Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CONDENADOS

Final de Pega Pega tranca ladrões na prisão e tem chororô: 'Não existe crime perfeito'

FOTOS: REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Malagueta (Marcelo Serrado), Agnaldo (João Baldasserini), Sandra Helena (Nanda Costa) e Júlio (Thiago Martins) estão em pé em cena do julgamento na novela Pega Pega

Quarteto de ladrões do Carioca Palace será condenado no último capítulo de Pega Pega, da Globo

DÉBORA LIMA

debora@noticiasdatv.com

Publicado em 9/11/2021 - 19h20

Malagueta (Marcelo Serrado), Sandra Helena (Nanda Costa), Júlio (Thiago Martins) e Agnaldo (João Baldasserini) serão condenados pelo roubo milionário ao Carioca Palace no final de Pega Pega. "Não existe crime perfeito", decretará o juiz interpretado por Daniel Dantas no último capítulo da novela das sete da Globo.

Nas cenas que irão ao ar no próximo dia 19 no folhetim de Claudia Souto, o público acompanhará o desfecho do julgamento dos ladrões do hotel. Antes de comunicar as sentenças do quarteto, o magistrado fará um longo discurso na frente dos familiares dos acusados.

"A ação dos funcionários do referido hotel se mostrou um plano ousado, calculado e que tinha tudo pra dar errado devido a inexperiência dos réus", começará o juiz, que seguirá:

A sorte, na verdade, jogou contra vocês. Porque se ela tivesse sido um pouco menos cúmplice dessa história toda, talvez, em algum momento da ação, vocês se dessem conta de que não existe crime perfeito e que teriam que pagar pelo que estavam fazendo algum dia. E esse dia é hoje.

Na sequência, o representante da lei relevará o veredicto. "Por crime de furto qualificado e formação de quadrilha, os réus estão condenados a prisão em regime fechado. As penas seguem proporcionais a participação de cada um no crime", comunicará o magistrado, fazendo com que os parentes dos ladrões sofram e caiam no choro.

Mariana Santos, Nicette Bruno, Vanessa Giácomo e Elizabeth Savalla em cena de Pega Pega

Familiares acompanham julgamento

Por ter sido o primeiro a se arrepender e a se entregar, o garçom terá de cumprir dois anos de pena. Júlio receberá o apoio de Antônia (Vanessa Giácomo), Arlete (Elizabeth Savala), Elza (Nicette Bruno) e Prazeres (Cristina Pereira).

Sandra Helena e o Agnaldo serão condenados a quatro anos de prisão cada um. Cíntia (Bruna Spínola) e Dulcina (Edvana Carvalho) vão se abraçar ao ouvirem a sentença, e Wanderley (Bernardo Marinho) ficará cabisbaixo.

Malagueta pegará oito anos de detenção. Maria Pia (Mariana Santos) chorará, mas vai demonstrar que continuará ao lado do amado. "Vitor, eu te amo", sussurrará a executiva.

"Por serem réus sem antecedentes criminais e por não terem sido acusados de nenhum crime hediondo, os réus podem entrar com o pedido de condicional assim que tiverem cumprido um terço da pena. E, com isso, dou por encerrado esse julgamento", finalizará o juiz. O quarteto, então, vai se abraçar e sofrer as consequências do erro cometido.

Pega Pega (2017) ganhou uma "edição especial" para tapar o buraco deixado após a reta final de Salve-se Quem Puder (2020). Quanto Mais Vida, Melhor!, próxima novela inédita da faixa das 19h, foi adiada porque está sendo gravada com protocolos de segurança que tornam o processo de execução mais lento. A Globo marcou a estreia da trama de Mauro Wilson para 22 de novembro.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#80 - Tragédias abalam Verdades Secretas 2" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Pega Pega e outras novelas.


Últimas de Pega Pega


Resumos Semanais

Resumo da novela Pega Pega: Capítulo de 19 de novembro

Sexta, 19/11 (Capítulo 107)
A polícia intercepta o avião de Athaíde e Lígia. Sabine é surpreendida pela polícia e presa pelo sequestro de Dom. Lígia confessa que planejava matar Sabine, e não Mirella. Júlio, Sandra Helena, Agnaldo e Malagueta recebem ... Continue lendo

Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.