Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

LUTA CONTRA PRECONCEITO

'Não quero mais ser tratado como bicho', desabafa Rodrigo Sant'Anna por ser gay

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Junior Figueiredo e Rodrigo Sant'Anna em publicação para o Instagram em junho de 2020

Junior Figueiredo e Rodrigo Sant'Anna em publicação para o Instagram; humorista fez desabafo

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 27/6/2021 - 18h13

Um olhar de julgamento a um casal lésbico na rua fez Rodrigo Sant'Anna, 40 anos, ir às redes sociais desabafar sobre o preconceito contra a população LGBTQIA+. Casado há dois anos com o roteirista Junior Figueiredo, o humorista declarou não querer mais ser alvo de situações como a que testemunhou neste domingo (27). "Não quero mais ser tratado como um bicho", declarou.

O ator usou seu Instagram para compartilhar um vídeo convidando seus seguidores a um momento de reflexão sobre a causa. Inicialmente, ele elogiou a publicidade da Burger King, que apoia o orgulho LGBTQ+.

"Achei linda. Falando das crianças adotadas pelos pais homoafetivos e a maneira como elas enxergam essa realidade, de uma maneira sem preconceito. Enfim, de uma maneira normal, como deve ser vista", iniciou.

"Percebi o quanto de polêmica isso gerou. Eu e Junior, meu marido, temos vontade de adotar uma criança e ficamos pensando até quando a gente vai ter esse olhar de julgamento do outro diante da nossa atitude", continuou.

Na sequência, Sant'Anna desabafou sobre o episódio de preconceito que vivenciou neste domingo. "Hoje, para piorar, estava caminhando na praia e vi dois casais lésbicos. Percebi que um casal heterossexual passou por elas, eles pararam e ficaram olhando. Elas estavam só de mãos dadas", relatou.

"É impressionante, porque eu quase parei... Não quero mais ser tratado como um bicho, que é observado como se tivesse um comportamento diferente do todo. Gostaria, sinceramente, de poder convidar todos a refletirem. Quando você e sua namorada ou namorado... Casais héteros trocam carícias nas ruas sem que as pessoas julguem e olhem de maneira preconceituosa", frisou.

O humorista confidenciou que muitas vezes se sente intimidado ao demonstrar afeto pelo marido publicamente e reforçou seu desejo de adoção com o parceiro. "Toda vez que vou trocar algum tipo de carícias com o Junior, meu marido, me sinto observado, incomodado e julgado. Talvez, na nossa geração, isso não vá mudar. Infelizmente", lamentou.

"Mas a gente tem a possibilidade de passar esse conceito respeitoso para as nossas crianças. [Talvez] seja o nosso dever. Até porque acredito que sexualidade, os pais não podem ensinar. Mas caráter, autoestima, respeito ao próximo, isso é o dever dos pais. Acredito que eu, mesmo sendo gay, consigo fazer isso para as crianças que quero poder educar", finalizou.

Veja o desabafo de Rodrigo Sant'Anna: 

Veja publicações de Rodrigo Sant'Anna e Junior Figueiredo:


Leia também

Enquete

Você gostou de Tadeu Schmidt no comando do BBB22?

Web Stories

+
Final de Malhação na Globo tem sequestro, incêndio e final feliz; saiba tudoPor que Ludmilla e Anitta brigaram? Entenda a treta que respingou no BBB 22BBB22: Cinco vezes em que Naiara Azevedo atraiu o ranço do público na primeira semanaFaustão na Band abala concorrentes com ibope histórico e equipe provoca RecordAntes da estreia, BBB22 já rendeu treta entre famosos, tentativa de redenção e mais

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas