Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

PATRÃO ENLOUQUECEU?

De pancadaria a atropelamento: Silvio Santos transforma Triturando no Alarma TV

REPRODUÇÃO/CNN BRASIL

Chris Flores de cabeça levemente abaixada no cenário do Triturando, no SBT

Chris Flores no Triturando de terça-feira (9); vídeos bizarros tomaram conta do vespertino do SBT

GABRIEL PERLINE

Publicado em 10/6/2020 - 5h34

Após as incontáveis interferências para melhorar a dinâmica do Triturando, Silvio Santos conseguiu colocar em prática algo que tentou de maneira insistente ao longo de 2019: emplacar o escandaloso Alarma TV no SBT. Hoje, aquele que já foi o principal programa de fofocas do país se tornou um telejornal recheado de notícias e vídeos bizarros, que não trazem novidades e tampouco informam seus telespectadores.

É nítido o esforço do quarteto formado por Chris Flores, Gabriel Cartolano, Ana Paula Renault e Flor Fernandez em fazer o Triturando não descambar para o sensacionalismo barato em cima dos vídeos chocantes extraídos da internet, que carecem de informações substanciais e são exibidos com o único objetivo de serem ou não aprovados pelos apresentadores.

Na terça-feira (9), algumas situações bizarras foram colocadas no ar e o público não sabia ao certo do que se tratava. Primeiro foi o vídeo de uma mulher atropelada por um carro que "viveu uma experiência assustadora na Europa", de acordo com Chris Flores. Por se tratar de um vídeo viral da web, ninguém soube informar quem era a vítima, em qual dos 50 países ocorreu o acidente e tampouco o desfecho do caso.

Na sequência de bizarrices, foi mostrado ao público uma caixa d'água gigante que desmoronou sobre uma escavadeira e quase matou o condutor em algum lugar do sul da Índia, um menino de três anos que quase morreu afogado na piscina de um prédio no Espírito Santo, o deslizamento e terra de algum lugar do planeta que quase engoliu um motociclista e uma pancadaria entre clientes de uma loja na cidade de Taquatinga (DF).

Todos as situações foram narradas por Cartolano, que fez um breve descritivo sobre os fatos e não trouxe informações que justificassem as exibições daqueles vídeos. Não havia data exata, o local correto, nomes das vítimas de cada caso e tampouco como foram seus desfechos.

A abordagem é igual à do Alarma TV. O enlatado da Estrella TV, emissora norte-americana que produz conteúdo de entretenimento para o público hispânico que vive nos Estados Unidos, oferece vídeos ainda mais bizarros e desrespeitosos ao público, com cenas de escatologia, assassinatos e conteúdos de apelo sexual.

Os apresentadores do Alarma TV apenas exibem os vídeos, não trazem nenhuma informação a respeito dos fatos, e ainda debocham de algumas situações. O Triturando, atualmente, segue pelo mesmo caminho. A diferença é que o quarteto liderado por Chris Flores não faz piada com as desgraças alheias.

Silvio, impossibilitado de fazer as habituais loucuras em seu próprio programa, tem usado o Triturando como laboratório para testar as ideias antiquadas, que têm desagradado não somente ao público como a grande parte da equipe do vespertino.

Existe um grupo que se apega na esperança de que o Triturando volte a focar suas energias no universo das fofocas tão logo a pandemia do novo coronavírus seja amenizada, algo que só ocorrerá quando o dono do SBT estiver autorizado a retomar as gravações de seu programa. Até lá, a torcida é para que o programa não saia da grade antes do fim da crise sanitária.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Quem deve ser a nova Juma Marruá?