Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

BETO SKUBS

Roteirista brasileiro 'estreia' em Grey's Anatomy com episódio bombástico

Reprodução/Instagram

Beto Skubs e Kevin McKidd nos bastidores de Grey's Anatomy

O roteirista Beto Skubs ao lado do ator Kevin McKidd nos bastidores de Grey's Anatomy

ANDRÉ ZULIANI

andre@noticiasdatv.com

Publicado em 11/11/2021 - 6h35

Com exibição marcada nos Estados Unidos para esta quinta-feira (11), o quinto episódio da 18ª temporada de Grey's Anatomy terá um gostinho brasileiro. Ainda sem previsão para chegar ao Brasil, o próximo grande evento do drama médico foi escrito por Beto Skubs, roteirista nascido em São Paulo e que passou a fazer parte da equipe da série neste ano.

Intitulado Bottle Up and Explode! (Engarrafar e Explodir, em tradução livre), o capítulo é o primeiro produzido por Skubs desde que passou a ser roteirista fixo de Grey's Anatomy, em maio. E sua "estreia" promete sequências bombásticas em um crossover com Station 19, spin-off do drama médico.

Em bate-papo exclusivo com o Notícias da TV, Beto confessou se emocionar sempre que se lembra de sua trajetória até chegar a este momento e que foi surpreendido por uma oportunidade de produzir o próprio episódio tão cedo.

"Talvez o momento mais impactante para mim foi produzir o meu primeiro episódio. Aconteceu antes do que eu esperava. Escrevi um episódio e fui ao set mais cedo do que eu achei que seria. Vou poder falar mais sobre isso depois que for ao ar, mas será um episódio bem bombástico. Coisas bombásticas vão acontecer", contou.

Há dez anos nos EUA, Skubs percorreu um longo caminho até conseguir encontrar uma vaga nos grandes estúdios de Hollywood. Segundo o roteirista, foram muitos perrengues e muitos trabalhos chatos até conseguir atingir o seu sonho de infância. Para explicar o seu sentimento, ele usou o exemplo de outra grande paixão dos brasileiros: futebol.

Eu estou há tanto tempo na batalha para chegar em um lugar legal. Até me emociono. A comparação que eu faço sempre que falo sobre isso é com futebol, que eu amo. A sensação que eu tenho é que estou jogando a Champions League pelo Barcelona ou pelo Real Madrid. Tudo o que aconteceu aqui foi muito legal.

O caminho até Hollywood

A oportunidade para tentar a sorte no hemisfério norte surgiu em 2012. Skubs ganhou uma bolsa de estudos de três anos na UCLA (Universidade da Califórnica em Los Angeles) e partiu para os Estados Unidos para se aventurar na principal indústria cinematográfica do mundo.

O início, no entanto, foi complicado. Depois de passar muito tempo "ralando" no Brasil, Beto se sentiu de volta à escola ao chegar em Los Angeles. Mesmo sem tantas oportunidades, foi durante o seu período na faculdade que ele conseguiu vender o seu primeiro roteiro para uma série norte-americana.

"Cheguei aqui e foi praticamente o recomeço de tudo, ou o começo. Nada estava dando certo para mim nessa época. Quando cheguei, eu comecei do zero e fiz escola de novo. Estudei tudo de novo. Quando eu ainda estava na faculdade aqui, vendi o piloto de uma série para a Sony. Foi meu primeiro contato de verdade com a indústria", relembrou.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Beto Skubs e o ator Greg Germann

A série não foi para frente, mas Beto não deixou de valorizar o seu primeiro pagamento como roteirista em Hollywood. A oportunidade ainda o levou a ingressar no sindicato dos roteiristas dos Estados Unidos (WGA, na sigla original). Para ele, foi o momento no qual percebeu que a sua aventura em terras gringas poderia dar certo.

Os tais "perrengues" citados por Skubs continuaram. Para sobreviver em Los Angeles, ele começou a fazer trabalhos pontuais à distância para o Brasil. Apesar de o pagamento não ser o bastante quando convertido para a moeda local, o roteirista disse ter conseguido fazer trabalhos dos quais se orgulha.

"Fiz coisas muito legais e que eu gostava muito, apesar de o dinheiro ser difícil. Era tudo como freelancer, foram vários. Também escrevi alguns episódios de Ben 10 [2016-2021] para os EUA. Eu ficava patinando para lá e para cá", brincou.

A oportunidade para entrar na equipe de Grey's Anatomy veio da melhor maneira possível. Foi nos EUA que Skubs conheceu Kiley Donovan, sua mulher e também roteirista. Diferentemente do brasileiro, que por questões burocráticas não poderia estagiar em produções norte-americanas, ela iniciou a sua carreira fazendo trabalhos como assistente.

Depois de passar por produções como House of Lies (2012-2016), Kiley foi chamada para integrar a equipe da showrunner Krista Vernoff em Grey's Anatomy. Após seis anos como assistente, ela se tornou produtora e a roteirista "número 2" de Station 19 --apenas Krista está acima dela.

Por conta de seu relacionamento com Kiley, Beto já estava familiarizado com a equipe de produção do drama médico. O roteirista já frequentava festas e havia visitado o set da série em mais de uma oportunidade. O convite para se juntar à atração, no entanto, só chegou após mais um período de incertezas.

Pouco após a mulher entrar para Grey's Anatomy, ele recebeu um convite para trabalhar na Globo. Skubs passou dois anos na emissora carioca até o início da pandemia de Covid-19. O brasileiro, então, deixou mais uma vez o seu país natal e voltou aos EUA para fazer a quarentena ao lado de Kiley.

A gente tinha a nossa sala de roteiristas na Globo e vim para cá [Los Angeles] para ficar em casa. Nunca mais voltei, nunca mais vi meu apartamento. Um amigo até se ofereceu para desmontar pra mim. Voltei e fiquei seis meses aqui, aí acabou o meu contrato com a Globo e não renovei. Como o pessoal de Grey's Anatomy sabia que eu estava procurando trabalhar na área, me convidaram para a equipe em maio de 2021.

Beto ingressou no time de roteiristas de Grey's Anatomy durante a seleção para escolher os profissionais que trabalhariam na atração na 18ª temporada. Depois de um caminho árduo e longo, ele agora possui o seu crachá da Disney --a série é gravada pelo ABC Studios, do conglomerado do Mickey-- e tem um escritório próprio bem ao lado do de Shonda Rhimes, criadora e produtora executiva do drama médico.

REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Beto nos bastidores com James Pickens Jr.

A experiência em Grey's Anatomy

Como roteirista de uma das séries queridinhas do público há mais de 15 anos, Skubs integra uma equipe enorme. Sem se arriscar a chutar um numero correto, o brasileiro de 42 anos revelou que uma reunião com todos do núcleo criativo da série chega a juntar mais de 20 pessoas.

Com Krista Vernoff no topo como showrunner, Grey's Anatomy conta com até 12 roteiristas no dia a dia para definir o andamento da trama. Somam-se a eles os assistentes e pesquisadores que ajudam a deixar a narrativa mais próxima à realidade da medicina real.

De acordo com Beto, o mais gratificante de trabalhar em uma produção capitaneada por Krista é o espaço para colaboração. Além dos roteiristas titulares, a protagonista Ellen Pompeo e outros integrantes do elenco também palpitam sobre a história de seus personagens.

"A Krista eu vejo uma ou duas pessoas por semana. Ela lê tudo que a gente produz. Se Grey’s fosse um filme, ela seria a diretora. Tudo passa por ela. Ela supervisiona tudo, é como se fosse a CEO de uma empresa gigantesca. A Ellen [Pompeo] é produtora executiva e tem 18 temporadas de casa. Ela tem um insight do processo que vem de muito tempo. É um outro ângulo. Ela não faz parte da sala de roteiro, mas tem muitas opiniões sobre o rumo da série. É uma troca legal", explicou.

Confira abaixo um teaser do episódio de Grey's Anatomy produzido por Beto Skubs:

Veja também algumas fotos do roteirista nos bastidores da série:


Leia também

Enquete

Você acha que a edição 2022 de No Limite vai superar a do ano passado?

Web Stories

+
Pão Pão, Beijo Beijo chega no Viva 39 anos depois: Quais atores já morreram?Resumo de Pantanal: Madeleine sofre tragédia, e Bruaca se choca com podridão do maridoGkay já fez harmonização facial? Veja antes e depois da influenciadoraNovela Pantanal: Descubra quem é Guito, o ator que interpreta Tibério na tramaEnquete: Barraqueiro x Sem graça - Vote no casal que vai gerar caos no Power Couple

Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.

Mais lidas