Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

Sônia de Paula

Atriz do Cadeirudo de A Indomada critica conservadorismo: 'Estamos numa Greenville'

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

A atriz Sônia de Paula com expressão de indignação em cena como Lurdes em A Indomada

Sônia de Paula na cena em que sua personagem foi descoberta como o Cadeirudo de A Indomada

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 5/9/2020 - 7h05

A novela A Indomada, que estreou no Globoplay nesta semana, foi exibida na Globo em 1997, mas Sônia de Paula acredita que a produção continua muito atual. Ela interpretou a beata Lurdes, personagem que no final da trama foi descoberta como o Cadeirudo, figura que aterrorizava as mulheres da cidade. Para a atriz, sua personagem e Greenville, cidade em que se passa a novela, representam bem o Brasil de 2020.

"A gente vive [o conservadorismo] e está muito claro, sem citar nomes. Eu acho que a gente está numa Greenville em lente de aumento. É muito bom as pessoas poderem ver, na novela, como é ruim ter preconceito. Tomara que [a reprise] sirva pra isso, pra mostrar que caminho errado é esse que o Aguinaldo Silva mostrou anos atrás e que a gente continua vendo até hoje", diz ela.

O preconceito ao que ela se refere diz respeito, principalmente, à relação que os personagens moralistas e conservadores de Greenville tinham em relação às prostitutas da Casa de Campo, o bordel local.

O Cadeirudo era um personagem criado por Lurdes e Altiva (Eva Wilma) para assustar as meninas do prostíbulo. Não havia violência ou abuso sexual, mas o andar da figura já era suficiente para aterrorizar as jovens no calar da noite.

"Lurdes era beata, conservadora, mas assustava as pessoas de noite. Ela se escondia atrás de uma máscara. Por que não tinha coragem de assustar cara a cara? As pessoas se escondem. Passaram-se 23 anos da novela e as pessoas continuam se escondendo atrás de máscaras. Já que querem ser conservadores, que se exponham, não fiquem usando de subterfúgios pra não darem a cara a tapa", detona.

Após o sucesso que teve em A Indomada, Sônia ainda atuou em outras atrações da Globo, como Sítio do Picapau Amarelo (2007) e Caras & Bocas (2009), sua última novela. Veja como a atriz está hoje:

Desde então, ela vem se dedicando integralmente a projetos culturais infantis, como o Lê Pra Mim?, que incentiva a leitura de crianças por todo o país. Ela diz que, por dar muito foco a essa área de sua carreira, não buscou novas oportunidades na TV, mas agora pensa em voltar em breve.

"Estou aberta pra qualquer tipo de arte. É que não pintou convite e hoje eu produzo, trabalho muito nos meus projetos. Agora vou dividir um pouco minha mente e focar um pouco na minha volta à televisão. Meus projetos estão encaminhados de uma forma que eles podem caminhar sem a minha presença. Então vou me focar numa volta à televisão", promete.


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?