FRACASSO MÁGICO

O Sétimo Guardião flopa em todo o país; em Goiás, perde para Poliana e até Chiquititas

Reprodução/TV Globo

Lilia Cabral interpreta a vilã Valentina Marsalla em O Sétimo Guardião: novela ainda não emplacou - Reprodução/TV Globo

Lilia Cabral interpreta a vilã Valentina Marsalla em O Sétimo Guardião: novela ainda não emplacou

LUCIANO GUARALDO - Publicado em 21/12/2018, às 06h01

Há pouco mais de um mês no ar, O Sétimo Guardião virou uma dor de cabeça para a Globo não apenas em São Paulo, maior mercado publicitário do país. Em Goiânia, a novela de Aguinaldo Silva também atravessa um momento dramático: por lá, chega a perder para o SBT, que exibe na mesma faixa As Aventuras de Poliana e a reprise de Chiquititas.

Guardião já acumula três derrotas para as tramas de Iris Abravanel na capital do Goiás. Também já empatou na média com as concorrentes (uma delas uma reprise de 2013). Por lá, a principal novela global tem média de 21,0 pontos até o 32º capítulo, exibido na terça (18). Sua antecessora, Segundo Sol, que também passou longe de ser um sucesso, registrou 22,9 com a mesma quantidade de episódios.

A situação é ainda mais complicada em Salvador. A afiliada da Globo na Bahia tem sofrido derrotas históricas na cidade, a ponto de a emissora ter situado Segundo Sol no Estado para tentar conquistar o público. A estratégia não funcionou, e a trama de João Emanuel Carneiro teve a terceira pior audiência de uma novela das nove da Globo, à frente apenas de A Lei do Amor (2016) e Babilônia (2015).

O Sétimo Guardião, porém, caminha para "superar" essa marca a passos largos --e pode inclusive bater o recorde negativo histórico do horário. Até o momento, a novela tem média de 20,3 pontos na Grande Salvador, uma impressionante queda de 32,1% ao que Segundo Sol tinha registrado em seus 32 primeiros capítulos.

Segundo levantamento obtido pelo Notícias da TV, A Lei do Amor teve média final de 29,1 pontos na capital baiana, e Babilônia registrou 27,5 durante sua exibição. Ou seja, Aguinaldo Silva tem cerca de cinco meses para fazer a audiência de sua criação (contestada) disparar mais de sete pontos com o público soteropolitano para, no mínimo, deixar a lanterninha das novelas das nove.

Caso difícil, mas não perdido
Na Grande São Paulo, a história de amor de Luz (Marina Ruy Barbosa) e Gabriel (Bruno Gagliasso) também tem deixado a desejar no ibope, mas ainda consegue um desempenho menos sofrível do que em outras regiões.

A novela (com média de 28,6 pontos até o momento) é apenas a quarta pior da história: supera os fracassos A Lei do Amor (26,2) e Babilônia (25,1), mas também deixa para trás A Regra do Jogo (que teve 25,2 pontos nos primeiros 32 capítulos e depois conseguiu se recuperar).

Famoso por se autoelogiar, Aguinaldo só deve acompanhar com gosto os números registrados pela novela em Belo Horizonte. A capital mineira é a única região com audiência medida pelo Ibope em que O Sétimo Guardião tem índices melhores do que Segundo Sol. Cresceu pouco, de 26,0 para 26,7, mas já pode ser uma vitória.

O curioso é que Minas Gerais é justamente a terra do maior algoz atual de Aguinaldo Silva, o escritor Silvio Cerceau, que decidiu brigar na Justiça pelo direito de ser apontado como um dos criadores da sinopse de O Sétimo Guardião.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Você pretende assistir A Dona do Pedaço?

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook