Não fez sentido

De mortes estranhas a doce de leite batizado: As bizarrices das novelas em 2019

Reprodução/TV Globo

Os atores Duio Botta e Agatha Moreira em cena como Jardel e Josiane em A Dona do Pedaço

Josiane (Agatha Moreira) matou Jardel (Duio Botta) no meio da rua e ninguém viu em A Dona do pedaço

REDAÇÃO - Publicado em 30/12/2019, às 05h47

É fato que as tramas das novelas não necessariamente devem refletir a realidade, mas em vários momentos a teledramaturgia nacional exigiu demais da imaginação do público em 2019. Com assassinatos inacreditáveis, viagem no tempo e doce de leite que deixava todo mundo muito louco, as emoções foram muitas, e as bizarrices também.

Em A Dona do Pedaço, Josiane (Agatha Moreira) causou com seus assassinatos, que passaram uma imagem mais estranha do que assustadora. A cena em que ela matou Lucas (Kainan Ferraz), por exemplo, provocou risos no público pela forma como o personagem caiu de um prédio.

Já em Verão 90, as autoras se inspiraram numa história real para criar a trama do doce de leite batizado. Nos anos 1980, várias pessoas acharam latas de maconha no mar e aproveitaram a droga. Na novela, foram potes de doce de leite que os personagens encontraram. Era só comer um sonho que eles ficavam doidões.

Relembre essas e outras tramas difíceis de engolir das novelas em 2019:

Reprodução/tv Globo

Lucas (Kainan Ferraz) foi empurrado por Josiane (Agatha Moreira) e caiu dramaticamente


Mortes esquisitas

No horário nobre, Josiane foi a grande assassina do pedaço, mas ela deu sorte de encontrar vítimas e testemunhas bem desligadas e até burras. Quando matou Jardel (Duio Botta), ela o empurrou na frente de um caminhão, em uma rua bem movimentada. É no mínimo estranho que ninguém além de Fabiana (Nathalia Dill) tenha visto o crime acontecer. 

Em seguida, ela atraiu o namorado de Jardel, Lucas, para um andar alto de um prédio e o empurrou de lá. A cena, em que o personagem caía gritando de forma bem dramática e com efeitos toscos, fez o público rir. Lucas deve estar caindo do prédio até hoje. A terceira tentativa de assassinato de Josiane falhou: ela esfaqueou Téo (Rainer Cadete) num motel, mas não o suficiente para matá-lo.

divulgação/tv globo

Patrick (Klebber Toledo) foi um dos maiores consumidores do doce de leite de Verão 90


Doce de leite que dá barato

O caso do doce de leite de Verão 90 foi inspirado no "verão da lata": em 1987, várias latas cheias de maconha foram jogadas no mar, entre Rio de Janeiro e São Paulo, e muitas pessoas se aproveitaram da droga. Já na novela, a maconha foi substituída por doce de leite cuja receita também levava um certo tipo de erva alucinógena. Vários personagens cometeram loucuras quando estavam "drogados". Um deles até virou gogo boy profissional.

reprodução/tv globo

Maria da Paz (Juliana Paes) demorou a novela toda para descobrir que já conhecia a sobrinha


Família que não se reconhece

Maria da Paz (Juliana Paes) passou décadas sem saber o paradeiro de suas sobrinhas --e, mesmo quando estava rica, não contratou um detetive para procurá-las. Até aí tudo bem, dava para acreditar.

O problema foi que ela chegou a conhecer Vivi Guedes (Paolla Oliveira) e Fabiana já sabendo os nomes das duas e que elas eram irmãs, além de Vivi sempre usar o amuleto que sua avó lhe deu. É difícil de engolir que a protagonista tenha passado quase a novela inteira sem desconfiar que suas sobrinhas estavam bem ali. 

reprodução/tv Globo

Com fiasco da trama, o gato León foi o personagem preferido do público de O Sétimo Guardião


Acontecimentos sobrenaturais

O Sétimo Guardião foi anunciada desde o início como uma novela de realismo fantástico, em que atividades sobrenaturais aconteceriam. Mas, na reta final da novela, só esses acontecimentos fora do comum seguravam a história, como a volta de Milu (Zezé Polessa) após ser assassinada.

A personagem passou a mandar mensagens para Mirtes (Elizabeth Savala), a maior beata da cidade. Isso sem falar que, como a história foi um grande fiasco, o gato preto León se tornou o personagem mais querido pelo público.

reprodução/tv globo

Marocas (Juliana Paiva) ficou velha instantaneamente e virou meme em O Tempo Não Para


Envelhecimento express

No último capítulo de O Tempo Não Para, em janeiro, uma cena virou meme. Após tomar uma vacina para ficar curada de um vírus gravíssimo, Marocas (Juliana Paiva) passou por um fenômeno: ela envelheceu 132 anos, o tempo em que passou congelada, em questão de segundos. Depois, voltou à sua aparência jovem, pelo milagre do amor entre ela e Samuca (Nicolas Prattes). Nada fez sentido na cena, que virou piada nas redes sociais.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook