Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

VOLTA DE RICK GRIMES

Anunciado há três anos, filme de Walking Dead ainda nem começou a ser gravado

Divulgação/AMC

Barbudo e com expressão empática, Andrew Lincoln encara personagem de costas em Walking Dead

Andrew Lincoln como Rick Grimes em cena da série The Walking Dead; filme só em 2022

LUCIANO GUARALDO

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 7/2/2021 - 7h25

Anunciados em 2018, os três longas da franquia The Walking Dead estrelados por Andrew Lincoln sequer começaram a ser gravados. O Notícias da TV apurou que as filmagens do primeiro capítulo cinematográfico têm seu início marcado para 5 de abril. Com isso, o esperado retorno do xerife Rick Grimes só deve chegar às telonas em 2022 --quatro anos após seu desaparecimento no drama zumbi.

Os trabalhos deveriam ter começado no ano passado. Mas o novo coronavírus, obviamente, alterou os planos. A pandemia, aliás, ainda pode adiar novamente as gravações. É que Andrew Lincoln mora na Inglaterra com sua família, e precisa de autorização do governo norte-americano para poder entrar nos Estados Unidos.

O ator precisa ser liberado até março para viajar, e provavelmente terá de cumprir duas semanas de isolamento total em um hotel até que receba a permissão para trabalhar. O mesmo procedimento foi usado por equipes que gravam no Canadá e na Nova Zelândia.

Segundo fontes da reportagem envolvidas na produção do longa, a equipe está confiante de que Lincoln chegará a tempo para as filmagens de 5 de abril, seguindo o cronograma previsto. O filme começará a ser rodado em Los Angeles, na Califórnia, ao contrário das séries zumbis --Walking Dead é gravada na Georgia, enquanto Fear tem usado o Texas como cenário e World Beyond baseia sua produção na Virgínia.

Os três longas mostrarão o que aconteceu com Rick Grimes após seu desaparecimento no quinto episódio da nona temporada. Embora os sobreviventes acreditem que Rick morreu na explosão de uma ponte, o personagem foi resgatado com vida por Jadis (Pollyanna McIntosh) e levado embora em um helicóptero.

Inicialmente, os filmes seriam transmitidos pelo canal pago AMC, o mesmo que exibe toda a franquia nos Estados Unidos. No entanto, a Universal Pictures decidiu entrar no projeto e apostar que as produções terão público suficiente para justificar um lançamento nos cinemas.

Colocar os longas em cartaz em 2022 é uma maneira de manter a marca Walking Dead bem viva na cabeça dos espectadores. Afinal, a série original acabará no ano que vem, e o spin-off de Carol (Melissa McBride) e Daryl (Norman Reedus) está previsto para 2023. Com um bom planejamento, o primeiro filme pode preencher o buraco entre o fim de uma atração e o início da próxima derivada.

Confira o anúncio (feito em 2019) de que os filmes de Walking Dead serão lançados no cinema:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

Você gostou do final de Amor de Mãe?