Recap S10E13

The Walking Dead resgata personagens mortos na despedida de Michonne

Divulgação/AMC

De regata amarela e cabelo com tranças, Danai Gurira dispara um olhar mal encarado em The Walking Dead

A atriz Danai Gurira em seu último episódio de The Walking Dead, exibido no domingo (22); Michonne morreu?

JOÃO DA PAZ - Publicado em 22/03/2020, às 23h06

[Atenção: este texto contém spoilers]

Depois do auge da Guerra dos Sussurradores e da morte da vilã Alpha (Samantha Morton), The Walking Dead dedicou um episódio inteiro para se despedir de Michonne (Danai Gurira). A guerreira com sua afiada katana deu adeus ao drama zumbi no domingo (22), em um capítulo que contou com resgate de personagens mortos, um navio, pesadelos e busca por Rick (Andrew Lincoln).

Intitulado de What We Become (O Que Nos Tornamos), o 13º episódio da décima temporada foi mais uma prova do ótimo trabalho Angela Kang faz como a showrunner da série. A produtora e roteirista vem mudando a cara da atração desde 2018.

Michonne estava ausente da história desde o oitavo episódio da atual temporada, exibido no ano passado e, novamente, um personagem importante da trama não precisou morrer na sua aparição derradeira. No caso dela, há um motivo para isso. 

A mulher de Rick topou ir com o estranho Virgil (Kevin Carroll, ex-The Leftovers) para uma ilha naval. A dupla combinou de caçar possíveis armas e munições que ajudariam os sobreviventes na guerra contra os Sussurradores. No final das contas, os mocinhos de Walking Dead não precisaram desse auxílio e ela foi enganada.

Delírios intoxicantes

Assim que colocaram os pés na ilha, a guerreira percebeu que Virgil era um truqueiro. Ela experimentou isso na pele e na mente ao ser presa dentro de um aposento e tomar um chá envenenado. Intoxicada, Michonne teve pesadelos e alucinações ao imaginar uma realidade alternativa sinistra.

Durante os devaneios, Michonne se viu novamente de frente com Andrea (Laurie Holden) assim como no 13º episódio da segunda temporada, sua primeira cena na série. Dessa vez, ela não salvou a loira, mas seguiu seu caminho sem remorsos.

The Walking Dead resgatou não só Andrea, mas outros personagens mortos para narrar essa jornada delirante (Sasha, Abraham, Carl...), relembrando cenas de episódios antigos.

A samurai ainda apareceu com uma bandana enrolada na cabeça, um visual para diferenciar do tradicional. Nesse delírio, ela se juntou ao exército dos Salvadores, grupo que fora liderado pelo vilão Negan (Jeffrey Dean Morgan), e matou Glenn (Steven Yeun) sem dó.

A Michonne "paralela" até participou do macabro uni-duni-tê promovido pelo vilão. Como escudeira dele, tinha a permissão de pegar no taco Lucille (de beisebol, com arame farpado enrolado) e golpeou a cabeça de um dos sobreviventes.

Michonne (Danai Gurira) encara Rick (Andrew Lincoln) em nova versão do uni-duni-tê do Negan


Mão amiga

Toda essa brisa serviu para a mãe de R.J. (Antony Azor), filho que teve com Rick, perceber o quanto é importante ajudar o outro. Ao acordar do pesadelo, ela conseguiu sair de sua prisão e salvou outras três pessoas que estavam cativas em outro cômodo, também sob o poder de Virgil.

Ainda na ilha, Michonne encontrou um par de botas que pertencia ao seu companheiro. Questionado sobre onde achou o calçado, Virgil indicou que veio de um navio da marinha, parado perto da ilha.

Ambos foram para lá e a guerreira achou outros indícios de que seu marido estaria vivo. O telespectador de Walking Dead sabe que ele não morreu, mas os sobreviventes suspeitam que o xerife não escapou daquela explosão na ponte.

As três pessoas que Michonne livrou do cativeiro conseguiram colocar o navio para funcionar. A caminho de casa, ela conversou com Judith (Cailey Fleming), via rádio, e ficou sabendo que Alpha morreu. Isso a aliviou da pressão de ter de proteger seus filhos e os amigos sobreviventes. Assim, a samurai entendeu que deveria tentar, de uma vez por todas, encontrar Rick para saber se ele está vivo ou não.

A bordo da embarcação, ela partiu para o norte. Assim que pisou em terra firme, a personagem querida dos fãs repetiu um ritual lá do começo: pegou dois zumbis, que sem os braços e a boca foram presos a ela com duas cordas. Logo em seguida, Michonne viu duas pessoas precisando de ajuda. E ela se colocou a disposição.

O episódio terminou com Michonne e os dois desconhecidos partindo em direção a uma multidão de pessoas, com cavalos e tudo mais. Provavelmente indo em direção da comunidade Commonwealth, a maior de toda a série.

Viva, ela tem tudo para aparecer nos filmes de The Walking Dead, que serão protagonizados por Rick. Os dois devem se encontrar em um dos três longas prometidos. É uma estratégia da franquia zumbi para lá de acertada, pois Danai Gurira (Pantera Negra) tem mais destaque hoje em Hollywood do que Andrew Lincoln, com um poder maior de atrair público aos cinemas.

Leia também

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não serão aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos etc. serão excluídos pelos moderadores do site. Também não serão aceitos comentários com links e propaganda de produtos, serviços e dietas.

Enquete

Qual é seu programa favorito gravado na quarentena?

Últimas notícias

Compartilhar no Facebook
Curta no Facebook