Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
twitter
Instagram
YouTube

WORLD BEYOND

Nova Walking Dead faz metáfora sobre crescer e encontrar seu caminho

Fotos: Divulgação/AMC

Em meio a uma pilha de entulho e rochas, as atrizes Aliyah Royale e Alexa Mansour fazem carão para divulgar The Walking Dead: World Beyond

Aliyah Royale (Iris) e Alexa Mansour (Alexa) são as protagonistas de The Walking Dead: World Beyond

LUCIANO GUARALDO, de Richmond (EUA)

luciano@noticiasdatv.com

Publicado em 5/10/2020 - 6h45

A franquia The Walking Dead sempre falou sobre sobrevivência e mostrou até que ponto o ser humano é capaz de ir para evitar a própria morte. Novo filhote da franquia, World Beyond é uma metáfora sobre o crescimento e aborda como amadurecer e encontrar o seu caminho em um mundo no qual nada está a seu favor. A série estreia nesta segunda (5), às 22h, no canal AMC.

Na atração, o foco são os jovens. Os quatro personagens principais são adolescentes que cresceram durante o apocalipse zumbi. Mas, ao contrário de Carl (Chandler Riggs) no programa original, as irmãs Iris (Aliyah Royale) e Hope (Alexa Mansour), o inteligente Elton (Nicolas Cantu) e o calado Silas (Hal Cumpston) foram criados em uma comunidade avançada e extremamente segura no Estado do Nebraska.

Ali, na chamada Campus Colony, eles têm eletricidade, água encanada, gás, escola e vários itens que seriam considerados de luxo pelos personagens das outras séries. Presidente do grêmio estudantil, Iris até faz sessões semanais de terapia para superar uma perda que teve no "dia que o céu caiu".

"Eles cresceram com o apocalipse zumbi, mas em um local seguro. Estão cientes de que os walkers existem, mas nunca interagiram diretamente com eles", explica ao Notícias da TV o executivo Scott M. Gimple, chefe de toda a franquia Walking Dead, que ajudou a desenvolver a nova série com o showrunner Matt Negrete.

Essa segurança toda cai por terra quando Iris e Hope recebem uma mensagem de seu pai, o bioquímico e geneticista Leo (Joe Holt), que trabalha para a Civic Republic Military na busca de uma cura para o vírus zumbi. Ele avisa que não está seguro e que nem tudo é o que parece ser. É a deixa para que as duas jovens decidam deixar o Nebraska e partir em busca do pai.

Nico Tortorella e Annet Mahendru: adultos da série

World Beyond começa a mostrar, então, como é o mundo além das muralhas da Campus Colony. Iris, Hope, Silas e Elton iniciam essa missão essencialmente suicida, e são observados de perto por Felix (Nico Tortorella) e Huck (Annet Mahendru), espécie de figuras paternas --embora ambos estejam na casa dos 30 anos.

"O apocalipse é algo 'normal' para eles, mas são pessoas que passaram a vida toda dentro dos muros. Então a jornada que decidem fazer é extremamente perigosa, eles são afetados de outras maneiras por tudo o que está acontecendo", adianta Gimple.

Os encontros com os mortos-vivos, por exemplo, são extremamente diferentes dos já mostrados nas outras produções da franquia. Apesar de terem recebido aulas de defesa pessoal, os jovens nunca ficaram frente a frente com um walker (aqui chamado de "empty", ou vazio), e isso afeta suas reações. Bem longe de máquinas de guerra, os personagens se atrapalham na hora de matar os inimigos, e correm risco constante.

"Eu gosto de histórias que falam sobre amadurecer, sabe? A adolescência já é uma época complicada, tudo é exagerado, as emoções são muito cruas... Se alguém diz algo atravessado, você reage como se estivessem tirando o coração do seu peito. E a série mostra um mundo no qual o seu coração pode ser literalmente arrancado do seu peito (risos). É com essas situações extremas que eles precisam lidar o tempo todo", brinca Matt Negrete, que foi roteirista da série mãe entre a quarta e a nona temporadas.

"A minha personagem tem 16 anos, ainda é muito verde, novata. Aí você soma o apocalipse à adolescência? A questão não é só: 'Eu gosto desse cara, será que ele gosta de mim também?'. Esses não são mais os problemas cotidianos! Agora é: 'Como sobreviver o máximo possível e fazer algo significativo com sua vida?'. A Iris tenta melhorar o mundo não só para ela, mas para todos. Ela quer fazer algo, sentir que melhorou algo no mundo antes de o seu tempo acabar. E eu acho isso muito nobre", elogia Aliyah.

World Beyond estreia nesta segunda, mas já com data para acabar. A série terá apenas duas temporadas, sem tempo para enrolação. Confira o trailer:


Leia também


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas

Enquete

O que você achou do Disney+?