Crise do Coronavírus

The Blacklist transforma personagens em desenho para terminar temporada

Imagens: Divulgação/NBC

Com um chapéu preto e de terno, James Spader aparece como um desenho tipo HQ em imagem de The Blacklist

O personagem Raymond "Red" Reddington, vivido por James Spader, em desenho tipo HQ de The Blacklist

JOÃO DA PAZ - Publicado em 05/05/2020, às 16h00 - Atualizado às 18h57

As séries da TV americana buscam soluções diversas para driblar a crise do novo coronavírus (Covid-19). O drama The Blacklist achou uma solução diferentona. O final da sétima temporada será dividido com cenas gravadas pelo elenco e com desenhos dos seus personagens. Foi a maneira encontrada para finalizar o episódio interrompido abruptamente.

Intitulado de The Kazanjian Brothers (Os Irmãos Kazanjian), o capítulo 19 da atual temporada estava justamente na metade dos trabalhos, realizados em Nova York, quando precisou ser paralisado para seguir o isolamento social imposto nos Estados Unidos com o objetivo de diminuir a proliferação do vírus.

Então, os produtores tiveram de pensar em alternativas criativas para terminar o episódio, dando prioridade ao roteiro proposto para a temporada e entregando ao público a conclusão da história como previsto.

O desenho é um truque seguro e que pode ser feito mesmo a quarentena. Todos os integrantes da equipe de The Blacklist trabalham de casa nesse projeto. Os atores, como James Spader e Megan Boone, gravaram as vozes de maneira remota. Os editores e pessoal contratado para fazer a animação também estão em home office.

Programado para ir ao ar no próximo dia 15 na rede NBC, o episódio The Kazanjian Brothers acompanhará uma investigação que envolve um contador espertalhão e criminosos violentos. No Brasil, o canal AXN vai exibir o capítulo em 18 de junho. A série, cujo oitavo ano está confirmado, também faz parte da programação da Globo e está disponível na Netflix (seis temporadas). 

Os personagens de James Spader e Megan Boone em formato de desenho de HQ em Blacklist

Paralisada desde meados de março, Hollywood está trocando o pneu do carro em movimento, como diz o ditado popular. Produtores, canais e estúdios estão tendo de pensar em soluções inéditas no meio de uma crise sem precedentes.

O drama All Rise resolveu fazer um episódio todo remoto, gravado com câmeras de computadores. Outras séries, como Grey's Anatomy e The Walking Dead, desistiram de seguir em frente com o planejamento inicial e terminaram as atuais temporadas antes da hora. A comédia One Day at a Time também vai virar desenho animado, como Blacklist. Quem mais sofreu foi Empire (2015-2020), drama sensação e histórico que acabou sem um final adequado.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook