Coisa Mais Linda

Thaila Ayala segura a língua após levar bronca por falar de série da Netflix

Manuela Scarpa/Divulgação

A atriz Thaila Ayala durante evento de moda realizado em São Paulo na última quinta-feira (29) - Manuela Scarpa/Divulgação

A atriz Thaila Ayala durante evento de moda realizado em São Paulo na última quinta-feira (29)

MÁRCIA PEREIRA - Publicado em 03/12/2018, às 06h03

Thaila Ayala revela que foi proibida de dar detalhes sobre Coisa Mais Linda, nova série brasileira da Netflix. "A gente não pode falar nada. Fui falar o básico e levei uma bronca", diz. Ela é uma das protagonistas. A atriz também conta que sofreu com dores terríveis na coluna por causa de uma hérnia durante as gravações. Por isso, se submeteu à uma cirurgia no final de outubro. Está se recuperando bem e fazendo fisioterapia.

Com estreia prevista para março, a série da Netflix já tem segunda temporada confirmada. A produção brasileira vai se passar em 1959 e trará cinco mulheres nos papéis principais, em um universo difícil para elas.

O projeto explorará também a bossa nova. Maria Casadevall, Pathy Dejesus, Fernanda Vasconcellos e Mel Lisboa são as companheiras de Thaila à frente da história, que terá sete episódios.

Thaila sentia muita dores na coluna e operou para eliminar o problema. "Tive muita crise, foi um ano de crise brava. Minha hérnia estava monstra, não tinha mais o que fazer. O médico disse que eu tinha de operar urgente. É bem anormal para a minha idade, mas cada genética é uma história", comenta.

A namorada do ator Renato Góes está fazendo fisioterapia e deve retomar as atividades físicas em janeiro, com moderação. Ela conta que perdeu seis quilos por parar de malhar.

Carreira internacional
Longe das novelas, Thaila tem vários projetos no exterior para serem lançados, entre filmes e séries. Ela foi para os Estados Unidos em 2014 para estudar inglês. "Não falava nada, era para passar três meses, que viraram um ano e, depois, mais um ano... Nunca foi um projeto, um sonho, foi acontecendo."

Mesmo sem falar direito o idioma, ela fez participações em dois longas a convite de James Franco, Zeroville e The Long Home, ambos dirigidos pelo astro.

No ano seguinte, ela conquistou o papel na série Rio Heat, coprodução Brasil e Canadá, que só teve dois episódios gravados e acabou engavetada. "Tinha contrato de um ano, então não podia fazer nada. Fiquei estudando inglês."

No terceiro ano, ela procurou um agente, fez seu primeiro teste nos Estados Unidos e fechou contrato para atuar no filme Pica-Pau. Depois, veio a participação em The Pretenders, também dirigido por Franco. 

Ela mantém um apartamento em Nova York e já tem um filme engatilhado para rodar no primeiro semestre de 2019. A atriz vai passar parte de janeiro e fevereiro nos Estados Unidos e pretende continuar se dividindo: um pouco lá, um pouco no Brasil.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

O que é mais bizarro em O Tempo Não Para?
Duas mulheres com mais de 60 anos dizendo estar grávidas.
23.60%
Ninguém mandar nenhuma das 'grávidas' fazer teste em laboratório.
11.04%
Vilões que matam pessoas e continuam impunes.
11.55%
De uma novela que descongelou pessoas do século 19 se espera qualquer coisa.
53.81%

Últimas notícias

Notícias da TV
Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook