Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

NA MEMÓRIA

De violência a baixa audiência: 5 novelas de Tarcísio Meira que nunca foram reprisadas

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Tarcísio Meira sorri em cenas das novelas De Corpo e Alma (1992) e Bang Bang (2005), com figurinos de seus personagens

Tarcísio Meira em cenas de De Corpo e Alma (1992) e Bang Bang (2005); as duas nunca foram reprisadas

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 18/8/2021 - 6h30

Tarcísio Meira (1935-2021) deixou um grande legado na televisão brasileira: ele fez mais de 60 papéis na teledramaturgia, e alguns deles são muito lembrados pelo público até hoje. No entanto, há várias novelas com interpretações marcantes do ator que nunca foram reprisadas pela Globo, por diferentes motivos.

Em De Corpo e Alma (1992), por exemplo, Tarcísio Meira deu vida ao protagonista, o juiz Diogo. Mas a novela ficou marcada pela trágica morte de Daniella Perez (1970-1992), assassinada por um ator que também fazia parte do elenco da novela, Guilherme de Pádua. O grande trauma inviabiliza uma reprise do folhetim. 

Já em 2005, Meira interpretou um xerife em Bang Bang. A novela das sete, no entanto, foi um fracasso de audiência, e a história fraca também torna muito improvável que um dia ela volte ao ar. 

Relembre cinco novelas com Tarcísio Meira no elenco que nunca foram reprisadas, nem na Globo nem no Viva:

Glória e Tarcísio em cena de A Favorita

A Favorita (2008)

Em A Favorita, Meira interpretou Frederico Copola, um líder sindicalista que formou uma família mas nunca deixou de ser apaixonado por seu amor de juventude, Irene (Glória Menezes).

A novela demorou a emplacar com o público, mas na reta final se tornou um hit. A grande vilã Flora (Patricia Pillar) protagonizou muitas cenas violentas, de assassinatos, o que dificulta a exibição no horário vespertino. A Favorita nunca foi reprisada mas está disponível na íntegra no Globoplay.

Tarcísio e Claudia Raia fizeram par romântico

O Beijo do Vampiro (2002)

O ator viveu o maior antagonista de O Beijo do Vampiro: o duque Bóris, de 800 anos. Apesar de ser maldoso e egoísta, o personagem também era engraçado, e Meira desenvolveu sua veia cômica nesta novela. 

O Beijo do Vampiro foi desenvolvida na intenção de ser uma "nova" Vamp (1991) e repetir o sucesso da novela que havia fisgado o público infantil. Apesar de ter conquistado fãs, o folhetim não teve nem de longe a mesma repercussão da trama anterior e não conquistou grande audiência. 

Marisa Orth, Tarcísio e Fernanda de Freitas

Bang Bang (2005)

A iniciativa de fazer uma novela com estilo velho-oeste foi um dos grandes fracassos da faixa das 19h. Além de ter um cenário totalmente diferente do que o público brasileiro estava acostumado, Bang Bang tinha vários problemas nas tramas dos personagens e foi muito remendada. O resultado foi uma audiência muito baixa, mesmo com elenco de estrelas da Globo. 

Tarcísio Meira interpretou John McGold, o xerife do condado de Albuquerque. Logo no início da história, o personagem travou um duelo com um grande rival do passado.

Tarcísio Meira interpretou um juiz

De Corpo e Alma (1992)

A novela ficou marcada pela morte de Daniella Perez, filha da autora Gloria Perez. A atriz foi assassinada por Guilherme de Pádua, seu colega de cena. O ator a matou por achar que ela não estava pedindo à mãe ou colaborando de alguma forma para que ele tivesse mais espaço na novela. Por conta desse episódio trágico que aconteceu na reta final das gravações, De Corpo e Alma jamais foi reprisada.

Na história, Meira viveu o personagem principal, Diogo. Ele tinha uma amante, Bettina (Bruna Lombardi), que morria num acidente. Após os órgãos dela serem doados, Diogo foi atrás da mulher que recebeu o coração de Bettina, na esperança de retomar a conexão com sua amada. 

No papel de João Medeiros na novela das 19h

Um Anjo Caiu do Céu (2001)

A partir da data da morte de Tarcísio Meira, uma cena foi exibida em muitos telejornais e programas da Globo: uma sequência em que ele dialoga com Paulo José (1937-2021), e os personagens dos dois combinam de se encontrarem num plano superior em breve. 

Um Anjo Caiu do Céu não chegou a ser um fracasso, mas o próprio autor, Antonio Calmon, considera que ter feito uma trama muito policial, com conflitos entre neonazistas e judeus, prejudicou a obra.

Tarcísio Meira era o protagonista. Ele interpretou o fotógrafo João Medeiros, que ficou à beira da morte e recebeu uma chance de voltar à vida e resolver todas as suas pendências em seis meses. Para isso, um anjo (vivido por Caio Blat) foi enviado para ajudá-lo. 

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Quem foi o(a) melhor jornalista/comentarista esportivo do ano?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas