TROIA

Paolla Oliveira volta às novelas das nove como par romântico de Cauã Reymond

Raquel Cunha/TV Globo

Paolla Oliveira durante gravação de A Força do Querer: ela formará par com Cauã Reymond - Raquel Cunha/TV Globo

Paolla Oliveira durante gravação de A Força do Querer: ela formará par com Cauã Reymond

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 03/07/2018, às 05h25

Sucesso como a policial Jeiza de A Força do Querer (2017), Paolla Oliveira voltará às novelas no ano que vem. Ela estará no elenco de Troia, novela que substituirá O Sétimo Guardião às 21h. Na novela de Manuela Dias, prevista para o primeiro semestre de 2019, Paolla será par romântico de Cauã Reymond. Ao longo da trama, a personagem da atriz descobrirá que o amado foi o responsável pela morte do irmão dela.

A dobradinha dos dois vai repetir uma parceria iniciada em Belíssima (2005), novela atualmente reprisada no Vale a Pena Ver de Novo. Na trama de Silvio de Abreu, os atores interpretavam primos, a modelo Giovana e o garoto de programa Mateus.

Fora do ar desde outubro de 2017, quando A Força do Querer chegou ao fim, Paolla virou notícia em março deste ano quando fotos dela nua vazaram do set de Assédio, que a Globo prepara para sua nova plataforma de streaming.

A emissora identificou que o responsável pelo vazamento era um operador de câmera contratado pela produtora O2. O processo movido pelo canal contra o profissional, de acordo com a atriz, segue em segredo de Justiça.

Paolla se junta a um elenco que, além de Reymond, contará com nomes como Murilo Benício (de volta às novelas depois de um hiato de cinco anos), Taís Araújo, Alice Wegmann, Regina Casé, Jéssica Ellen, Débora Bloch, Juliano Cazarré e Renata Sorrah, que deixou de reviver Nazaré Tedesco em O Sétimo Guardião para interpretar uma ex-beldade que fez sucesso na década de 1970..

Antes de ser escalada para Troia, a atriz foi cogitada para estrelar Espelho da Vida, próxima novela das seis. Ela substituiria Isis Valverde, que abandonou o papel por causa da gravidez. Mas a Globo decidiu não usar Paolla pois repetiria o trio principal de Além do Tempo (2015): Alinne Moraes e Rafael Cardoso já estavam escalados. O papel acabou com Vitória Strada, a Maria Vitória de Tempo de Amar.

Aposta arriscada
Troia é uma aposta ousada da Globo. A autora Manuela Dias fará sua estreia em novelas já no horário mais nobre da emissora, depois das bem-sucedidas minisséries Ligações Perigosas e Justiça (ambas de 2016). A escolha da escritora faz parte de uma política de Silvio de Abreu, diretor de dramaturgia, de lançar novos talentos para manter o gênero novela vivo.

Já a direção artística de Troia ficará a cargo de José Luiz Villamarim, que nos últimos anos tem comandado obras mais curtas e rebuscadas, como O Canto da Sereia (2013), Amores Roubados (2014) e Onde Nascem os Fortes.

Leia também

 

 

Enquete

O que você achou do vaivém de Datena na Band?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook