Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SÉTIMA TEMPORADA

De Férias com o Ex chega ao fim com celebridades bagaceiras e elenco 'militudo'

REPRODUÇÃO/MTV

Imagem de Ingrid Ohara e Sander Henrique aos beijos durante De Férias Com o Ex: Celebs 2

Ingrid Ohara e Sander Henrique trocam beijos no De Férias Com o Ex; temporada termina com altos e baixos

GABRIEL PERLINE e ERICK MATHEUS NERY

gabriel.perline@noticiasdatv.com

Publicado em 24/6/2021 - 23h00

Após anos de insistência dos fãs por uma edição mais "real" e inclusiva, a MTV ouviu sua audiência e apostou na diversidade para repaginar o De Férias com o Ex. Escalou um grupo de subcelebridades bagaceiras, "militudas" e desesperadas por holofotes. Resultado: entregou a melhor temporada dos últimos anos do reality de pegação.

Em 2016, quando exibiu a primeira temporada, a MTV não fazia ideia de que o reality se tornaria um fenômeno de audiência, responsável por colocá-la na liderança da TV paga. Mas o sucesso sempre veio carregado de críticas, sobretudo pelo fato de o canal apostar em um grupo majoritariamente branco, magro e com pouco intelecto.

O público alvo do reality nunca se sentiu verdadeiramente representado e, desde então, o pedido por mais pessoas negras, gordas, homossexuais e transexuais no elenco só aumentou. Em 2020, o canal escalou quatro gays, apontando para uma mudança de estratégia, mas novamente vieram as críticas por se tratarem de pessoas brancas, saradas e com pouco conteúdo.

Neste ano, a MTV surpreendeu ao escalar Tarso Brant, o primeiro transexual da história do reality. E também por dar espaço a Day Camargo, Marina Gregory e Matheus Pasquarelli, os primeiros participantes que de fato fogem do tradicional perfil de "gostosões" que o canal sempre busca para seu elenco.

A seleção do elenco se revelou a alma desta temporada. Além de não decepcionar no quesito pegação e barraco, o grupo também proporcionou momentos de reflexão por parte do público, colocando em pauta debates sobre machismo, racismo, gordofobia, homofobia e transfobia.

Mas nem tudo foram flores, e alguns deslizes acabaram tirando um pouco do brilho do De Férias com o Ex Brasil: Celebs 2. Confira:

rEPRODUÇÃO/MTV

Matheus, Luís, Sander e Tainá em encontro

Pontos positivos

Spin-offs

Pela tradicional dinâmica do programa, cerca de dois dias de gravações são resumidos em uma edição de 50 minutos. Como o reality não conta com pay-per-view, as "47 horas" restantes iam para o lixo. No atual temporada, a MTV decidiu resgatar esse conteúdo com o especial 30 Minutos de Ex, no qual o público conferiu duas horas extras dos eventos de cada episódio.

Veterano do reality, Lipe Ribeiro também foi convocado para reforçar os desdobramentos da atração com dois programas: a live No Estúdio Com o Ex e o especial De Papo Com o Ex, ao lado da humorista Bruna Louise.

Celebridades bagaceiras

Quando a MTV escalou esse time de famosos, a grande piada nas redes sociais era o fato de não se tratar necessariamente de um grupo conhecido do grande público. Mas se tem uma coisa que a Record ensinou à TV brasileira é que, para fazer um bom reality show com personalidades, não recorra ao primeiro escalão. Apele para as subcelebridades.

E foi exatamente o que a MTV fez: buscou personalidades que apareceram na mídia pelas razões mais escusas e diversas possíveis, mas que contam com uma base de seguidores significativa, e as colocou em uma mansão de luxo para desfrutarem de festas com bebedeiras e pegação. Deu certo.

Diversidade

A MTV sempre se posicionou contra todos os tipos de preconceitos possíveis, e fez a lição de casa neste ano ao escalar um maior número de negros, gordos, gays, bissexuais e seu primeiro transexual. O que mais chamou a atenção, para além da pegação, foi o dever social de alguns deles, como Day Camargo, Matheus Pasquarelli e Tarso Brant, que aproveitaram a exposição nacional para discutir questões que os elencos anteriores ignoraram.

REPRODUÇÃO/MTV

Rico e Ortega discutem no confinamento

Pontos negativos

Ofuscado pela concorrência

Neste ano, o reality da TV por assinatura enfrentou fortes concorrentes da TV aberta: a reta final do Big Brother Brasil 21 (Globo) e o começo do Power Couple Brasil 5 (Record). Para fugir do embate com o programa apresentado por Tiago Leifert, a MTV antecipou o De Férias Com o Ex para as 21h30.

Com o término do BBB21, o reality de pegação voltou para a faixa das 22h, na qual disputou público com a atração liderada por Adriane Galisteu. Resultado: mesmo com essas manobras, o formato não empolgou nas redes sociais e acabou perdendo terreno para os concorrentes.

Foco nas páginas de fofoca

Nos últimos anos, protagonizar barracos no De Férias Com o Ex fez com que os participantes chamassem a atenção dos produtores de outros realities, especialmente os feitos pela Record. Gabi Prado (A Fazenda 10), Stéfani Bays (A Fazenda 12) e Any Borges (Ilha Record) são alguns exemplos dessa movimentação.

Porém, para os confinados, a fama instantânea chega por meio de outra plataforma: as páginas de fofoca no Instagram. Assim, o foco da nova geração de ex-De Férias Com o Ex é aparecer em uma sequência de publicações nestas páginas. Com isso, eles preferem viver 15 segundos de fama digital do que realmente aproveitar a experiência e entreter o público.

Passou o pano

Embora o canal não se responsabilize pelas falas e comportamentos de alguns dos confinados, é importante frisar que alguns pecaram por suas falas carregadas de preconceitos. A produção também derrapou em determinados momentos do programa por não intervir e advertir os confinados por conta de suas falas absurdas.

Logo no início da temporada, Pedro Ortega fez uma pergunta transfóbica a Tarso Brant ao questioná-lo se ele não tinha um "pênis" em seu corpo. Lary Bottino tentou menosprezar Caíque Gama ao chamá-lo de gordo, somente pelo fato de ele não ter mais o corpo sarado de antes. Day Camargo fez um desabafo sobre como se sentia desprestigiada pelo programa por não ser escolhida para os dates ou para a Suíte Master, e atribuiu isso ao fato de não ser uma das "gostosonas" da casa.

Flávio Nakagima deu show de machismo ao se irritar e se vitimizar, com lágrimas, pelo fato de Letícia Escarião se recusar a transar com ele. Após ser rejeitado, tentou queimar o filme da garota, como se ela fosse obrigada a ter cedido sua intimidade a ele contra a própria vontade.


Saiba tudo sobre reality shows com o podcast O Brasil Tá Vendo

Ouça "#43 - Por que o No Limite está flopando?" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube para conferir nossos boletins diários, entrevistas e vídeos ao vivo


Últimas de De Férias Com o Ex Brasil: Celebs 2

Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Outubro Rosa: Conheça cinco famosas que venceram o câncer de mamaAlém de José de Abreu: Sete atores brasileiros que se aventuraram na políticaApós derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco original

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas