Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Nova geração

De adolescente a trans: 2018 é o ano das jovens atrizes roubarem a cena na TV

Divulgação/Netflix/FX

Peyton Kenendy em Everything Sucks! e Indya Moore em Pose, atrizes reveladas pela TV neste ano  - Divulgação/Netflix/FX

Peyton Kenendy em Everything Sucks! e Indya Moore em Pose, atrizes reveladas pela TV neste ano

JOÃO DA PAZ

Publicado em 26/8/2018 - 6h57

Com oito meses na conta, 2018 já está marcado por jovens que roubaram a cena em seus primeiros grandes trabalhos no mundo das séries. Cinco atrizes se destacaram neste ano, da adolescente Peyton Kennedy, de 14 anos (a mais jovem), à trans Indya Moore, de 23 anos (a mais velha). A mais recente a entrar neste grupo é Eliza Scanlen, de Sharp Objects.

O inquietante drama, sobre uma jornalista que embarca em uma investigação sobre desaparecimento e morte de duas garotas, termina neste domingo (26) com duas certezas: colocou a protagonista Amy Adams como favorita ao Emmy do ano que vem e entregou para Hollywood um novo talento da atuação. A australiana Eliza, 19 anos, roubou a cena no drama, na pele da enigmática e atrevida Amma Crellin.

divulgação/hbo

Pela sua atuação em Sharp Objects, Eliza Scanlen ganhou elogios da mídia norte-americana 

Vestida como uma boneca para agradar à mãe, Amma hipnotiza o telespectador por ser uma personagem de vida dupla, cheia de nuances. Ela se liberta dessa fantasia comportada ao vestir uma blusinha, um shorts curto e sair patinando com as amigas pela macabra cidade de Wind Gap. Eliza esbanja talento ao defender essa personagem, concretizando uma previsão.

Em dezembro do ano passado, a revista The Hollywood Reporter apontou Eliza, junto com Shahidi, como uma das dez apostas para brilhar na TV em 2018. O argumento era de que a jovem iria se beneficiar ao atuar ao lado de atrizes experientes, do nível de Adams e Patricia Clarkson, que vive Adora, a esquisita mãe de Amma.

"Amy foi muito amável comigo, especialmente porque ela sabia que esse era um dos meus primeiros trabalhos [na TV]", contou Eliza para o canal E!. "Ela realmente me adotou e me deu vários conselhos [sobre atuação]. Ela foi minha rocha."

Vários veículos especializados dos Estados Unidos, da revista Vanity Fair ao site Deadline, destacaram o papel de Eliza em Sharp Objects. O site TV Line chegou a elegê-la como Artista da Semana, pelo terceiro episódio. Essa é uma premiação simbólica que destaca as melhores atuações da TV americana.

divulgação/hbo

Sydney Sweeney interage com Amy Adams em Sharp Objects; do cancelamento para a HBO

Xô, cancelamento!
Sharp Objects serviu para outra atriz revelação brilhar. Estrela de Everything Sucks!, comédia da Netflix cancelada abruptamente após uma única temporada, Sydney Sweeney, 20 anos, conseguiu uma participação no drama da HBO após se destacar como a estudante Emaline Addario na série da plataforma.

Além de cravar um papel no qual contracenou com Amy Adams, Sydney conseguiu uma maior participação no drama atual vencedor do Emmy. Na pele da ingênua Eden, ela apareceu em sete episódios da segunda temporada de Handmaid's Tale, considerada por apostadores como a grande favorita da premiação deste ano.

No ano que vem, a atriz vai estar em outra produção da HBO. Ela cravou um espaço no elenco de Euphoria, drama que conta com Eric Dane (Grey's Anatomy e The Last Ship) e terá Zendaya, estrela da série da Disney K.C. Undercover, como protagonista.

Everything Sucks! dividiu opiniões e para muitos não mereceu o cancelamento. Mas de proveitoso, revelou outra atriz, além de Sydney. A adolescente Peyton Kennedy, 14 anos, atuou em quatro episódios da popular Grey's Anatomy, na 14ª temporada. Ela fez Betty, mãe do filho que o médico Owen Hunt (Kevin McKidd) adotou.

Sucesso fora da TV
Avaliada como uma das melhores séries do ano, Pose (que estreia em setembro no Brasil no Fox Premium) entrou para a história por ter em seu elenco fixo o maior número de atores transgêneros na história da TV dos EUA. Uma das atrizes trans é Indya Moore, que foi muito bem em cena e se tornou uma das vozes que clama por mais representatividade trans em Hollywood.

Ela se tornou uma figura de tanto destaque que chamou a atenções das grandes agências de talento dos EUA. Na última quinta (23), assinou com a WME, que representa nomes de alto calibre, como Emma Stone, Denzel Washington, Nicolas Cage, entre outros.

divulgação/freeform

Yara Shahidi, estrela de Grownish, extrapola o mundo das séries e vira ícone de uma geração

Outra atriz revelação que explodiu também fora da TV é Yara Shahidi, 18 anos. Em janeiro, ela ganhou uma série própria, chamada de Grownish, vivendo a jovem Zoey Johnson, personagem retirada da comédia Blackish

Yara é bem politizada e se tornou um ícone da geração Z. Ela criou um site chamado Eighteenx18, no qual promove campanhas para incentivar os jovens a votar e ser mais participativos na discussão política nos Estados Unidos, país no qual o voto não é obrigatório.

Ela ainda dita moda, com looks exibidos aos mais de 2,7 milhões de seguidores no Instagram, e divide seu trabalho de atuação com aulas na Universidade Harvard, uma das mais prestigiadas do mundo.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com listas de séries e filmes!

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?

Vanessa Giácomo
21.13%
Lucy Alves
16.78%
Rafa Kalimann
12.62%
Isis Valverde
22.07%
Uma atriz desconhecida
27.40%