JORNALISMO

Bastidores da Record têm tensão política e fritura de apresentadora

Reprodução/TV Record

A apresentadora Adriana Araújo no Jornal da Record de segunda-feira (8)

Adriana Araújo no Jornal da Record de segunda-feira (8): apresentadora tem tido embates na Record

DANIEL CASTRO - Publicado em 10/06/2020, às 05h46 - Atualizado em 11/06/2020, às 05h30

A Redação do Jornal da Record tem vivido dias tensos. A linha editorial do telejornal, com uma cobertura asséptica da pandemia de Covid-19, bem ao gosto do presidente Jair Bolsonaro, vem desagradando profissionais da emissora de Edir Macedo. Alguns estão revoltados, chocados. Ninguém expressa melhor o sentimento da maior parte da equipe do que a apresentadora Adriana Araújo.

Contratada em 2006 para ser "a Fátima Bernardes da Record", Adriana teve uma crise de choro em abril, após a edição do telejornal, e saiu de férias no dia seguinte. Desde que voltou, continua travando uma guerra diária nos bastidores para uma cobertura menos chapa-branca. A orientação do dono da emissora é por um tratamento mais suave, sem histórias dramáticas, sem críticas ao governo, um mundo bem diferente do que se vê na Globo.

Na semana passada, Adriana resolveu deixar pública sua insatisfação. Em dois raros vídeos publicados no Instagram (veja abaixo), ela cobra agilidade na divulgação dos dados de infectados e mortos pela Covid-19 e critica com contundência a política do governo Bolsonaro de só revelar os números oficiais às 22h, depois dos telejornais. Sutilmente, ela fez uma crítica ao jornalismo ao qual empresta sua própria imagem.

Na sexta (5), ela praticamente apresentou no Instagram uma edição extra do Jornal da Record --em um tom e conteúdo bem diferente do telejornal da TV, no qual se prestigiam notícias policiais e pautas sobre golpes.

"Estou passando aqui fora de hora porque, pelo segundo dia seguido, os dados da pandemia do coronavírus não saíram a tempo do jornal", introduziu Adriana, informando que naquele dia foram "1.473 vidas perdidas".

"Esse é o melhor número que a gente tem para acompanhar o avanço da Covid-19 no Brasil. Infelizmente, deveria ser divulgado com mais agilidade, com mais transparência, mas no momento não é isso o que está acontecendo. Como funcionária da notícia, antes de tudo, eu me sinto na obrigação de vir até aqui pra dizer pra vocês que eu sei que está todo mundo cansado, todo mundo esgotado, querendo que isso passe logo, mas agora, saber a realidade da situação que a gente enfrenta, saber a gravidade da situação, é muito importante", frisou. Veja o vídeo:

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

Em plena pandemia, é preciso transparência com os números. É uma questão de saúde pública.

Uma publicação compartilhada por Adriana Araujo (@adrianaaraujo_) em

Adriana Araújo repetiu o discurso no dia seguinte, e teve gente na cúpula da Record que não gostou. Tanto que ela não voltou mais a criticar o governo e, indiretamente, a emissora em que trabalha. Há quem aponte que ela vem tentando interferir na linha editorial, colocando "cacos" nos textos e criando uma situação para forçar uma rescisão contratual sem multa e, assim, ir para a CNN Brasil.

A amigos, a jornalista tem dito que está cumprindo seu contrato com profissionalismo e que luta diariamente por um telejornal com bom senso e equilíbrio, ou seja, que briga apenas para fazer um bom jornalismo, e nada mais. Para colegas, isso é um processo de fritura. A ver.

Procuradas, Record e Adriana Araújo não quiseram se manifestar.

Daniel Castro
DANIEL CASTRO transformou a coluna de Televisão da Folha de S.Paulo na mais relevante do país durante sua passagem pelo jornal, entre 1991 e 2009. Trabalhou no Notícias Populares (1995-96) e R7 (2009-13). E-mail: dcastro@noticiasdatv.com

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Na casa de que famoso você passaria a quarentena?

Últimas notícias