Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ESTREIA EM AGOSTO

Após sucesso de AmarElo, Emicida prepara série especial para o GNT

REPRODUÇÃO/NETFLIX

O artista Emicida em cena do filme documental AmarElo - É Tudo pra Ontem, da Netflix

Emicida no filme documental AmarElo - É Tudo pra Ontem; artista lançará série

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 22/6/2021 - 6h40

Após o sucesso de AmarElo - É Tudo pra Ontem, lançado no ano passado na Netflix, Leandro Roque de Oliveira --mais conhecido como Emicida-- prepara uma série especial para o canal GNT, onde já apresenta o Papo de Segunda. A produção se chama O Enigma da Energia Escura e estreia em agosto na TV por assinatura.

A atração pretende levantar reflexões sobre o mundo atual, com temas variados. Durante coletiva à imprensa para falar sobre sua indicação ao BET Awards (premiação do canal norte-americano Black Entertainment Television), na segunda-feira (21), Emicida se limitou a elogiar a série para não estragar a surpresa para o público que o acompanha.

"O GNT tem sido uma grande casa lá, para a gente poder compartilhar ideias. Em agosto a gente vai compartilhar essa série com o Brasil, vai ser foda. Mas eu sou a pessoa mais suspeita do mundo pra falar", brincou o cantor ao Notícias da TV.

Em AmarElo, Emicida explorou momentos relevantes da cultura negra no Brasil, e um deles foi o show que o próprio cantor fez, em novembro de 2019, no Theatro Municipal de São Paulo. O documentário que conta com animações, entrevistas e cenas de bastidores repercutiu bastante em dezembro, época de seu lançamento na plataforma de streaming.

Tamanho sucesso até intimida o astro. "Cada vez que você faz um negócio tipo o AmarElo, eu tenho uma sensação de quando acabo um disco, eu saio desesperado do estúdio. Penso: 'Puta que pariu! Agora vou ter que fazer um mais legal que esse'. Em outras palavras, estamos fodidos", brincou. 

"Mas é uma pressão muito boa, eu tenho um monte de pesquisa em andamento. Depois que a gente criou um time legal de pesquisas aqui pra poder desenvolver os projetos audiovisuais, muitas ideias bacanas vão passando. Eu venho me sentindo muito provocado a escrever uns roteiros também. Tem outras coisas", adiantou o rapper.

"Eu faço mil coisas, as pessoas falam que eu faço 1 milhão de coisas, mas eu faço justamente porque é uma forma de gerar oportunidade para várias pessoas. Porque cada projeto demanda uma equipe. Para além dessa coisa de gerar oportunidades, a gente consegue sugerir coisas para o Brasil", concluiu. 

BET Awards

Neste ano, Emicida é o único artista homem brasileiro a concorrer a uma estatueta do BET Awards, uma das mais importantes premiações da cultura afrodescendente do mundo. Ele disputa a categoria de melhor artista internacional. O resultado irá ao ar em 27 de junho, e o evento será transmitido pela MTV e pelo serviço de streaming gratuito Pluto TV a partir das 21h. 

Funkeira em ascensão, MC Dricka depende do carinho do público na categoria escolha da audiência: artista revelação internacional. A votação está aberta na página oficial do Instagram do BET. É necessário seguir a página e gostar da foto do artista escolhido.

Essa não é a primeira vez que brasileiros concorrem a um prêmio do canal. Em 2020, o rapper Djonga competiu pelo melhor flow internacional no BET Hip Hop Awards --derivado do BET Awards. Já MC Soffia foi indicada como artista revelação internacional em 2018 do BET Awards. Ambos perderam. 

Prêmio NTV Melhores do ano

TUDO SOBRE

Emicida

Netflix


Leia também

Enquete

Qual foi a melhor série documental brasileira do ano?

Web Stories

+
Ficção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do atorGui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas