Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

NOVIDADES NO STREAMING

Zika, saci, anjo rebelde e bossa nova: As séries nacionais da Netflix para 2019

Divulgação/Netflix

Depois de mostrar o tanquinho sarado em Tidelands, Marco Pigossi vai caçar saci em Cidades Invisíveis - Divulgação/Netflix

Depois de mostrar o tanquinho sarado em Tidelands, Marco Pigossi vai caçar saci em Cidades Invisíveis

LUCIANO GUARALDO

Publicado em 1/1/2019 - 5h28

Um dos três maiores mercados da Netflix em todo o mundo, o Brasil tem recebido investimentos em massa da plataforma de streaming. E isso inclui, claro, a produção de séries originais. Além de 3%, O Mecanismo e Samantha!, a empresa prepara pelo menos oito novas atrações nacionais, com temas que vão do saci pererê às origens da bossa nova.

A Netflix é conhecida por não vazar muitos detalhes de suas séries antes da hora --Thaila Ayala já até levou bronca dos chefões por ter falado mais do que devia. Mas o Notícias da TV fez um levantamento de tudo o que já foi revelado sobre as atrações nacionais que você verá no streaming em 2019. Confira:

aline arruda/netflix

Elenco de Coisa Mais Linda é liderado por Maria Casadevall, que também faz série na Globo 

Coisa Mais Linda
Maria Casadevall lidera o elenco do drama criado por Heather Roth e Giuliano Cedroni e ambientado na década de 1950. Ela interpretará Maria Luiza, mulher conservadora e submissa que dependeu a vida toda do pai e do marido, Pedro. Após o sumiço do segundo, ela se muda para o Rio de Janeiro, onde a bossa nova começa a afinar seus primeiros acordes, e se junta a um grupo de feministas.

O elenco conta com Mel Lisboa, Fernanda Vasconcellos (que já atuou na Netflix em 3%), Thaila Ayala (que participou de O Matador, primeiro filme brasileiro da plataforma), Pathy Dejesus, além de Ícaro Silva e Leandro Lima.

reprodução/instagram

Paloma Bernardi posa com outros atores durante gravação no Tocantins: colegas de elenco?

O Escolhido
O gênero terror, pouco explorado pelo audiovisual brasileiro, será abordado em O Escolhido, adaptação da série mexicana Niño Santo (2011) com roteiros de Raphael Draccon e Carolina Munhoz. A história gira em torno de três médicos que são enviados para um vilarejo no Pantanal para vacinar a população contra uma mutação do vírus da zika. Porém, eles acabam presos em uma comunidade que segue um líder que prega a cura através da fé, e não de medicamentos.

Até o momento, apenas Paloma Bernardi foi anunciada oficialmente no elenco da série. Porém, postagens da atriz em suas redes sociais durante as gravações no Tocantins indicam outros nomes que podem participar da série: Gutto Szuster, Pedro Caetano e a francesa Alli Willow, que estão com ela na foto acima.

reprodução/youtube

O diretor Carlos Saldanha está por trás de Cidades Invisíveis, trama sobre o folclore brasileiro

Cidades Invisíveis
Indicado a dois Oscars, o diretor Carlos Saldanha está por trás do drama que explorará personagens do folclore brasileiro, como o saci e o curupira, inserindo-os em uma história policial. O protagonista será Marco Pigossi, que fará o terceiro papel na TV em uma trama com sereias: ele já contracenou com as criaturas da mitologia na novela A Força do Querer e na série australiana Tidelands.

Pigossi viverá Eric, detetive da recém-criada Unidade de Crimes Hediondos, que durante uma investigação de assassinato se depara com pistas que lhe fazem mergulhar em um mundo inteiramente novo e improvável, onde o denso cotidiano do trabalho policial se vê sobreposto por uma dimensão sobrenatural.

reprodução/tv globo

Adolescente chato em Segundo Sol, o ator Danilo Mesquita estrelará série de terror da Netflix

Spectros
Outra produção de terror da Netflix, Spectros mostrará um grupo de cinco adolescentes no bairro da Liberdade, reduto oriental em São Paulo, que se vê em meio a uma disputa envolvendo forças sobrenaturais e espíritos japoneses.

