Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

REPRESENTATIVIDADE

Globo muda história de Pantanal para montar núcleo com atores negros

DIVULGAÇÃO/GLOBO

Aline Borges com um sorriso leve uma camiseta branca em gravação na Globo

Aline Borges em Éramos Seis (2019): ela será a segunda mulher do vilão Tenório em Pantanal

GABRIEL VAQUER, colunista

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 14/3/2022 - 7h00

A Globo mudou o enfoque e reformulou um núcleo de Pantanal para acrescentar atores negros e discutir racismo na próxima novela das nove. A história da segunda família do vilão Tenório (Murilo Benício) vai acrescentar à trama original elementos que escancaram o preconceito em vez de naturalizá-los, como na primeira versão.

Interpretada originalmente por Rosamaria Murtinho na versão da extinta Manchete (1983-1999), a personagem Zuleika será vivida por Aline Borges. A atriz já está envolvida com a produção, mas ainda não começou a gravar suas cenas no folhetim. Na trama, a mulher, que vive em São Paulo, não sabe que o marido tem uma vida dupla. Tenório esconde a existência de Maria Bruaca (Isabel Teixeira) e Guta (Julia Dalavia), que vivem no Mato Grosso do Sul.

Zuleika saberá da traição de forma chocante: seu filho mais velho vai se envolver com Guta --ou seja, uma suposta relação incestuosa entre irmãos. Marcelo será interpretado por Lucas Leto, conhecido do público por ter feito Bom Sucesso em 2019 na Globo. É o seu primeiro papel em horário nobre.

A personagem de Aline Borges terá outros dois filhos: Renato e Roberto. O primeiro será feito por Gabriel Santana, mais lembrado como Mosca em Chiquititas (2013), do SBT, e Malhação: Toda Forma de Amar (2019); e Cauê Campos, de O Sétimo Guardião (2018) e Detetives do Prédio Azul, série do Gloob.

Segundo apurou o Notícias da TV, a troca foi uma preocupação de Rogério Gomes, diretor artístico da trama. Papinha, como é conhecido, notou que a versão original praticamente não tinha atores negros.

Além do incesto, assunto espinhoso que vai chocar o vilão Tenório, o racismo será retratado por meio do texto do personagem de Murilo Benício. O vilão, um homem branco latifundiário, terá vários comportamentos preconceituosos. No entanto, será revelado que uma de suas famílias é de pessoas negras.

A próxima novela das nove é cercada de expectativa e privilégios por ser a primeira grande aposta da nova direção de dramaturgia, comandada por José Luiz Villamarim e Ricardo Waddington. O remake tem a missão de elevar os números no Ibope de  Um Lugar ao Sol, que já é o maior fracasso da história do horário das nove.

Para isso, a Globo não mediu esforços. Investiu na criação de uma espécie de "Projac rural", além de uma gigante estrutura para as gravações de 40% das cenas da novela no Mato Grosso do Sul. Novas filmagens serão realizadas ainda nos próximos meses na região. 


Últimas de Novela Pantanal


Resumos Semanais

Novela Pantanal: Resumo dos capítulos da novela da Globo - 19/8 a 3/9

Sexta, 19/8 (Capítulo 125)
José Leôncio alerta Jove sobre Juma. Muda repara que Zefa não se incomodou com postura invasiva de Renato. Marcelo repreende o irmão. O Velho do Rio aceita o pedido de desculpas de Jove. Guta visita Maria ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.