Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

ALARMA TV

Sem fazer alarde, SBT estreia telejornal com escatologia, assassinatos e bizarrices

REPRODUÇÃO/YOUTUBE

Lianna Grethel e Jorge Antolin no cenário do Alarma TV

Lianna Grethel e Jorge Antolin apresentam o Alarma TV, considerado o telejornal mais violento do mundo

GABRIEL PERLINE

Publicado em 1/10/2019 - 5h18

Sem fazer alarde, o SBT estreia hoje (1º) o Alarma TV, um telejornal de conteúdo duvidoso da Estrella TV, emissora norte-americana que produz entretenimento para o público hispânico dos Estados Unidos. Assassinatos à queima-roupa, mulheres de fio dental esfregando as nádegas na câmera e atos nojentos fazem parte do editorial do dito noticiário.

O programa é apresentado pela norte-americana Lianna Grethel e pelo mexicano Jorge Antolin, e será dublado para o público brasileiro. Seu horário de exibição será das 19h20 às 19h45, antes do SBT Brasil.

O Alarma TV é de deixar os telespectadores realmente alarmados. Considerado pela crítica internacional como o "telejornal mais violento do mundo", ele não poupa a audiência de cenas bizarras. Os apresentadores, sem muitas informações precisas sobre os protagonistas de cada situação, tecem comentários vazios e tentam amenizar o show de horrores com falas supostamente engraçadas.

Em uma reportagem, uma mulher rebola e se esfrega sobre o corpo de um defunto em um caixão. Nenhuma informação é fornecida ao telespectador. Quem são a dançarina e o morto, onde e quando a cena foi registrada, ou o desfecho do ato. A apresentadora, ao final do vídeo, tenta fazer graça. "Será que assim ele se levanta?", provoca Lianna, aos risos.

Em outra, uma briga de bar acaba com um grupo de rapazes se agredindo. A violência aumenta a ponto de alguns deles quebrarem garrafas de vidro nas cabeças de seus rivais. "Além de bêbados, têm a cabeça dura", comentou o apresentador Antolin, fazendo piada com uma situação tensa.

Mulheres dançando de fio dental, cenas de escatologia, comidas bizarras, portadores de doenças que desfiguram seus corpos, brigas, animais em risco e homossexuais em situação de opressão são algumas das cenas que já foram ao ar nos Estados Unidos e que devem ser exibidas a partir desta terça pelo SBT.

Reportagem de verdade não existe no Alarma TV. Embora o site oficial do programa diga que trabalhe com correspondentes em toda a América Latina, seu conteúdo é um grande compilado de vídeos bizarros que circulam pela internet ou nos grupos de WhatsApp, mas apresentados como material jornalístico.

A diferença é que lá nos Estados Unidos, o programa é exibido às 22h. Aqui no Brasil, Silvio Santos ordenou que ele entrasse no ar antes do SBT Brasil para "esquentar" seu principal telejornal.

Internamente, muitos torceram o nariz para a decisão do patrão e o alertaram de que o conteúdo é pesado demais para o horário, mas Silvio Santos não cedeu. O incômodo é tão grande que a emissora não enviou um comunicado à imprensa sobre a estreia do Alarma TV e tampouco o incluiu na programação de seu site até a publicação deste texto.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você já tem seu favorito em A Fazenda 12?