Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SUBMUNDO DA MODA

Modelo book rosa como Angel de Verdades Secretas pode faturar até R$ 40 mil

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Cena da novela Verdades Secretas, da Globo, em que a personagem Angel (Camila Queiroz) olha surpresa enquanto recebe envelope de dinheiro de Alex (Rodrigo Lombardi)

Angel (Camila Queiroz) recebe dinheiro de Alex (Rodrigo Lombardi) em Verdades Secretas

KELLY MIYASHIRO

kelly@noticiasdatv.com

Publicado em 9/9/2021 - 7h00

Modelos que fazem o chamado book rosa --ou prostituição--, como a Angel (Camila Queiroz) de Verdades Secretas, podem faturar um cachê de até R$ 40 mil reais por mês na vida real. O Notícias da TV conversou com fontes desse submundo que afirmaram já terem recebido propostas básicas de R$ 250, enquanto grandes profissionais chegam a cobrar mais de R$ 20 mil por uma noite.

Na trama escrita por Walcyr Carrasco, a protagonista é uma adolescente de 16 anos que sonha em ser modelo e brilhar nas passarelas. Ela entra na agência de Fanny Richard (Marieta Severo) e descobre uma realidade de pouco glamour, em que modelos ganham dinheiro com prostituição.

A dona da agência Fanny Models alicia menores de idade sem a menor preocupação e ainda cobra uma porcentagem do cachê dos programas. Apesar da história ser uma obra de ficção, as ofertas também acontecem de forma velada na vida real e são mais comuns do que se imagina, segundo ex-aspirantes a modelos que toparam contar suas experiências --sem revelar suas identidades.

"Trabalhei em uma agência em 2009. Lembro que na época era cerca de R$ 250, R$ 300 por programa, mas era supercamuflado, rolava muito de fazer presença VIP em camarote de baladas em São Paulo", conta Cristiano*. 

"Eu já vi de R$ 600 até R$ 20 mil. Mas isso no meu meio, que era mais 'baixo'. Essas modelos de passarela que fazem trabalho pra marcas muito boas ganham bem mais. Porque R$ 20 mil elas já faturam tranquilamente com publicidade", analisa Bianca*.

A jovem, que atualmente trabalha apenas como atriz, também revela que existem promotores que escancaram a oferta de book rosa por meio de grupos de conversa em aplicativos. 

"Eu via esse valor até num grupo de WhatsApp que postavam tanto vaga de 'FR', que é ficha rosa como 'FB', que é ficha branca [apenas modelagem]. Então sempre tinha o administrador desse grupo como intermediador. Ele não chegava a ser bem uma agência, mas arrumava esses trabalhos", diz a atriz de 24 anos. 

Para eventos, por exemplo, eles colocam lá uma vaga dizendo que precisam de recepcionista para feira tal, dia tal, horário tal. Aí colocam o cachê assim já: 'FB: R$ 200 /FR: R$ 900. A FB faria só o trabalho de recepcionista. A FR sairia com alguém depois. Em evento de automóvel acontece bastante. Mas por um lado é até bom, porque dessa forma pelo menos é mais claro.

Modelo vista com MC Poze do Rodo nos últimos dias e que virou alvo de fofocas devido ao recente término do relacionamento do funkeiro com Vivianne Noronha, Laisa Moraes já admitiu ter feito book rosa de R$ 4 mil por uma noite durante entrevista concedida em 2016 para o programa A Liga (2010-2016), da Band.

Aos 19 anos, ela foi entrevistada por Mariana Weickert para uma edição sobre o book rosa e falou abertamente sobre sua profissão. "A noite é quatro [mil reais]", disse ela. Questionada sobre o faturamento mensal, a modelo disse que conseguia em média R$ 40 mil.

Veja um trecho da entrevista de Laisa Moraes para o programa A Liga:

O outro lado

Dono da agência de modelos Way Model Management, Anderson Baumgartner foi questionado pelo Notícias da TV sobre book rosa em Verdades Secretas. Para o empresário da top model Alessandra Ambrosio e Carol Trentini --que fizeram participações especiais na trama--, a novela das onze da Globo retrata uma parcela do mundo das modelos, mas reforça que o aliciamento não acontece dentro de agências sérias do mercado de moda.

"Tive o prazer de conversar com ele [Walcyr Carrasco] quando ele estava fazendo laboratório e também bati um papo com a Marieta Severo, durante o backstage do São Paulo Fashion Week, quando a Carol Trentini fez uma participação. Amei ver ali algumas dicas que dei, especialmente sobre como é a parte funcional de uma agência de modelos", relembra. 

"Da parte de ficção, que tinha todas aquelas histórias de prostituição, isso não tem nada a ver com o mercado genuíno e era parte da ficção contada na trama", completa o executivo.

Acho que o que leva essa fama é a palavra 'modelo' ter ficado banalizada. A pessoa, seja ela de qualquer profissão, pode se autodenominar modelo, sendo que modelar é: fazer editorial de revista, campanha de moda, de perfume, desfiles, viagens para temporadas internacionais. Não dá pra misturar profissões diferentes.

Questionado sobre o salário recebido por modelos, o diretor da Way adianta que tudo depende de cada trabalho e do perfil de cada modelo. "Uma new face em início de carreira que vai fazer algum desfile tem o cachê inicial que pode variar de R$ 800 a R$ 1.000 por desfile. Algumas chegam a fazer 20 desfiles em uma temporada de moda", explica.

"Já uma supermodel, que conquistou o mundo inteiro, tem trabalhos importantes veiculados internacionalmente, essa menina pode ganhar até R$ 80 mil a R$ 100 mil por um desfile. Varia muito, depende da carreira, do cliente, do tipo de trabalho, do tempo e dos lugares de exibição se for uma campanha", finaliza Baumgartner.

Confira esta reportagem em vídeo:

Prêmio NTV Melhores do ano


Leia também

Enquete

Qual foi o melhor telejornal ou programa jornalístico do ano?

Web Stories

+
Gui Araujo deixa A Fazenda 13 após expor lado prepotente e preconceituoso; relembreDe série na Netflix a aposentadoria: Por onde anda o elenco de O Cravo e a Rosa?Vladimir Brichta contracena com a filha em Quanto Mais Vida, Melhor; veja outros casosConfinado em A Fazenda 13, Dynho não sabe que Mirella pediu divórcio; como fica o caso?Quanto Mais Vida, Melhor enfrentou perrengues mesmo antes de estrear; conheça a trama

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas