Menu
Pesquisar

Buscar

Facebook
Twitter
Instagram
Youtube
TikTok

SANDY+CHEF

Chata para comer, Sandy estreia programa culinário na HBO Max

DIVULGAÇÃO/HBO MAX

A cantora Sandy Leah de blusa rosa, leve sorriso, mão no queixo, sentada diante a bancada de sua cozinha, posa para foto

Sandy Leah como apresentadora do Sandy+Chef, que estreia na HBO Max nesta quinta (11)

FERNANDA LOPES

fernanda@noticiasdatv.com

Publicado em 11/11/2021 - 6h40

Sandy Leah não come nada com alho e não gosta de cebola, dois dos ingredientes mais básicos na culinária brasileira --ela se diz "intolerante" a alho. Também não é fã de frutos do mar e passa longe de pimentão. Apesar de ter essas e outras restrições de sabores, a cantora encarou um grande desafio: ela é, ao mesmo tempo, apresentadora e participante do programa Sandy+Chef, em que aprende a cozinhar com chefs famosos. A atração estreia na HBO Max nesta quinta (11).

O formato existe desde o ano passado, quando foi lançado na plataforma de streaming, nos Estados Unidos, com Selena Gomez. A atração foi criada no início da pandemia, e a ideia é mostrar a cantora famosa em sua casa, com sua família e seus amigos, fazendo uma chamada de vídeo com um chef de cozinha renomado.

A cada episódio, um profissional ensina o preparo de pratos com algum nível de elaboração para a artista, que não é íntima da cozinha. 

Esta perspectiva acontece tanto com Selena quanto com Sandy. A brasileira de 38 anos diz que sabe se virar na cozinha e é boa no preparo de arroz e bolos, por exemplo, mas confessa que foi "pateta" em alguns momentos das gravações. 

"Não tenho prática, não sei cortar direito as coisas. Tenho intuição, sei temperar, tenho um pensamento pra gastronomia, mas prática zero. Vocês vão ver que fui bem pateta em muitos momentos, mas aprendi um monte e quero aprender mais", afirma. 

Ao longo da temporada, ela tem aulas com seis chefs: Paola Carosella, Murakami, Lili Almeida, Thiago Castanho, Renata Vanzetto e João Diamante. Sandy passa por desafios que nunca imaginou que viveria, como fazer sushi e comer peixe de rio (algo de que nunca gostou). 

"Pra iniciante tudo é complexo, mas com eles ensinando não foi muito difícil. Difícil foi o sashimi com o Murakami. Filetar o peixe, fazer aquela florzinha... Tudo foi muito desafiador, nunca cheguei nem perto de uma coisa dessa. O que mais me surpreendeu foi o Thiago Castanho. É que não costumo comer peixe de rio, não gosto. Mas ele fez [e ensinou] de um jeito que comi babando. Minha família também não gosta, e eles amaram", revela Sandy.

Todas as gravações aconteceram na casa da cantora, e membros da família dela participam dos episódios, como Xororó e Noely, os pais dela; Lucas Lima, o marido; e Junior Lima, o irmão. Eles atuam como assistentes, ajudando em pequenas tarefas e interagindo com a cozinheira amadora e os chefs. 

"Com eles ali facilita bastante a vida. Eles acabam deixando mais prático. Se tô concentrada no que o chef está falando, um está limpando a bancada, ajudando na organização, vai ajudando bastante. Fora que fica mais divertido, mais gostoso, dá uma risada, descontraída, tudo fica mais gostoso", explica. 

Entre os pratos que Sandy prepara, estão um filhote (peixe de rio) na folha de bananeira com Thiago Castanho, crumble de manga com frutas vermelhas com Paola Carosella e bolinho de arroz com Renata Vanzetto. A artista, que se apresenta em palcos para milhares de pessoas desde criança, se sente realizada com o que conseguiu apresentar na cozinha de sua casa. 

"Eu gostei do aprendizado no geral, de ter uma coisa a mais pra aprender, quero que se torne um hobby constante mesmo. Parece que eu ganhei um presente, um começo de uma habilidade a mais para oferecer para as pessoas que amo. Cozinhar é um gesto de amor, pra mim é muito isso. Tenho a sensação de missão cumprida, de 'ufa, consegui, deu certo e foi muito bom'", conta. 

Confira o trailer de Sandy + Chef, da HBO Max: 


Leia também

Enquete

Qual a melhor novela no ar atualmente?

Mais lidas


Comentários

Política de comentários

Este espaço visa ampliar o debate sobre o assunto abordado na notícia, democrática e respeitosamente. Não são aceitos comentários anônimos nem que firam leis e princípios éticos e morais ou que promovam atividades ilícitas ou criminosas. Assim, comentários caluniosos, difamatórios, preconceituosos, ofensivos, agressivos, que usam palavras de baixo calão, incitam a violência, exprimam discurso de ódio ou contenham links são sumariamente deletados.