Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

OBSESSÃO

Ciúme de Cora em Quanto Mais Vida, Melhor é doença; entenda síndrome

REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Valentina Bandeira caracterizada como Cora: atriz usa cabelo curto e maquiagem bem marcada. Ela tem a expressão emburrada em cena de Quanto Mais Vida, Melhor!

Obcecada por Roni (Felipe Abib), Cora (Valentina Bandeira) se vingará de forma violenta

SABRINA CASTRO

sabrina@noticiasdatv.com

Publicado em 25/5/2022 - 6h15

Cora (Valentina Bandeira) não é a personagem mais estável de Quanto Mais Vida, Melhor!, mas a megera piorou muito desde que surtou por ciúme de Roni (Felipe Abib). A malvada armou até para separar o marido da filha dele, Tina (Agnes Brichta), na novela das sete da Globo. Esse sentimento intenso e perturbador, que chega a afetar a relação do parceiro com os familiares, é uma das características da Síndrome de Otelo.

"Pessoas com esquizofrenia, com quadro demencial, podem desenvolver o ciúme completamente delirante. Ela vê a cortina se mexendo e imagina que o parceiro foi se encontrar com alguém. É uma coisa fora da realidade", explica Eduardo Perin, psiquiatra pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) e especialista em Terapia Cognitivo-Comportamental pela USP (Universidade de São Paulo). 

O nome advém do protagonista homônimo de Otelo, o Mouro de Veneza (1603), clássico de William Shakespeare (1564-1616). Na obra, o personagem chega a matar a amada, Desdêmona, por causa de uma desconfiança infundada. No final da trama, o protagonista descobre que a mulher era inocente e se suicida.

O que é ciúme?

"Ele pode ser definido como uma reação protecionista diante de uma ameaça percebida (especialmente o adultério) para um relacionamento afetivossexual valorizado (especialmente o casamento)", afirma Thiago de Almeida, psicólogo especialista no tratamento do ciúme amoroso e autor de vários livros e artigos sobre o assunto. 

Em um primeiro momento, o fenômeno pode ser caracterizado como biológico. Assim que sente a "ameaça", o corpo diminui a produção de serotonina, vasopressina e ocitocina, hormônios relacionados à felicidade. As manifestações que vêm desta alteração, no entanto, adentram o campo da Psicologia. 

Por fim, o sentimento ainda se relaciona também com a sociedade. "Aqui no Brasil, entendemos que o ciúme está diretamente relacionado com o amor. Usamos frases tais como: 'O ciúme é o termômetro do amor', 'o ciúme é o tempero do amor', 'quem ama, sente ciúme'", exemplifica.

Ciúme destruiu o romance (vilanesco) entre Cora (Valentina Bandeira) e Roni (Felipe Abib)

Ciúme destruiu romance vilanesco 

Ou seja: a forma como o meio social trata as relações afetivas influencia crises pelo sentimento de posse. Inclusive situações que envolvem violência doméstica. Daí a importância de levantar debates sobre a cultura da violência e o feminicídio. Segundo Eduardo Perin, aliás, o ciúme delirante é mais comum entre homens, embora também possa ser diagnosticado em mulheres.

A própria Cora perdeu a cabeça ao terminar o casamento com o vilão. Roni escorraçou a mulher depois que descobriu a armação contra Tina, e a vilã está disposta a se vingar. "Quero que o Roni morra!", disse a personagem, cega de ódio, em uma das cenas.

Há chances de o desejo se cumprir, afinal. A morte do personagem é um dos cinco desfechos que foram gravados. No penúltimo capítulo, a vilã terá a chance perfeita ao apontar a arma para o ex-marido.

A situação trágica também tem sua explicação. "Muitos casais se tornam violentos com crises de ciúme. Um aperto mais forte no braço, gritos, proibições, podem ser indícios de episódios mais violentos se aproximando", completa Almeida.

Sempre negativo?

Ainda assim, nem todo tipo de ciúme pode ser considerado negativo. O mais importante é que o sentimento não prejudique o relacionamento. "É preciso perceber o quanto isso está interferindo na vida, no trabalho, nas atividades sociais da pessoa", afirma o psiquiatra Eduardo Perin.

Mas é importante procurar ajuda em casos extremos. Até porque, assim como Cora, existem casos de pessoas que têm ciúme dos filhos do parceiro. Não precisa ser de outra relação, não: crianças que são frutos do próprio casal podem desencadear crises.

O resultado disso pode ser um término conturbado --tal como o de Cora e Roni. "Na maior parte das vezes, o filho vai ter prioridade, e esse ciúme acaba colaborando em um desgaste na relação", confirma o especialista.

Surtada, Cora (Valentina Bandeira) jurou vingança de Roni (Felipe Abib) em Quanto Mais Vida, Melhor!

Surtada, Cora jurou vingança de Roni

"Tem pessoas que não querem que os parceiros se relacionem nem com irmãos, pais, familiares, pois se sentem preteridos pelos parceiros. Já atendi casos de parceiros homossexuais que tinham ciúme de irmãos dos parceiros heterossexuais", revela o psicólogo Thiago de Almeida.

Em casos mais graves, o acompanhamento profissional se faz necessário. "No caso das síndromes delirantes, o médico dá medicamentos antipsicóticos para a pessoa, e também o tratamento psicoterápico."

Quanto Mais Vida, Melhor! é uma novela escrita por Mauro Wilson e deixará o ar nesta sexta-feira (27), com reprise do capítulo no sábado (28). Cara e Coragem, trama de Claudia Souto, estreia na próxima segunda-feira (30).

O novo folhetim da Globo abordará o mundo dos dublês e será protagonizada por Paolla Oliveira, Marcelo Serrado e Taís Araujo.


Saiba tudo sobre os próximos capítulos das novelas com o podcast Noveleiros

Ouça "#102 - Tudo sobre o final de Quanto Mais Vida, Melhor!" no Spreaker.


Inscreva-se no canal do Notícias da TV no YouTube e assista a vídeos com revelações do que vai acontecer em Quanto Mais Vida, Melhor!:


Leia também

Enquete

Pantanal perde audiência: novela está chata?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.