Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

FÓRMULA PRONTA

Cinco provas que Amor Sem Igual é a versão baixo orçamento de A Dona do Pedaço

FOTOS: REPRODUÇÃO/RECORD E TV GLOBO

Montagem com Day Mesquita como Poderosa em Amor Sem Igual à esquerda e Juliana Paes como Maria da Paz em A Dona do Pedaço à direita

Poderosa (Day Mesquita) em Amor Sem Igual e Maria da Paz (Juliana Paes) em A Dona do Pedaço

DANIEL FARAD

vilela@noticiasdatv.com

Publicado em 14/12/2020 - 6h45

Poderosa (Day Mesquita) não tem intimidade com o fogão, mas a protagonista de Amor Sem Igual repete a fórmula que fez os bolos de Maria da Paz (Juliana Paes) alavancarem o horário nobre da Globo em A Dona do Pedaço (2019). Além dos bons índices de audiência, as duas produções também compartilham alguns ingredientes básicos --alguns fazem parte das receitas mais antigas das novelas.

O próprio Walcyr Carrasco já mostrou que é um fã do folhetim "rasgado", com direito às reviravoltas rocambolescas que prendem a atenção do público desde que as primeiras narrativas do gênero começaram a ser publicadas em jornais do século 18.

São histórias de vingança, amores proibidos e trocas de bebê que movimentam a teledramaturgia brasileira desde que a extinta TV Tupi lançou Sua Vida Me Pertence em 1951. A atração é considerada a primeira novela exibida no país, em uma época na qual os capítulos eram transmitidos ao vivo e em apenas dois dias por semana.

Cristianne Fridman, no entanto, chama a atenção ao revisitar alguns clichês que se tornaram uma verdadeira obsessão de Carrasco em um momento que os telespectadores ainda estão com a confeiteira interpretada por Juliana Paes na cabeça.

As coincidências, aliás, também envolvem folhetins como O Outro Lado do Paraíso (2017), em que o novelista usou à exaustão o recurso de reunir o elenco em torno de um julgamento. A novela da Record também terá o seu momento jurídico quando Leandro (Gabriel Gracindo) for julgado pelos seus crimes nas cenas que serão exibidas a partir da próxima quarta (16).

Giselle Batista e Paolla Oliveira: influenciadoras

Influenciadora rural

Não há dúvidas de que o sucesso de Vivi Guedes (Paolla Oliveira) inspirou a Record a lançar Maria Antônia (Giselle Batista) como a influenciadora de Amor Sem Igual.

O canal de Edir Macedo também copiou a estratégia da concorrente em manter um perfil da personagem nas redes, mas os números não animam --são 2 milhões de seguidores para a global contra 33 mil da blogueira rural.

Beth Zalcman e Nívea Maria: idosas e perigosas

Vovó bandida

Evelina (Nívea Maria) irritou os telespectadores não só por "furar o olho" de Marlene (Suely Franco) para ficar com Antero (Ary Fontoura). A matriarca também provou que tinha o sangue ruim dos Ramirez ao se tornar a "vovó bandida" para acobertar os crimes de Josiane (Agatha Moreira).

Cristianne Fridman fez questão de frisar que Carmem (Beth Zalcman) guardava um segredo por trás da aparência de moradora hipocondríaca do lar para idosos Dia Feliz. A anciã, na verdade, é uma criminosa que já passou a perna na polícia com golpes milionários. Ela, porém, falhou ao tentar se "aposentar" com o roubo à casa de Ramiro (Juan Alba).

Day Mesquita e Agatha Moreira: mimo ungido

Santo presente

Poderosa ficou sem graça ao ganhar uma Bíblia das mãos de Miguel (Rafael Sardão) no seu aniversário, mas o público não se surpreendeu com o presente. Afinal, até as novelas contemporâneas da Record passam pelas mãos de Cristiane Cardoso, filha de Edir Macedo que é diretora de dramaturgia. Ela avalia se os roteiros estão em afinidade com os valores da igreja Universal.

Maria da Paz, no entanto, não precisou de uma forcinha para entregar a "palavra de Deus" à filha na prisão. E os versículos bíblicos não impediram a antagonista de Agatha Moreira de continuar com suas maldades. A versão evangélica da vilã, na verdade, era o próprio capeta.

Sthefany Brito e Carol Garcia: amor por interesse

'Sugar daddy'

Sabrina (Carol Garcia) se prostituía nas ruas antes de se tornar a "sugar baby" de Otávio (José de Abreu) em A Dona do Pedaço. Já Donatella (Sthefany Brito) trabalhava no bordel de Olympia (Françoise Forton) antes de entrar em um relacionamento movido à grana com Ramiro (Juan Alba). Em comum, ambas as personagens traíram seus "daddies".

Juan Alba e Rainer Cadete: feridas mortais

Questões internas

Para os principais vilões de ambas as tramas, a vingança é um prato que se come frio, ainda que a receita seja muito parecida com o sarapatel. Em vez de miúdos suínos, Tobias (Thiago Rodrigues) "devorou" o rim do próprio pai ao envenená-lo durante anos a fio. Josiane, por sua vez, fez um picadinho do rim de Téo (Rainer Cadete) com um picador de gelo.


Saiba tudo que vai rolar nos próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros:

Ouça "#39 - Esconderijo e traição são descobertos nas novelas!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Amor Sem Igual e outras novelas.


Últimas de Amor Sem Igual


Outras Novelas

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou dos participantes do BBB21?