Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

GULOSEIMAS

Catia Fonseca faz colesterol subir junto com ibope: 'Público não quer nada fit'

REPRODUÇÃO/BAND

Imagem de Catia Fonseca comendo kafta enrolada no bacon durante Melhor da Tarde

Catia Fonseca prova kafta enrolada no bacon durante Melhor da Tarde, revista eletrônica da Band

ERICK MATHEUS NERY

erick@noticiasdatv.com

Publicado em 14/3/2022 - 6h30

Quem acompanha o Melhor da Tarde com Catia Fonseca (Band) está preparado para ver seus níveis de colesterol nas alturas. Enquanto uns seguem a moda da alimentação saudável a todo custo, a apresentadora opta por apresentar receitas com frituras e doces. "Nosso público não quer nada fit", justifica ela.

"Se fizermos uma salada, vaza todo mundo! O mais engraçado é que acho que muita gente nem faz boa parte das receitas, porém elas gostam de me ver comendo, e eu gosto de comer. As pessoas falam que como com gosto, e como mesmo!", opina Catia em entrevista ao Notícias da TV.

Na última semana, o público do vespertino aprendeu a fazer carne assada para sanduíches e molhos, tortinha de pé de moleque e kafta recheada de queijo muçarela enrolada no bacon. "No programa, as pessoas não querem ver receitas fit. Tentamos levar receitas sem glúten sabendo que não vai rolar", afirma ela.

"Acordo pensando em comida! Se você pegar meu bloco de notas no celular ou no iPad, é só receita ou foto de viagem, é uma coisa que curto", confessa a comunicadora. "Quando quero enfiar o pé na jaca, quero algo diferente, que valha a pena, e o público sabe que com a gente tem algo diferente que vale a pena", completa.

Além de detalhar os bastidores da parte gastronômica do programa, Catia brinca sobre um dos seus planos de vida: viver até os 146 anos --atualmente, ela tem 53. "Vai dar tempo de fazer tanta coisa? (risos) Tem tanta coisa que penso em fazer, só não sei quando", destaca.

Para a reportagem, Catia admite que não é uma pessoa viciada em planejamentos e que permite "se jogar" nas oportunidades. "Sempre quis ter muito controle de algumas coisas da minha vida e, com a pandemia, vi que não temos controle de nada", avalia.

"Quero fazer muitas coisas, me permitir muitas coisas, ser mais leve a partir de agora, comigo mesmo. Quero viver de boa, sabe? Trabalhando, me dedicando. No dia em que estiver fazendo uma coisa que não acredito, não vai funcionar", finaliza a apresentadora.


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.