OLHO POR OLHO

Eterno mocinho da Globo, Tony Ramos emenda sétimo vilão seguido; saiba qual

João Miguel Jr./TV Globo

Tony Ramos em cena de procissão católica de Tempo de Amar (2017), novela das seis exibida pela Globo em 2017

Tony Ramos em cena de procissão de Tempo de Amar (2017); ator vai ser vilão em nova novela das nove

DANIEL CASTRO - Publicado em 13/04/2020, às 05h29

Nos anos 1970 e 1980, Tony Ramos foi a cara do bem na TV brasileira. O ator ficou tão marcado como mocinho que seu primeiro grande vilão, o José Clementino de Torre de Babel (1998), foi rejeitado, teve de ser "amenizado". Nos últimos anos, no entanto, o veterano só fez vilões. E vai fazer o sétimo, já que acaba de ser escalado para a novela que João Emanuel Carneiro escreve para a Globo estrear em 2021, depois de Um Lugar ao Sol, a substituta de Amor de Mãe.

Ramos, 71 anos, é o terceiro ator confirmado na produção, cujo nome o Notícias da TV revela em primeira mão: Olho por Olho. Ele será um empresário de "caráter duvidoso, amoral, envolvido em falcatruas, mas que preserva para a sociedade uma imagem ilibada". Ele se junta a Gloria Pires e a Leticia Colin.

A nova novela do autor de Avenida Brasil (2012) também terá uma história de vingança, de um garçom que cumpre um crime que não cometeu, mas seu nome é mais no sentido do "aqui se faz, aqui se paga!" do que de uma vingança específica. A trama central envolve Gloria Pires, a vilã pérfida e sua relação com as duas filhas, uma delas cega, Leticia Colin --a outra filha ainda não foi escalada.

O personagem de Ramos será seu sétimo sangue ruim desde 2012, quando o ator interpretou Otavio II no ramake de Guerra dos Sexos. A rigor, seu último mocinho foi o ingênuo Totó de Passione (2010), já que Otavio vivia armando para cima da prima, Charlô (Irene Ravache), porém o humor servia como escudo para essas maldades.

Dos seis malvados que Tony Ramos deu vida nos últimos quase dez anos, a verdade é que 50% deles não emplacaram. É o que se pode dizer do banana Olavo de O Sétimo Guardião (2018), do português José Augusto, que prendeu a filha em um convento em Tempo de Amar (2017), mas se redimiu, e do demoníaco Abel Zebu, da série Vade Retro (2017), que não vingou e parou na primeira temporada.

Tony Ramos ainda viveu um prefeito desonesto em A Mulher do Prefeito (2013) e um empresário corrupto e criminoso em O Rebu (2014), mas seu grande vilão da década foi mesmo Zé Maria, o dissimulado bandidão de facção de crime organizado de A Regra do Jogo (2015), do mesmo João Emanuel Carneiro.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias