Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LAMENTÁVEIS

De homofobia a abandono: Cinco pais que deram péssimos exemplos nas novelas

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Montagem com os atores Antonio Fagundes e Reynaldo Gianecchini em cenas de Amor à Vida e A Dona do Pedaço

César (Antonio Fagundes) e Régis (Reynaldo Gianecchini) foram péssimos pais nas novelas

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 8/8/2021 - 6h25

Neste domingo (8), é celebrado o Dia dos Pais no Brasil, mas alguns personagens das novelas não merecem de maneira alguma os parabéns por essa data. Eles deram péssimos exemplos em suas histórias ao menosprezarem seus filhos, serem ausentes ou até os abandonarem completamente. 

Foi o caso de Régis (Reynaldo Gianecchini) em A Dona do Pedaço. Ao longo da novela, foi revelado que ele havia tido um filho de um relacionamento anterior, mas nunca quis saber da criança (que tinha necessidades especiais). 

Antes dele, César (Antonio Fagundes) já tinha dado um péssimo exemplo em Amor à Vida (2013), ao desprezar completamente Félix (Mateus Solano) e virar as costas para ele quando o rapaz se assumiu gay. 

Relembre cinco personagens das novelas que deixaram muito a desejar como pais:

reprodução/TV Globo

César desprezava o filho mais velho, Félix

César, Amor à Vida

O personagem não gostava de quase ninguém em sua família, com uma exceção: a filha Paloma (Paolla Oliveira). Ela era a queridinha, muito bem tratada, em detrimento de Félix. O mais velho idolatrava o pai e buscava a aprovação dele a todo custo, mas não era digno nem de ser chamado de "filho" pelo poderoso, que o desprezava. 

A situação piorou quando Félix assumiu sua homossexualidade --César deixou clara sua homofobia e seu ódio pelo filho. A situação só mudou no finalzinho da novela. Após levar um golpe de sua então mulher, o personagem de Antonio Fagundes ficou cego. Foi Félix quem se prontificou a cuidar dele integralmente. Nas últimas cenas, o pai finalmente disse que amava o filho. 

Reprodução/TV Globo

Régis com seu filho, que ele renegou

Régis, A Dona do Pedaço

Régis passou boa parte da novela como vilão, se importando apenas em se dar bem e ganhar dinheiro. Tanto que tentou esconder de Maria da Paz (Juliana Paes) que já tinha um filho de um relacionamento anterior. Amadeu (Marcos Palmeira) investigou o malandro e descobriu que ele havia tido um garoto que nunca quis assumir, uma criança cadeirante. Aos poucos, o personagem teve uma redenção na história e se aproximou do menino, que o aceitou de volta. 

reprodução/TV globo

Jonas foi um pai ausente para três filhos

Jonas, A Vida da Gente

O personagem já tinha dois filhos adultos, Rodrigo (Rafael Cardoso) e Nanda (Maria Eduarda Carvalho) quando, por muita insistência de Cris (Regiane Alves), aceitou ter um bebê com ela. Após pagar para seu irmão fornecer o esperma para inseminação, ele se tornou pai de Tiago (Kaic Crescente). Mas, assim como aconteceu com os filhos mais velhos, Jonas nunca ligou para o caçula. Não deu amor e ainda se irritava quando precisava dar a mínima atenção ao garoto. 

Lourenço (Leonardo Medeiros), pai biológico de Tiago, entrou numa batalha judicial ao ver que o menino era menosprezado por Jonas e Cris. Ele conseguiu sair vitorioso e passou a cuidar do garoto muito melhor do que seu irmão jamais havia tentado. 

reprodução/TV globo

Pereirinha abandonou a família toda

Pereirinha, Fina Estampa

O personagem de José Mayer começou a novela desaparecido. Ele havia deixado a mulher, Griselda (Lilia Cabral), sozinha para cuidar dos três filhos do casal. Mas, ao contrário do que muitos pensavam, Pereirinha não havia morrido --só tinha abandonado a família para ir atrás de uma suposta pista de um tesouro. 

Muitos anos depois, ele retornou ao Rio de Janeiro, de olho na fortuna de Griselda, que havia ganhado na loteria. Os filhos nunca tiveram um pingo de carinho ou qualquer auxílio do pai desnaturado.

reprodução/tv globo

Afonso pegou pesado com seu filho, Paco

Afonso, de Da Cor do Pecado

Os problemas desse pai começaram cedo: ele tinha um caso com a empregada de sua casa e, quando a moça engravidou, exigiu que ela lhe desse o bebê para que fosse criado como seu filho e de sua mulher. Paco (Reynaldo Gianecchini), portanto, nunca teve a chance de saber sua verdadeira história e conhecer sua verdadeira mãe. 

Afonso era um empresário rígido, moralista e autoritário, que queria forçar seu estilo de vida ao filho. Quando recebeu a notícia da suposta morte de Paco, se entristeceu, pensando que nunca teve a chance de dizer a ele que o amava. Muitos capítulos se passaram até que o coração de Afonso finalmente fosse amolecido, e o responsável por isso foi o neto dele, Raí (Sergio Malheiros). 


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#69 - Tudo sobre Nos Tempos do Imperador, nova novela das seis!" no Spreaker.

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas