Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

ESTREIA HOJE

'Sensibilizado', diz Gianecchini sobre cenas com Klara em Bom Dia, Verônica

DIVULGAÇÃO/NETFLIX

Imagem de Klara Castanho, Reynaldo Gianecchini e Camila Márdila, da esquerda para a direita, em cena da 2ª temporada de Bom Dia, Verônica

Klara Castanho, Reynaldo Gianecchini e Camila Márdila na 2ª temporada de Bom Dia, Verônica

PAOLA ZANON

paola@noticiasdatv.com

Publicado em 3/8/2022 - 12h54

Reynaldo Gianecchini abriu o jogo sobre as cenas de abuso envolvendo seu personagem e a de Klara Castanho na segunda temporada de Bom Dia, Verônica. Nos novos capítulos, que estrearam na Netflix nesta quarta (3), o ator interpreta o pai da jovem, que foi vítima do crime na vida real. "Sensibilizado", declarou ele.

"É um assunto delicado. Tenho muito respeito pela privacidade da Klara e não tenho nada para falar sobre essa questão da vida particular dela. É uma grande atriz, ficamos sensibilizados porque estamos fazendo uma série de abuso e, de repente, surge essa história", lamentou, em uma entrevista para Patrícia Kogut, colunista do jornal O Globo.

"Essa série foi feita quando a gente nem imaginava que podia ter esse percalço. Eu acho que serve para potencializar esse discurso de alerta. Agora é seguir com toda essa discussão importante", frisou o ator.

[Atenção: Contém spoilers da segunda temporada de Bom Dia, Verônica abaixo]

Na trama, Gianecchini interpreta Matias Carneiro, que se passa por um guru religioso como fachada para encobrir diversos crimes, entre eles, abuso sexual e estupro. "Não estamos falando de uma religião específica para não pegar no pé. Essa questão do abuso é tão ampla que, se tocássemos numa doutrina, tornaria menor, embora ela lembre histórias que estão vindo à tona", explicou.

O ator se referiu a casos como os de João de Deus, médium em prisão domiciliar condenado a 44 anos por crimes de estupro. O religioso abusava sexualmente de mulheres que o procuravam em busca de cura.

Na série protagonizada por Tainá Müller, o personagem de Reynaldo não se limita às fiéis; ele abusa também da filha Ângela, interpretada por Klara, e da mulher Gisele, vivida por Camila Márdila.

Após Klara revelar que foi vítima de um estupro, do qual engravidou e decidiu entregar o bebê para adoção, fontes do Notícias da TV afirmaram que a Netflix redobrou o cuidado na edição de cenas da atriz que envolvem abuso sexual. A plataforma, no entanto, afirmou que não cortou nenhum conteúdo.

A série não coloca Klara em nenhuma sequência explícita de violência sexual, mas deixa várias cenas sugestivas no ar. A mais evidente delas é quando Ângela é beijada por Matias. A confirmação de que a personagem sofre abusos nas mãos do pai só acontece no último capítulo, quando ela resolve denunciá-lo.

Confira abaixo o trailer da segunda temporada de Bom Dia, Verônica:


Leia também

Enquete

Qual o personagem mais chato de Pantanal?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.