LUTA CONTRA O VÍCIO

'Fiquei com medo de decepcionar Silvio Santos', diz Leo Dias sobre recaída

REPRODUÇÃO/TV GAZETA

Leo Dias em entrevista ao Revista da Cidade, da TV Gazeta; apresentador falou sobre sua recaída no uso de drogas - REPRODUÇÃO/TV GAZETA

Leo Dias em entrevista ao Revista da Cidade, da TV Gazeta; apresentador falou sobre sua recaída no uso de drogas

GABRIEL PERLINE - Publicado em 28/03/2019, às 06h16

O jornalista Leo Dias abriu o jogo sobre sua luta contra o vício em cocaína em entrevista ao programa Revista da Cidade, da TV Gazeta, e revelou que a maior preocupação que teve antes de tornar pública sua recaída era a possibilidade de chatear seu patrão no SBT. "Fiquei com medo de decepcionar Silvio Santos", disse.

"Eu fiquei com medo do julgamento das pessoas ao falar da minha recaída, por ter fraquejado. Fiquei com medo de decepcionar as pessoas", confessou.

O apresentador do Fofocalizando disse que pensou bastante antes de assumir publicamente que havia feito uso da droga após se submeter a um tratamento alternativo, à base de ibogaína, mas tomou coragem em respeito ao amor que recebe de suas telespectadoras e fãs.

"Me senti na obrigação de falar porque eu sei que muita gente torce por mim, principalmente as senhoras, mães e avós que me assistem diariamente na TV. Eu sei que elas rezam por mim, e eu tenho que dar uma satisfação a elas", comentou.

Após se submeter a uma nova internação na mesma clínica pela qual passou uma semana em setembro do ano passado, Leo mudou seus hábitos e passou a encarar a sobriedade com naturalidade e também a se prevenir para evitar novos contatos com a droga.

"Uma coisa que percebi de setembro até a recaída, em janeiro, era que eu contava demais. Parecia um presidiário marcando na parede quantos dias faltavam para sair da cadeia. Hoje, depois da recaída, eu não conto mais. Estou levando uma vida absolutamente saudável. Eu sei o que me levou a ter a recaída e me previno para não ficar em determinadas situações, com determinadas pessoas, não ficar sozinho, não ficar deprimido, dormir cedo, estou acordando todos os dias 6h", comentou.

Na entrevista ao Revista da Cidade, Leo Dias também falou bastante sobre o livro Furacão Anitta, uma biografia não autorizada que escreveu sobre a funkeira e que chega hoje às livrarias do Brasil, e sobre sua inimizade com Bruna Marquezine.

"Eu pedi desculpas [para Bruna] por meio da Tatá Werneck, a tudo que talvez eu tenha um dia ofendido ou invadido o espaço da Bruna Marquezine. E ali abriu uma oportunidade de início de conversa", comentou.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Que jornalista está fazendo o melhor trabalho durante a pandemia?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook