Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUTO

Após 20 dias internado no Rio de Janeiro, ator Paulo José morre aos 84 anos

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Paulo veste casaco branco, lenço preto no pescoço e está com óculos de grau

Paulo José morreu aos 84 anos após passar 20 dias internado em decorrência de complicações de uma pneumonia

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 11/8/2021 - 20h08
Atualizado em 11/8/2021 - 20h35

O ator Paulo José morreu nesta quarta-feira (11), aos 84 anos, após passar 20 dias internado em decorrência de complicações de uma pneumonia. O veterano estava internado em um hospital no Rio de Janeiro.

Nascido em Lavras do Sul, no interior do Rio Grande do Sul, o artista estrelou diversas novelas da Globo e estreou na emissora com a trama Véu da Noiva (1969). 

Paulo José também deu vida a outros personagens marcantes, como o comerciante cigano Jairo em Explode Coração (1995), de Gloria Perez, e o alcóolatra Orestes de Por Amor (1997), de Manoel Carlos.

Com mais de 60 anos de carreira, o ator atuou em mais de 20 novelas e minisséries, com sucessos como Roda de Fogo (1986), Vida Nova (1988), Tieta (1989), Araponga (1990), Vamp (1991), O Mapa da Mina (1993), Agora É Que São Elas (2003), Senhora do Destino (2004), Um Só Coração (2004) e JK (2006).

Além desses folhetins, Paulo José também esteve em Caminho das Índias (2009), em que viveu o Profeta Gentileza, e na trama Morde e Assopra (2011) como Plínio, irmão do prefeito Isaías, personagem de Ary Fontoura. 

O ator também dirigiu alguns episódios de Casos Especiais (1980) e minisséries como Agosto (1993), Memorial de Maria Moura (1994) e Incidente em Antares (1994). Nos filmes nacionais, Paulo José marcou presença em Macunaíma (1969) e Todas as Mulheres do Mundo (1966). 

Em 2014, ele fez sua última aparição na TV na pele do vovô Benjamin, personagem da novela Em Família, de Manoel Carlos. O artista atuou ao lado de Humberto Martins, que deu vida a Virgílio. Benjamin sofria da síndrome de Parkinson, assim como Paulo José, que precisou lidar com a doença durante os últimos 20 anos de sua vida. 

No Twitter, famosos e anônimos lamentaram a morte do veterano da televisão brasileira. "Morre Paulo José, meu ator favorito do cinema brasileiro. Grande ator, seu papel em Todas as Mulheres do Mundo (1966) me fez querer conhecer mais do cinema brasileiro e ver mais filmes com ele no elenco, me levando a conhecer obras únicas como A Vida Provisória e As Amorosas", escreveu a usuária Ana. 

"Perdemos um dos maiores atores brasileiros de todos os tempos, o Paulo José. Ser humano generosíssimo e um ator brilhante. Seus personagens podiam ser leves e profundos ao mesmo tempo. Um artista gigante! Fará muita falta pra nós! Fica aqui meu carinho para suas filhas e amigos", desejou a atriz Patricia Pillar. 

"Obrigada, Paulo José. Meu grande amor PJ nos deixou. A morte é um instantâneo. Uma hora se está, outra não se está mais. Que sorte a minha fazer a escola da terra com você, meu amigo. Obrigada por ter nascido, homem gentil. Deus te abençoe por tanta sabedoria e bondade", reagiu a atriz Dadá Coelho. 

"Um dos personagens do Paulo José que acompanhei com força foi o Orestes, um dos meus favoritos de Por Amor, apesar dos problemas com a bebida. Maneco deu uma personalidade linda pro personagem, e Paulo José soube dar vida com todo seu imenso talento, descanse em paz", escreveu uma usuária do microblog identificada como Giulia. 

Confira algumas das reações:


Leia também

Enquete

Você gostou dos primeiros capítulos de Verdades Secretas 2?

Web Stories

+
De vendedor de pastéis a diretor de cinema: Por onde anda o elenco de Malhação 2008?Como aconteceu acidente com Alec Baldwin que matou fotógrafa no set de novo filmeCinco casais que se formaram no Casamento às Cegas Brasil e você não sabiaElenco de Verdades Secretas 2: Conheça os novos personagens da novelaOutubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas