Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

RAINHA DO FLUXO

Quem é MC Dricka, preta, lésbica e periférica que foi parar na Times Square?

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Foto da funkeira MC Dricka em um dos telões da Times Square, em Nova York, Estados Unidos

Funkeira em ascensão, MC Dricka estampou um dos telões da Times Square, em Nova York

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 26/6/2021 - 6h30

Preta, lésbica e periférica, MC Dricka é uma funkeira em ascensão no cenário musical brasileiro, mas já foi parar em um dos telões da Times Square, no coração de Nova York (EUA). A paulistana concorre ao prêmio de revelação internacional no BET Awards, do canal Black Entertainment Television, neste domingo (27) e conta ao Notícias da TV que o céu é o limite.

Única artista brasileira a concorrer ao BET Awards 2021, uma das mais importantes premiações para afrodescendentes, MC Dricka viralizou nas redes sociais ao aparecer em um dos telões sendo divulgada pelo Spotify na campanha Equal, que promove a igualdade de gênero na indústria musical.

Atualmente, a funkeira comemora mais de 2 milhões de ouvintes mensais na plataforma de streaming musical. Só o hit E Nós Tem Um Charme Que é Daora já foi reproduzido mais de 36 milhões de vezes. No YouTube, o número de seu sucesso salta --são mais de 182 milhões de visualizações. Assista: 

À reportagem, MC Dricka revela as artistas que foram e ainda são suas referências musicais. "No funk, são MC Marcelly, MC Carol [de Niterói] e Tati Quebra Barraco. De cada uma dessas eu peguei um pouco do modo de trabalhar", diz.

"MC Marcelly tem uma ótima postura de palco, a Tati quebrava o tabu e falava de como sentia vontade e prazer. MC Carol mais ainda, fora que é uma preta totalmente fora do padrão. Então, já catei um pouco dela e da sexualidade de como ela interpretava/cantava. De cada uma delas eu sou fã e peguei um pouco para formar a Dricka que eu sou hoje", elenca a cantora.

"Musicalmente, também me inspiro na trajetória de todas as mulheres que temos aí até hoje, Ivete [Sangalo], Joelma, Anitta e assim vai", conclui a compositora, que lança funks há quatro anos.

Quem é MC Dricka

Fernanda Andrielli Nascimento Dos Santos nasceu em 7 de outubro de 1998 na Vila Nova Cachoeirinha, bairro periférico da zona norte de São Paulo. Atualmente com 22 anos, a jovem começou a cantar aos nove em um coral da igreja. Seu primeiro "proibidão", intitulado Empurra Empurra, foi lançando em 2019.

MC Dricka está noiva de Larissa Novais há mais de um ano. Ela mora de aluguel em Guarulhos, na Grande São Paulo, enquanto sua cobertura recém-comprada ainda não está pronta. 

BET Awards

Nova estrela do funk nacional, Mc Dricka será a representante do Brasil na categoria escolha da audiência: artista revelação internacional do BET Awards 2021. Ela estará na disputa com outros artistas pretos, como Arlo Parks (Reino Unido) e Bramsito (França). A votação, feita no Instagram do BET, começou em 7 de junho e terminou quatro dias depois. 

É a primeira indicação da cantora ao prêmio, que tradicionalmente premia artistas negros de todo o mundo. BET é a sigla de Black Entertainment Television, canal pago que estreou no Brasil em 2021.

Emicida é o único homem brasileiro a concorrer a uma estatueta do BET. Ele disputa a categoria de melhor artista internacional. Djamila Ribeiro será homenageada com o prêmio de impacto social do BET Awards. O BET Awards será transmitido neste domingo, 27 de junho, às 21h, na MTV e pela plataforma de streaming gratuito Pluto TV. 

Confira a lista completa na categoria disputada por Mc Dricka:

  • Arlo Parks - Reino Unido
  • Bramsito - França
  • Bree Runaway - Reino Unido
  • Elaine - África do Sul
  • Mc Dricka - Brasil
  • Ronisia - França
  • Tems - Nigéria

TUDO SOBRE

BET

MTV


Leia também

Web Stories

+
Vômito, narrador ridículo e ‘xerecada’: Cinco momentos engraçados das OlimpíadasBárbara, Kelvin e Medina: Atletas brasileiros se envolvem em tretas nas OlimpíadasAna ou Manuela? Saiba quem fica com Rodrigo no final de A Vida da GenteComo Rayssa Leal e Douglas Souza: Cinco atletas das Olimpíadas que você deve seguirTraição de Pyong Lee e treta de Nadja Pessoa: Ilha Record promete estreia acalorada

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Qual a melhor cobertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio?