenas no segundo semestre deste ano.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?