Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

DIVERSIDADE

Lucio Mauro Filho sugere nova versão de A Grande Família com atores negros

Divulgação/TV Globo

Atores de A Grande Família sorriem para foto sentados em sofá da casa cenográfica da série

Elenco da segunda versão de A Grande Família; Lucio Mauro Filho interpretou Tuco Silva

ANDRÉ CARLOS ZORZI

azorzi@noticiasdatv.com

Publicado em 27/3/2021 - 7h21

Lucio Mauro Filho não tem planos para reviver Tuco, seu personagem em A Grande Família (2001-2014), que completa 20 anos na segunda (29). Mas ele sugere que a série ganhe uma nova versão. "Para mim, a boa ideia, de verdade, seria uma nova Grande Família, com outros atores, pra falar dos dias de hoje. Uma família negra seria muito interessante, representativo do que vivemos no Brasil, de maioria negra", afirma ele ao Notícias da TV.

A ideia já foi parcialmente aplicada no último episódio do programa. Nele, uma série de ficção era criada com base na família Silva, e dois atores negros foram escalados: Lázaro Ramos e JP Rufino atuaram na produção dentro da produção como Agostinho e Florianinho, vividos respectivamente por Pedro Cardoso e Vinicius Moreno na comédia da Globo.

Se a ideia de Lucinho fosse aprovada, seria a terceira adaptação de A Grande Família para a TV. Menos lembrada pelos fãs, a versão original foi ao ar na década de 1970. Já o remake, mais popular, estreou em 29 de março de 2001. Ao longo de 14 temporadas, Mauro Filha deu vida ao filho de Nenê (Marieta Severo) e Lineu Silva (Marco Nanini), irmão de Bebel (Guta Stresser) e cunhado de Agostinho.

Sobre o motivo para a longa duração do programa, o filho de Lucio Mauro analisa: "[Foi] A força do conjunto. Texto, atuação e direção de primeira qualidade. Fora isso, o fato de a gente se preservar e não ficar toda hora se expondo na mídia e na internet. Quando os atores aparecem mais que os personagens, a obra perde o encanto original".

Para ele, A Grande Família surgiu na hora certa e chegou ao fim também no momento ideal: "Já havíamos vivido todo o sucesso possível, cumprindo a missão com louvor. Estava na hora de experimentarmos novos projetos. A Grande Família falava de seu tempo, não tem nada que eu me lembre que pudesse provocar um arrependimento. Sempre fomos muito criteriosos".

A passagem de Tuco pelo BBB

Anos antes de Tatá Werneck 'invadir' o BBB em 2014, Lucio Mauro Filho gravou dentro da casa do Big Brother Brasil para um episódio em 2005, intitulado Seu Popozão Vale Um Milhão. Porém, ele contracenou apenas com atores, sem contato com os participantes da vida real.

O jovem participou do reality show e fingiu ser gay para conquistar a simpatia do público ao ser indicado a um paredão. Após tentar agarrar uma colega de confinamento, porém, seu plano foi por água abaixo, e Tuco acabou eliminado com alta rejeição. Relembre um trecho abaixo.

"Foi muito legal. Os colegas e também os espectadores ficavam me abordando pra perguntar sobre como era a casa. E o episódio ficou muito divertido", lembra o ator. Questionado se toparia participar do reality show de verdade, assim como fizeram outros atores recentemente, como Babu Santana e Lucas Penteado, ele nega.

"Não tenho vontade. Acredito que o barato da profissão é as pessoas acompanharem os personagens e não os atores. Vou sempre preferir que o espectador se encante com o personagem que estou representando em vez de se encantar com a minha pessoa", analisa.

"O Tuco é com certeza o [meu personagem] mais lembrado, graças aos 14 anos da Grande Família. Mas o personagem mais importante para mim é sempre o próximo. Afinal, ainda tenho muita lenha pra queimar e quero sempre poder surpreender", encerra Lucio Mauro Filho.


Leia também

Web Stories

+
Bastidores de O Diabo Veste Prada tiveram atriz deprimida e look vetado, saiba maisJuliette, Zico e Anitta: Sete celebridades que viraram tatuagens de fãsOportunidade de brilhar: Cinco PCDs que atuaram na TV brasileiraLançamentos da semana têm filme indicado ao Oscar e comédia sangrentaJuliette, craques do futebol e estrelas do pop: Os 10 maiores influenciadores do mundo

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou da escolha da reprise de Pega Pega?