Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

JULIA ORMOND

Vilã de nova Walking Dead coloca chefes contra a parede para evitar surpresas

Fotos: Divulgação/AMC

Julia Ormond veste um casaco da CRM e está em frente a um helicóptero com o mesmo logo em cena de The Walking Dead: World Beyond

A atriz Julia Ormond em cena de The Walking Dead: World Beyond; vilã com humanidade

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 4/10/2021 - 6h30

Segunda série derivada de The Walking Dead, World Beyond estreia nesta segunda (4) sua nova temporada. Por se tratar da franquia zumbi, reviravoltas e revelações pegam o público de surpresa a cada episódio. Mas Julia Ormond, intérprete da anti-heroína Elizabeth, não faz parte do grupo que se choca facilmente. A atriz admite que colocou os produtores da atração contra a parede para aprender tudo sobre sua personagem antes da hora.

"Eu pressionei os criadores, porque precisava saber desde o começo", assume a veterana em conversa exclusiva com o Notícias da TV. "Acho que sua arte enquanto ator é baseada nas escolhas que você toma para construir seu personagem. Você pode optar pelo básico, só decorar suas falas e aparecer para gravar, mas aí não está fazendo nenhuma escolha."

Fazer escolhas é o que me permite montar minha performance, usar a minha arte. Eu preciso saber o que estou fazendo, acho que isso vem da minha experiência no teatro e no cinema, em que você já conhece o fim da história desde o início do processo. Não sei como outros atores trabalham sem ser assim.

Julia explica, por exemplo, que sempre esteve ciente de que Elizabeth era a mãe de Huck (Annet Mahendru), personagem de passado misterioso que ajudou os protagonistas em sua jornada pelos Estados Unidos --e que no fim da primeira temporada se revelou uma infiltrada da poderosa CRM (Forças Armadas da República Civil, em tradução livre).

"Eu ficaria chateada de verdade se só descobrisse algo tão importante depois. Sentiria como se os criadores não quisessem que eu entregasse essa informação antes da hora, e por isso escondessem isso de mim. Teria sido difícil de lidar. Mas essa equipe é incrível, ela compartilha o máximo possível e é superdisciplinada na hora de avisar que algo importante vai acontecer." 

Julia com Annet Mahendru, que vive sua filha

Além de obter o máximo de informações possíveis, Julia também precisou se esforçar para tentar justificar as ações de Elizabeth --a poderosa chega a destruir uma cidade inteira, apenas para impedir que os mortos-vivos avancem. A atriz, que se define como pacifista, sofre para entender o terror da guerra --mesmo que seja uma de mentirinha, como na série.

"É uma história de ficção com zumbis, mas você precisa basear os personagens humanos na realidade. Soldados, quando vão para a guerra, assumem um papel de proteção e de cumprimento dos desejos do governo. E você vai matar alguém. Espera-se que seja o inimigo, mas haverá o que chamam de 'dano colateral'", filosofa a britânica de 56 anos.

"Se você perguntar quantas pessoas morreram no Afeganistão, o natural é que falem das pessoas que estão do seu lado da guerra, porque ninguém se coloca no lugar do inimigo. Mas foram milhares de pessoas [entre os afegãos]. A guerra é uma coisa que foge de qualquer lógica. Se eu, enquanto mãe, perdesse um filho como 'dano colateral', ficaria tão revoltada que provavelmente acabaria me aliando ao inimigo."

O discurso bélico vira argumento para defender as atitudes de Elizabeth e da CRM. "Eles acreditam que estão protegendo a humanidade, impedindo o seu fim. Assumiram essa responsabilidade e sabem que é uma guerra contra os zumbis. Mas entendem que 'danos colaterais' são necessários para que uma população central possa crescer, e não apenas sobreviver. Acho que essa é a única maneira de justificar", especula.

Ligação com The Walking Dead

A segunda temporada vai fazer uma ligação direta com a série mãe. Janis, personagem de Pollyanna McIntosh que levou Rick Grimes (Andrew Lincoln) embora em um helicóptero da CRM em 2018, vai aparecer nos novos episódios de World Beyond --em circunstâncias ainda não reveladas, mas que podem se conectar com os filmes de Walking Dead estrelados pelo xerife.

Questionada pela reportagem se também colocou os produtores contra a parede para entender quem era Janis e o que ela vai fazer na série, Julia Ormond nega e confessa que conhecia a personagem muito bem. "Eu já tinha assistido a tudo. Sou maníaca por Walking Dead, muito fã mesmo", valoriza.

"Uma vez me perguntaram que personagem eu gostaria de interpretar [se não fosse Elizabeth], e com certeza seria Jadis, acho ela incrível. Então, não precisei de nenhuma apresentação, e acho fenomenal que trouxeram ela para a nossa história", encerra, sem entregar nenhum spoiler.

A segunda temporada de The Walking Dead: World Beyond estreia nesta segunda (4), às 22h, no canal AMC Brasil. Os episódios semanais serão reprisados toda terça, às 21h, e domingo, à meia-noite. Confira o trailer:


Leia também

Enquete

Você gostou do primeiro mês de Um Lugar ao Sol?

Web Stories

+
Traída, enganada e desprezada: 7 vezes em que Bárbara quebrou a cara em Um Lugar ao SolMansão nova, presença VIP e publis: Saiba tudo sobre a carreira de Deolane BezerraÚltima temporada de La Casa de Papel: Após o fim, série já tem spin-off confirmadoFicção virou realidade: Casa de Esqueceram de Mim é aberta ao público; veja fotosDivórcio, tragédia e treta: 5 notícias que peões de A Fazenda 13 não sabem

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas