Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

EM BRASÍLIA

Apresentador da Record reage a assalto e exibe olho roxo: 'Não fiz o correto'

REPRODUÇÃO/TWITTER

Matheus Ribeiro em sua apresentação na Record, em Brasília

Matheus Ribeiro em sua apresentação na Record; jornalista sofreu agressão após tentativa de assalto

ANDRÉ ZULIANI

Publicado em 9/8/2020 - 14h09

Primeiro âncora de um telejornal a se assumir gay publicamente, o jornalista Matheus Ribeiro foi vítima de uma agressão após tentativa de assalto no último sábado (9), em Brasília. Em foto publicada no Instagram, Matheus exibiu o olho machucado depois de reagir contra o assaltante e admitiu o erro. "Sei que não fiz o correto", escreveu.

De acordo com o apresentador, a agressão ocorreu por volta das 21h enquanto praticava corrida próximo à sua casa. O assaltante teria passado por ele uma vez e retornado ao reparar no celular preso em um bracelete.

"Eu não reparei quando ele passou porque estava com fones de ouvido. Quando ele voltou, tentou puxar o celular do meu braço e não conseguiu. Eu me assustei e virei para ver o que estava acontecendo. Foi quando ele me deu um soco", contou o apresentador ao Notícias da TV.

Após sofrer a investida do ladrão, que estava sozinho e sem posse de armas, Matheus reagiu com um chute e o derrubou no chão. À reportagem, o âcora da Record admitiu o erro e culpou a adrenalina, mas que não se arrepende da decisão. 

"Não me arrependo porque meu instinto foi me defender, mas sei que não fiz o certo. Não recomendo a minha atitude e foi o que ressaltei na mensagem escrita no Instagram".

Para Matheus, que se mudou para Brasília há apenas quatros meses, o fato o motiva a fazer um trabalho ainda melhor como jornalista. "Estou conhecendo o lado bom e o lado ruim de morar aqui. Isso me encoraja ainda mais a fazer um trabalho competente e que faça a diferença para as pessoas".

O apresentador ainda garantiu que o olho roxo não terá tanto impacto em seu trabalho na Record. Segundo ele, a emissora, notificada sobre o caso antes da publicação nas redes sociais, ofereceu toda a assitência necessária. "É provável que eu não esteja à frente do DF Record por alguns dias, mas como editor-chefe, continuarei trabalhando de casa.

Veja a publicação de Matheus Ribeiro na íntegra:

Ver essa foto no Instagram

Nem sei quantas vezes já falei no jornal: “Se for vítima de assalto, não reaja, valorize sua vida, não corra risco.” . Mas casa de ferreiro, espeto de pau, já dizia minha vó. . Correndo na rua, à noitinha, ouvindo música. O sujeito passa por mim, vê o celular no braço, fica interessado, mas nem tenta negociar. Volta, puxa a capa, mas não consegue tirar. Quando viro pra desejar boa noite, o grosseiro me dá um soco. Tive que deixar os bons modos de lado pra demovê-lo da ideia inicial, já que as ameaças de tirar uma faca ou arma da camisa eram só delírio da cabeça dele. . Sim, sei que não fiz o correto e que esse comportamento colocou-me numa situação ainda mais arriscada, ainda que eu esteja conseguindo contar isso pra vocês pelo mesmo aparelho que o bandido queria. . Agora é fazer um BO (o recomendado em caso de QUALQUER ocorrência, até pelo bem das estatísticas) e tentar responder três perguntas: . 1) Será um sinal pra continuar dando um tempo da vida fitness? 🏃🏻‍♂️ . 2) Devo solicitar escolta profissional ao @_piazzarollo? 👮‍♂️ . 3) Será que a @recordtvbrasilia me deixa apresentar de tapa olho? 🏴‍☠️

Uma publicação compartilhada por Matheus Ribeiro (@matheusribeirotv) em

Primeiro âncora gay

Matheus Ribeiro tornou-se manchete em diversos jornais e fez história ao se tornar o primeiro âncora assumidamente gay a apresentar o Jornal Nacional. Antigo apresentador do Jornal Anhanguera 2ª Edição, da TV Anhanguera, afiliada da Globo em Goiás, ele revelou namoro com o policial militar Yuri Piazzarollo às vésperas de aparecer na bancada.

Meses depois, o jornalista alegou ter se sentido humilhado na emissora após redução salarial e pediu demissão. Pouco tempo depois de a saída tumultuada da Rede Globo, ele assinou com a Record para ser um dos principais apresentadores em Brasília -- o que gerou repercussão negativa em sua nova casa

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?