Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

PÁGINA CANCELADA

Sikêra Jr perde perfil no Instagram após denúncias de homofobia e machismo

REPRODUÇÃO/REDETV!

Sikêra Jr na RedeTV!, com um terno preto e gravata dourada, criticando um bandido em seu programa, uma parceria entre a RedeTV! e a TV A Crítica de Manaus

Sikêra Jr no programa Alerta Nacional: perdeu Instagram com 6 milhões de seguidores

GABRIEL VAQUER E GABRIEL PERLINE

vaquer@noticiasdatv.com

Publicado em 7/7/2021 - 12h48

Apresentador do programa Alerta Nacional, da RedeTV!, Sikêra Jr perdeu na manhã desta quarta-feira (7) sua conta no Instagram, que tinha mais de 6 milhões de seguidores. É mais um revés que o âncora policial contabiliza após ter chamado gays de "raça desgraçada" dias antes do Dia do Orgulho LGBTQIA+.

O Sleeping Giants Brasil, que vem fazendo campanha para que ele perca anunciantes, afirmou que a perda está relacionada a denúncias do público por conteúdo inapropriado para a plataforma, com vídeos que continham demonstrações de machismo e homofobia.

Nas últimas semanas, a hashtag #DesmonetizaSikera ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter em quase todos os dias no horário em que o Alerta Nacional vai ao ar.

O volume de reclamações no Instagram também foi grande. De acordo com a política de comunidade da rede social, quando um perfil recebe denúncias em massa sobre um assunto, é retirado do ar por precaução.

O Notícias da TV apurou que Sikêra Jr já está recorrendo para tentar recuperar a conta. Mas isso é considerado muito difícil pela pela própria maneira com que o Instagram opera --poucas pessoas conseguiram reaver páginas pessoais na íntegra, mesmo famosos.

A coluna tentou entrar em contato com Sikêra Jr por meio de sua assessoria e pela comunicação da RedeTV!, mas até agora não obteve resposta. Caso haja resposta, este texto será atualizado. Já o Instagram negou que tenha apagado a conta de Sikêra Jr. "O Instagram não removeu a conta mencionada pela reportagem”, disse um porta-voz do Facebook.

Sikêra Jr perdeu 37 patrocinadores

Até o fechamento desta reportagem, 37 marcas que anunciavam no programa da RedeTV! deixaram Sikêra Jr. Entre eles, estão empresas como Casas Bahia, Caixa Econômica Federal e MRV.

Desde 28 de junho, data em que é celebrado o Dia do Orgulho LGTBQ+, o grupo Sleeping Giants e uma série de militantes e influenciadores digitais iniciaram uma cobrança pública a todas as empresas que investiam em publicidade no Alerta Nacional.

A debandada de anunciantes da RedeTV! e da TV A Crítica por conta das declarações de Sikêra Jr., que chamou os homossexuais de "raça desgraçada", está rendendo prejuízo para ambas: o intervalo comercial do Alerta Nacional foi reduzido em 57% por falta de empresas interessadas em patrociná-lo.

Diariamente, o programa costuma ter um intervalo comercial de 4 minutos de duração. Mas, na edição de quinta-feira (1º), o break foi reduzido para 1 minuto e 45 segundos, menos da metade do tempo tradicionalmente dedicado a propagandas.

Os conteúdos de Sikêra Jr também foram retirados do canal oficial da RedeTV! no YouTube, por medo da emissora de perder a monetização da página --que conta com 12 milhões de inscritos. No último dia 30 de junho, a RedeTV! divulgou nota e disse que respeita a diversidade sexual. 

Por fim, Sikêra Jr também é alvo de dois processos pela fala preconceituosa. Um é do MPF e outro é da Aliança Nacional LGBTQIA+. Juntas, as entidades pedem R$ 15 milhões em indenização e retratação pública por parte da RedeTV!. 


Leia também

Web Stories

+
Como estão Suzane von Richthofen e Daniel Cravinhos 19 anos depois do crime?42 anos depois: Por onde anda o elenco da novela Pai Herói?A Fazenda 13: Sem barracos, Liziane frustra público e é eliminada; veja trajetóriaComo Lázaro Ramos e Taís Araujo: 7 casais formados nos bastidores da GloboSex Education vai ter 4ª temporada? Veja cinco curiosidades sobre a série

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Além de Pantanal, qual novela antiga merecia um remake?