Nos bastidores, a série conta com o norte-americano Douglas Petrie, que já escreveu para Os Defensores (2017) e Demolidor (2015-2018), e foi indicado ao Emmy por seu trabalho em American Horror Story. No elenco, está confirmado o baiano Danilo Mesquita, que viveu o mimado Valentim em Segundo Sol.

divulgação/globo filmes

Músico e ator de repercussão internacional, Seu Jorge estará no elenco do drama A Facção

A Facção
Criação de Pedro Morelli, A Facção mostrará os bastidores de uma organização criminosa pelos olhos de Cristina (Naruna Costa), uma advogada honesta, que descobre que o irmão (Seu Jorge) é líder do grupo. Coagida pela polícia, ela é obrigada a se tornar informante e trabalhar contra o próprio irmão. Mas, conforme se infiltra na tal facção, começa a questionar os próprios valores sobre a lei e a justiça.

O elenco conta ainda com Hermila Guedes, de Assédio, que fará par romântico com o personagem de Seu Jorge. Os oito episódios que misturam suspense e tensão foram escritos por uma sala de roteiristas comandada por Felipe Sant'Angelo, responsável por Pedro e Bianca, atração infantil vencedora do Emmy.  

reprodução/youtube

Diretor do filme Bingo, O Rei das Manhãs, Daniel Rezende vai fazer uma comédia sobre anjos

Ninguém Tá Olhando
A segunda comédia brasileira da Netflix, depois de Samantha!, será Ninguém Tá Olhando, uma criação de Daniel Rezende, diretor do filme Bingo, o Rei das Manhãs (2017). A nova série contará a história de Uli, um anjo da guarda que se rebela contra as ordens aleatórias que recebe de seus superiores.

A produção está a cargo da Gullane Filmes, dos irmãos Caio e Fabiano Gullane. Eles têm no currículo séries como Carcereiros, da Globo, e Alice (2008-2010), da HBO. Já Rezende estreitou laços com a Netflix ao dirigir dois episódios de O Mecanismo.

divulgação/record

KondZilla durante entrevista ao Programa do Porchat, da Record: do YouTube para a Netflix

Sintonia
O produtor Konrad Cunha Dantas, mais conhecido como KondZilla, aproveitou seu sucesso no YouTube (plataforma na qual acumula 44,8 milhões de inscritos) para emplacar um projeto na Netflix. Ele está por trás de Sintonia, um drama musical sobre três amigos que cresceram juntos em uma favela de São Paulo, onde foram influenciados pelo poder das drogas, do funk e da igreja.

A produção está a cargo da Losbragas, da atriz Alice Braga, que também é responsável por Samantha!. O elenco deve ser composto por nomes sem muita experiência no vídeo --a Academia Internacional de Cinema realizou testes entre seus alunos em maio deste ano para escolher os atores da série.

divulgação/netflix

O roteirista Pedro Aguilera, criador de 3%, emplacou outro projeto na plataforma de streaming

Onisciente
Depois de duas temporadas já exibidas de 3% (a terceira deve estrear em abril), o roteirista Pedro Aguilera emplacou um segundo projeto na Netflix: a ficção científica Onisciente mostrará uma sociedade futurista em que drones vigiam a população o tempo todo, e a tecnologia substituiu a religião. As taxas de criminalidade são quase zero, uma vez que os criminosos sabem que serão capturados com certeza.

Tudo muda quando uma jovem chamada Nina presencia um assassinato que não é relatado pelo Sistema Onisciente. Ela iniciará uma investigação por conta própria para descobrir o que o supercomputador que vigia a todos está tentando esconder.

Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?