Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

CUIDADO!

Black Friday: TV mais barata pode frustrar no tamanho e na resolução; fique de olho

REPRODUÇÃO

Consumidor comparando a imagem de duas TVs na loja

Ao comparar, dá para comprar uma TV de 40" com recursos extras por R$ 300 a mais do que a de 32"

EDUARDO BONJOCH

edubonjoch@gmail.com

Publicado em 19/11/2021 - 9h00

A uma semana da Black Friday, o consumidor interessado em trocar de TV precisa ficar atento, principalmente ao encontrar ofertas muito tentadoras. Os modelos de 32 a 43 polegadas, por exemplo, podem apresentar resolução HD, Full-HD ou 4K, o que interfere na qualidade da imagem e no preço. Os recursos também variam e, dependendo do caso, vale a pena investir R$ 300 a mais em uma tela maior que aceite comandos de voz.

Quando você encontra a TV que está pesquisando com preço mais atraente, a primeira dica é verificar o frete. Em uma rápida pesquisa online, o Notícias da TV encontrou variações de até R$ 140. Ao somar este valor ao preço do produto, é bem provável que o custo final, antes tão sedutor, ultrapasse o de outras lojas com frete grátis ou reduzido.

O segundo passo é conferir a resolução do televisor. Diferentemente do que ocorria no passado, hoje todas as TVs de 32 polegadas à venda trazem definição HD, com 1.366 por 768 pixels. É uma resolução limitada e inferior à tradicional Full-HD, de 1.920 por 1.080 pixels, adotada como padrão nas transmissões de TV digital, canais de alta definição da TV por assinatura e dominante também nos serviços de streaming.

Isto significa que uma TV com definição HD não é capaz de exibir conteúdos Full-HD com toda a qualidade que este padrão oferece. A nitidez é prejudicada, principalmente quando se chega mais perto da tela.

Como no passado os fabricantes vendiam televisores Full-HD de 32 polegadas, o consumidor corre o risco de levar para casa uma TV nova com resolução inferior. O mesmo cuidado vale para TVs de 39 a 43 polegadas com preços baixos. Alguns destes modelos de tela maior também trazem definição HD, o que deixa as limitações ainda mais evidentes.

A partir de 43 polegadas, o consumidor já encontra TVs com resolução 4K (ou Ultra-HD) a um custo inicial de R$ 2,1 mil. São modelos com 3.840 por 2.160 pixels, quatro vezes mais do que a definição Full-HD. Isto se traduz em maior nitidez, detalhamento e profundidade da imagem, principalmente em telas a partir de 50". Estes televisores também costumam permitir comandos de voz e trazem um processador mais eficiente para rodar as funções de smart TV.

EDUARDO BONJOCH/NOTÍCIAS DA TV

TV de 43": resolução 4K e apps atualizados 

Fique atento aos recursos

Em uma rápida pesquisa online, o consumidor vai encontrar TV Full-HD de 40 polegadas compatível com comandos de voz custando R$ 300 a mais do que um modelo básico HD de 32 polegadas e até TV de 50 polegadas com valor semelhante ao de telas de 43 polegadas. Vários fatores influenciam no preço, como marca, ano de lançamento (linhas novas são mais caras), resolução e variedade de recursos.

O consumidor mais atento pode se dar bem ao analisar com cuidado as características de várias TVs de uma mesma categoria. As marcas Semp e TCL, por exemplo, já oferecem comandos de voz via Google Assistente pelo controle remoto e sistema operacional Android TV a partir de 32 polegadas, com menu e características similares a dos smartphones, além de Chromecast embutido.

Pela fala, dá para trocar de canal, ajustar o volume e buscar conteúdos nos serviços de streaming com mais facilidade e rapidez do que digitando com o teclado virtual do controle remoto. E, através da inteligência artificial, o próprio aparelho também passa a sugerir o que assistir com base nas pesquisas anteriores do usuário, ajudando o telespectador a escolher.

Outro ponto importante é a plataforma de smart TV, que deve ser rápida, intuitiva e capaz de rodar até mesmo os serviços mais novos, como Disney+, Star+, Apple TV+ e HBO Max. Televisores que adotam os sistemas Roku, Android TV, Google TV ou soluções próprias das marcas coreanas (Samsung e LG) levam vantagem sobre os concorrentes, principalmente na oferta e na atualização dos aplicativos.

E se você pretende conectar vários aparelhos à nova TV, fique de olho também na quantidade de entradas HDMI. A maioria dos modelos mais simples vem com duas, que são suficientes para ligar o videogame e o decoder de TV por assinatura, por exemplo. Mas alguns modelos básicos de marcas como Philips e AOC trazem três, permitindo incluir ainda um DVD player, Chromecast ou outro dispositivo para acessar os serviços de streaming.


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Mansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabemJuan Paiva rouba a cena em Um Lugar ao Sol; conheça a história do ator

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas