Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ANÁLISE

Final decepado é a melhor coisa que poderia ter acontecido a Malhação

Reprodução/TV Globo

Os atores Pedro Novaes e Alanis Guillen em foto na gravação final de Malhação: Toda Forma de Amar

Pedro Novaes (Filipe) e Alanis Guillen (Rita) em cena do último capítulo de Malhação: final sem beijo

RAPHAEL SCIRE

raphascire@gmail.com

Publicado em 3/4/2020 - 18h36

A pandemia do coronavírus obrigou a Globo a interromper a produção de todas as suas novelas. A atual temporada de Malhação resistiu à parada instantânea, mas teve seu final antecipado em quase um mês para encerrar de vez suas gravações. Ainda assim, ter decepado a reta final trouxe benefícios à trama principal do folhetim adolescente.

Durante todos os meses em que esteve no ar, Toda Forma de Amar girou em torno da briga judicial pela guarda da garota Nina entre Rita (Alanis Guillen) e Lígia (Paloma Duarte). No meio da disputa, surgiu o amor nada empolgante da protagonista e Filipe (Pedro Novaes), filho de Lígia.

Capítulos e mais capítulos se passaram, com advogados de ambas as partes travando uma guerra particular, até que as famílias conseguiram se acertar. Quando tudo parecia correr para um final feliz, um novo conflito surgiu: a chegada do pai biológico de Nina, Rui (Romulo Arantes Neto), fazendo com que a guarda da menina voltasse a correr em círculos.

Nos capítulos anteriores à paralisação das gravações, Rita havia desaparecido misteriosamente e o paradeiro da garota passou a dominar a novela, estendendo-se além do necessário. Nesse sentido, o corte abrupto evitou o estica e puxa de uma trama que já vinha com uma barriga pra lá de saliente.

Além da enrolação na trama principal, houve a vilania forçada de Lara (Rosanne Muholland). Era preciso criar uma antagonista para separar o casal central, mas só a ambição profissional foi um motivo bem pouco justificável para as atitudes da advogada --daí a entrada tardia do pai biológico.

Outro ponto explorado e que não combinou com o tom de crônica adolescente da novela foi a questão das milícias. A temática policial também pareceu arrastada, do crime que deu início à história ao fato de Marco Rodrigo (Julio Machado) ser um policial infiltrado.

Não fosse a enrolação enorme para solucionar os nós de suas tramas principais, Malhação teria terminado com um saldo qualitativo mais positivo. Principalmente quando comparado ao da titular anterior, Vidas Brasileiras, o texto de Emanuel Jacobina dialogou bem com o público jovem e conseguiu inserir temas pertinentes à faixa etária alvo da novela. Sofreu, porém, com a falta de fôlego diante de tantos capítulos a serem explorados.

Ainda que não tenha sido a melhor temporada de Malhação da história, Toda Forma de Amar cumpriu o objetivo de revelar novos talentos. O time de coadjuvantes ajudou a temperar a história e a tirar um pouco da sensação de que a narrativa da trama central não saía do lugar.

Gabz (Jacqueline), Caroline Dallarosa (Anjinha) e Gabriella Mustafá (Nanda) encararam bem personagens complexas e muito mais interessantes até mesmo do que a própria protagonista. Giovanna Rispoli teve o papel mais desafiador de todos: Milena, uma menina com deficiência auditiva. Poderia facilmente cair em uma caricatura, mas o tratamento dado à trama e o tom da atriz foram corretíssimos, abrindo espaço para a diversidade.

No time de veteranos, é de se festejar a volta de Paloma Duarte à Globo. Mariana Santos (Carla) e Julio Machado também empolgaram como um casal cheio de rusgas. Exploraram tanto o terreno da comédia, confortável para a atriz, quanto o drama, principalmente na reta final, quando a dupla se separou.

Quanto ao final, é completamente compreensível que ele tenha sido narrado, dentro das possibilidades que o atual momento permite. Sem surpresas, o último capítulo foi um grande vazio, sem aquele clima de tensão e alegria típico de final de novela. Ao menos a edição com os melhores momentos dos personagens segurou o ritmo. 

Embora merecesse um defecho mais bem acabado, Malhação: Toda Forma de Amar terminou no momento certo da narrativa: mais um mês de lenga lenga extrapolaria o limite do aceitável.


Este texto não reflete necessariamente a opinião do Notícias da TV.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações exclusivas de Totalmente Demais e de outras novelas!


Últimas de Malhação


Resumos Semanais

Resumo da novela Malhação: Capítulos de 7 a 17 de dezembro

Terça, 7/12 (Capítulo 225)
Gael revela a Karina e Bianca que Cobra é seu filho e que Heideguer o está ameaçando. Gael e Duca confrontam Heideguer, que tenta manter a calma. Karina afirma a Bianca que precisa fazer algo para ... Continue lendo


Outras Novelas

Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Teste de fidelidade? A Fazenda 13 coloca relacionamento de peões em xequeTraída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotos

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas