Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

COBROU AÇÃO

Ludmilla faz apelo ao Ministério Público após discurso de Sikêra: 'Inadmissível'

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM e REDETV!

Montagem de fotos com Ludmilla no The Voice e Sikêra Jr. no Alerta Nacional, da RedeTV!

Ludmilla fez um post neste domingo (27) para criticar o discurso de Sikêra Jr. contra homossexuais

REDAÇÃO

redacao@noticiasdatv.com

Publicado em 27/6/2021 - 13h53
Atualizado em 27/6/2021 - 13h55

Ludmilla criticou o discurso feito por Sikêra Jr. no Alerta Nacional da última sexta-feira (25). Na RedeTV!, o apresentador xingou os homossexuais de "raça desgraçada" e "nojentos". Neste domingo (27), a cantora compartilhou um vídeo do momento e fez um apelo para que o Ministério Público Federal tomasse providências. "Um discurso desse ser falado em TV aberta é inadmissível! O Brasil é o país que mais mata LGBTQIA+ no mundo", escreveu.

"São por discursos de ódio como esse que diversas pessoas são agredidas e assassinadas todos os dias, um caso bem recente é o da Roberta Silva, mulher trans de 32 anos, que foi queimada viva em Recife e teve 40% do corpo atingido. Gente, o que tá acontecendo com a sociedade?", questionou Lud em post no Twitter.

"A LGBTQIA+ fobia se enquadrou enquanto crime para o Supremo Tribunal Federal em 2019. Se todos fossem educados e seguissem o que Jesus ensinou 'que vos ameis uns aos outros; assim como eu vos amei, que também vos ameis uns aos outros', o mundo não teria tanto ódio como tem, não teria tanto preconceito como tem", opinou a cantora.

No Alerta Nacional, o apresentador criticou a propaganda do Burger King, em que crianças de diferentes idades são entrevistadas e explicam que é normal ver homens e mulheres do mesmo sexo juntos. Elas têm pais que são gays.

A campanha sofreu forte rejeição do público conservador e virou alvo de redes bolsonaristas. Sikêra foi uma das vozes que criticou o comercial. "Vocês são nojentos. A gente está calado, engolindo essa raça desgraçada, mas vai chegar um momento que vamos ter que fazer um barulho maior. Deixa a criança crescer, brincar, descobrir por ela mesma. O comercial é podre, nojento. Isso não é conversa para criança", continuou.

No discurso recente, Sikêra Jr. falou que orientou toda a família a não comer mais no Burger King, pois agora ele sabia que as pessoas que consomem produtores da rede "apoiam a safadeza". E voltou a fazer acusações contra homossexuais:

"Vocês não têm filhos, não procriam, não reproduzem. Eu cheguei a seguinte conclusão: vocês precisam de tratamento. Que tara é essa de pegar as crianças do Brasil? Se você quer dar esse rabo, dê, mas não leve as crianças. Isso é pedofilia e abuso infantil. Preconceito existe e isso nunca vai ser normal para um homem de bem, um homem de família", soltou o jornalista.

Ludmilla, ao compartilhar o vídeo de Sikêra Jr, também divulgou a campanha do Burger King e fez um apelo para o MP: "Por favor, Ministério Público Federal, faça alguma coisa. Essas pessoas não podem ficar impunes! Para quem não viu essa campanha linda, deixo aqui pra vocês admirarem e pra deixar o coração de vocês quentinho! E entendam: família é onde existe amor".

No sábado (26), o Notícias da TV antecipou que a Aliança Nacional LGBTQI+ entrará na Justiça e vai procurar todos os patrocinadores do programa Alerta Nacional no intuito de assegurar que o telejornal não vire palco para "difamação e pânico moral".

"Esse senhor é recorrente em suas mentiras, ataques e agressividades. Entraremos na Justiça. LGBTfobia é crime, sim", avisa Eliseu Neto, coordenador de Advocacy da Aliança LGBTI, em nota.

Veja os posts de Ludmilla abaixo:


Leia também

Enquete

Você gostou da escolha de Tadeu Schmidt para o BBB22?

Web Stories

+
Após derrota em eleição, Victor Pecoraro perde mais uma votação e deixa A Fazenda 13Deixaram saudade: Conheça cinco atores de O Clone que já morreramEsqueceram de Mim ganha novo filme no Disney+; veja como está o elenco originalTadeu Schmidt no BBB22: Conheça a carreira do apresentador na GloboRenascer no Globoplay: Saiba por onde anda o elenco da novela 28 anos depois

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas