Hernán Estrada

Executivo argentino é nomeado gerente-geral da Disney no Brasil

Divulgação/Disney

Hernán Estrada, o novo gerente-geral da Disney no Brasil

O argentino Hernán Estrada, que foi anunciado como o novo gerente-geral da Disney no Brasil

REDAÇÃO - Publicado em 12/11/2019, às 11h32 - Atualizado às 13h18

O executivo argentino Hernán Estrada foi nomeado gerente-geral da Disney no Brasil. O cargo voltou a ser ocupado dois meses depois da saída de Michel Piestun, responsável por rescindir 11 contratos da ESPN. Estrada, que trabalha há 25 anos na empresa, passa a ser o nome mais importante no país, e se reportará diretamente ao presidente na América Latina, Diego Lerner.

De acordo com nota da Disney, o executivo cuidará das estratégias, ações e negócios integrados, além de ser representante institucional e administrativo da organização no Brasil. Ele comandará uma estrutura que inclui os canais da Disney e os da Fox, além da plataforma de streaming Disney+, a ser lançada no ano que vem no país.

"Hernán é um líder sumamente colaborativo e positivo. Em sua nova função, ele aportará um grande valor operacional aos nossos negócios no Brasil, na base de sua experiência, representando o equilíbrio perfeito entre a mentalidade global e a execução local. Depois de muitos anos trabalhando junto com Hernán, tenho certeza de que em suas novas funções vai gerar a mesma admiração e respeito que sinto por ele", declarou Diego Lerner no comunicado.

Estrada começou a trabalhar na Disney em 1994, atuando como diretor de marketing. Antes disso, foi executivo da agência publicitária J. Walter Thompson Latin America e trabalhou nos escritórios da empresa em São Paulo e Buenos Aires.

Fusão e demissões

Em agosto deste ano, Michel Piestun ocupava o cargo e rescindiu contratos com 11 importantes profissionais da ESPN, entre eles o vice-presidente de Jornalismo e Produção, João Palomino, e os comentaristas Juca Kfouri e Arnaldo Ribeiro. Menos de um mês depois, no início de setembro, o executivo deixou a empresa.

A Disney, por meio de sua assessoria de imprensa, confirmou ao Notícias da TV a saída de Piestun, mas não revelou os motivos. Disse que foi uma "decisão mútua".

Com passagens pela Samsung e Groupon, Piestun entrou no mercado de televisão por assinatura em março de 2017, quando assumiu o comando dos canais Fox. Com a compra da Fox pela Disney, em uma operação global de US$ 71,3 bilhões, passou dois anos depois a comandar toda a operação do grupo no Brasil, o que inclui os canais Disney, Fox (menos Fox Sports) e ESPN.

O executivo colecionou inimigos com uma política agressiva de transformação, que resultou em dezenas de demissões. Sua primeira vítima foi o argentino German Hartenstein, demitido em abril, depois de 14 anos como principal executivo da ESPN no Brasil.

Em 14 de agosto, Piestun surpreendeu o mercado ao dispensar, de uma só vez, João Palomino, então primeiro executivo da ESPN; os comentaristas Juca Kfouri, Arnaldo Ribeiro, Claudio Arreguy, Eduardo Tironi, Maurício Barros e Rafael Oliveira; o apresentador João Carlos Albuquerque (o Canalha); a gerente de produção Renata Netto; a diretora de arte Stela Spironelli; e o editor-chefe Guilherme Graziano.

Piestun assumiu a direção dos canais ESPN no Brasil, mas nem teve tempo de esquentar a cadeira. Ficou só três semanas e meia na função.

A Disney está passando por um processo de transformação desde que adquiriu a Fox. No ano que vem, vai lançar no país sua plataforma de streaming, o Disney+, que pretende bater de frente com a Netflix --nos Estados Unidos, Canadá e Holanda, o serviço começou nesta terça-feira (12).

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que falta para Amor de Mãe conquistar mais audiência?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook