Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

VEM AÍ

Marquezine, boto e pegação na praia: As séries nacionais da Netflix em 2021

Reprodução/Instagram

Montagem com fotos dos atores Bruna Marquezine, Marco Pigossi e Giovanna Lancellotti publicadas em seus Instagrams

Ex-astros da Globo, Bruna Marquezine, Marco Pigossi e Giovanna Lancellotti terão séries na Netflix

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 2/1/2021 - 6h55

Com a gravação de séries prejudicadas em 2020 por causa da pandemia do novo coronavírus, a Netflix vai pegar mais leve nos lançamentos nacionais deste ano. Entre as novidades, o catálogo da gigante do streaming ganhará muitos rostos que fizeram sucesso na Globo, como Bruna Marquezine, Marco Pigossi e Giovanna Lancellotti --cada um deles estrelará uma atração.

No ar como o Zeca na reprise de A Força do Querer, Pigossi trocará a sereia Ritinha (Isis Valverde) pelo "pai" dela, o boto-cor-de-rosa, em Cidade Invisível. Já Marquezine se une à melhor amiga, Manu Gavassi, em Maldivas, uma trama de mistério situada em um condomínio de luxo. E Giovanna curtirá uma praia paradisíaca com muita pegação em Temporada de Verão, com um elenco que fará sucesso com o público jovem.

Confira as estreias nacionais da Netflix previstas para 2021:

Cidade Invisível

Gravada em 2019, a série criada por Carlos Saldanha (diretor das animações Rio e O Touro Ferdinando) finalmente sairá do papel em 5 de fevereiro. A trama gira em torno de Eric (Marco Pigossi), um fiscal ambiental que começa a investigar o surgimento de um boto-cor-de-rosa, de água doce, nas areias de uma praia do Rio de Janeiro. Ele acaba descobrindo um mundo habitado por entidades míticas normalmente invisíveis aos seres humanos. 

A história promete misturar elementos do folclore brasileiro com muito suspense e mistério, com direito a fogo, morte e misticismo --e uma pegada de preservação ambiental. Com sete episódios, o drama conta ainda com Alessandra Negrini, Julia Konrad, Jéssica Córes, Fábio Lago, Wesley Guimarães, Manu Diegues e Victor Sparapane no elenco.

divulgação/netflix

Elenco está repleto de ex-atores da Globo

Maldivas

Criada por Natalia Klein (de Adorável Psicose), Maldivas contará a história da goiana Liz (Bruna Marquezine), que se muda para o Rio de Janeiro com o objetivo de reencontrar sua mãe, que desapareceu em um incêndio misterioso. Tentando buscar respostas para a tragédia, ela terá que se esconder do investigador Denilson (Romani) em um condomínio de luxo repleto de personagens peculiares.

Apesar de ser apresentada como uma trama de mistério e intrigas, tudo indica que Maldivas terá uma pegada cômica --o texto de Natalia naturalmente pende para o humor. As gravações começaram no fim de 2020, mas foram interrompidas após um integrante da equipe testar positivo para a Covid-19.

O elenco conta também com Sheron Menezzes, Carol Castro, Klebber Toledo, Danilo Mesquita, Guilherme Winter, Samuel Melo, Vanessa Gerbelli, Angela Vieira, Alejandro Claveaux, Filipe Ribeiro e Fernanda Thurann, além da própria Natalia Klein. A estreia foi anunciada para este ano, mas sem data estipulada.

daniel chiacos/netflix

Público jovem é alvo de nova série nacional

Temporada de Verão

De olho no público teen, a Netflix decidiu lançar Temporada de Verão, sobre um grupo de jovens que vai trabalhar no resort Maresia, em uma ilha paradisíaca --as gravações acontecem em Ilhabela, no litoral de São Paulo. Giovanna Lancellotti dá vida a Catarina, jovem destemida que aproveita a passagem pelo hotel para aprender mais sobre a vida e sobre si mesma.

Temporada de Verão é dirigida por Isabel Valiante e Caroline Fioratti. O elenco também conta com Jorge López (da série Elite), Gabz, André Luiz Frambach, Giovanna Rispoli, Maicon Rodrigues, Cynthia Senek, Felipe Rocha, Léo Bittencourt e Mayana Neiva.

reprodução/youtube

Elena Soarez está por trás da série Futebol

Futebol

Anunciada em abril de 2019, a série Futebol ainda é um grande mistério --seu elenco não foi divulgado, muito menos o início das gravações. O que se sabe é que o projeto é uma criação de Elena Soarez, que dividiu a controversa O Mecanismo (2018-2019) com José Padilha.

A história mostrará o que está por trás da relação entre dois jogadores --Toró e Pantera, dois adolescentes pobres de 15 anos que são escolhidos entre uma multidão para integrar a categoria júnior do maior time brasileiro: o fictício Carioca Futebol Clube.

"Da palavra 'futebol' saiu uma provocação. O Luciano [Moura, cocriador] já tinha ideias, mas não queríamos só contar uma história de futebol. Então surgiu a ideia de falar sobre o que acontece depois que você alcança a glória. Você está condenado a declinar pro resto da vida, porque passa a viver o reverso da glória. Mas e quando você chega ao auge muito cedo? Isso é o que nos interessou", contou Elena ao Notícias da TV há quase três anos.

divulgação/ziraldo

Personagem de Ziraldo estrelará animação

Menino Maluquinho

A produtora Chatrone, responsável pela novelinha Gaby Estrella (2013-2015), pela série Juacas (2017-2019) e pelo filme Festa no Céu (2014), indicado ao Globo de Ouro, adaptará para a Netflix o Menino Maluquinho, famoso personagem criado pelo cartunista Ziraldo. Será mais uma tentativa da plataforma de streaming de investir em animações brasileiras, depois da fracassada (e criticada) Super Drags.

reprodução/netflix

Os Fab Five da versão brasileira de Queer Eye

Reality shows

Além dos projetos ficcionais, a Netflix também investirá em peso no gênero reality show por aqui. Depois de lançar Nasce Uma Rainha e versões nacionais de The Circle e O Crush Perfeito no ano passado, a plataforma prepara mais adaptações de formatos estrangeiros.

Para 2021, estão previstas temporadas tupiniquins de Casamento às Cegas e Brincando com Fogo, além do Queer Eye, que terá um novo quinteto de apresentadores: Yohan Nicolas (beleza), Fred Nicácio (bem-estar), Guto Requena (design), Rica Benozatti (estilo) e Luca Scarpelli (cultura).


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você quer ver no retorno de Amor de Mãe?